Pular para o conteúdo principal

Jorge Jesus quebra tradição de jogadores virarem treinador no Benfica

Jorge Jesus (foto) chega ao Benfica para quebrar uma tradição de jogadores do time português virarem treinador. O último foi Nelson Veríssimo, que cede lugar para Jorge Jesus, que deixa o Flamengo (RJ).


Eis a reportagem do site do Benfica sobre os jogadores que viraram treinador:

"O conceito de treinador-jogador é cada vez menos utilizado no futebol, mas noutras eras foi prática comum. Que o diga Cosme Damião. O homem dos sete ofícios do Sport Lisboa e Benfica foi fundador, nunca quis ser presidente, mas foi treinador e jogador da equipa de futebol entre 1908/1909 e 1925/1926, dando depois o lugar a Ribeiro dos Reis, outro nome incontornável da centenária História dos encarnados.

Aliás, nenhum antigo jogador foi técnico no Clube durante tanto tempo. Sem haver um paralelismo com Cosme Damião, Toni é quem mais se aproxima, dado que liderou a equipa de futebol nos anos de 1980, de 1990 e no início do Século XXI. Curiosamente, são igualmente os que mais títulos conquistaram, mas, também aqui, com as devidas diferenças.

Durante os 27 anos em que liderou as águias, Cosme Damião conquistou oito Campeonatos Regionais e duas Taças de Honra; Toni, ganhou dois Campeonatos Nacionais e uma Taça de Portugal. Mas voltemos ao fundador… Durante o período em que foi treinador do Benfica, Cosme Damião liderou o plantel do qual também fazia parte em 177 jogos oficiais.


Ainda não década de 1920, Ribeiro dos Reis orientou a equipa depois de ter sido jogador. Fê-lo entre 1926 e 1929, hiato compreendido em três temporadas e regressou na década seguinte (1930) para treinar de 1930/31 a 1933/34 e na época 1934/35. Nestes períodos levou o Benfica à conquista de um Campeonato Regional. Anos mais tarde – de 1952 a 1954 –, num conselho técnico com José Simões conquistou uma Taça de Portugal para o Museu. Ao todo, foram 188 jogos como técnico, sendo que 155 de forma isolada e 33 em parceria com José Simões.

Ainda nos anos 1930, Vítor Gonçalves foi o terceiro ex-jogador a ser treinador no Benfica. Primeiro em 1934/35 (saiu a meio da temporada e regressou Ribeiro dos Reis), depois entre 1935 e 1937. Foram 65 jogos e dois títulos: um Campeonato Nacional e um Campeonato de Portugal. Na década de 1940 só houve um antigo futebolista na condição de técnico: Manuel Alexandre, em 1946/47. Orientou a equipa em 13 partidas.

Para além do Conselho Técnico de 1952 a 1954, mais dois nomes integram este quadro de nomes que representaram o Clube enquanto jogadores e, mais tarde, no comando técnico: Cândido Tavares e Alfredo Valadas, treinadores das águias em 15 e 14 encontros, respetivamente. O primeiro ainda logrou uma Taça de Portugal. Nos 10 anos seguintes – 1960 a 1969 – dois ex-jogadores tiveram a possibilidade de liderar o elenco a partir do banco: Fernando Caiado e José Augusto. Ambos conquistaram uma prova-rainha, sendo que o primeiro fê-lo em quatro jogos; o Bicampeão Europeu treinou os encarnados em 17 desafios.


Toni em três décadas e o senhor com mais jogos

Ao entrar-se na década de 1980 bate-se de frente com um nome ímpar da história do Benfica: António José da Conceição Oliveira, mais conhecido por Toni. Representou o Clube como jogador entre 1968/1969 e 1976/1977, voltando em 1977/1978 até 1980/1981.

Em 1982/1983 teve a primeira experiência como treinador adjunto de Sven-Göran Eriksson, sendo que pegou no leme das águias em várias ocasiões. Aconteceu em 1984/1985, em 1986/1987, nos períodos de 1987/1988 a 1988/1989 e de 1992/1993 a 1993/1994 e, de novo, já no Século XXI, de 2000/2001 a 2001/2002. Ao todo são 216 jogos – o que tem mais nesta lista de 16 –, três títulos (dois Campeonatos Nacionais e uma Taça de Portugal) e uma presença na final da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1988.

Depois de Toni, só voltou a haver antigos jogadores como treinadores na segunda metade da década de 1990. Artur Jorge, de 1994 a 1996 (54 jogos), e Manuel José, 1996 a 1998 (30 jogos). Na transição, em 1998/1999, Shéu, antigo futebolista e coordenador técnico do futebol, orientou o Benfica em quatro encontros.

Já neste século, destaque para os nomes de Chalana e de Fernando Santos. De forma provisória, o antigo criativo, que espalhou magia em Portugal e França, e que lançou Miguel a lateral-direito, treinou as águias em 11 jogos, nas épocas 2002/2003, 2005/2006 e 2007/2008. Bem mais fez o atual selecionador nacional. Fernando Santos foi técnico em 49 jogos entre 2006/2007 e 2007/2008.


Doze anos depois, o 16.º nome. Nélson Veríssimo (foto) ocupou o lugar de Bruno Lage – de quem era adjunto – e assumiu o comando técnico da equipe para a temporada 2019/2020. Vão ser seis jogos (cinco para a Liga NOS e um para a Taça de Portugal), e estreou ganhando de 3 a 1 do Boavista.

Com informações do site do Benfica-Texto de Marco Rebelo e fotos Arquivo/SL Benfica.

Comentários


Comentários

Para comentários públicos, favor utilizar campo ao final da notícia, logo acima da publicidade.

Notícias mais acessadas do mês

Juiza nega pedidos de DJ Ivis

O DJ Ivis através de nota de sua assessoria jurídica informa que 'aguarda o curso da investigação e cumpre a decisão de medida protetiva, além de permanecer à disposição da Justiça'. DJ Ivis é acusado de bater na ex-esposa a arquiteta Pamella Holanda. Nesta segunda-feira (12 de julho) a juiz Maria José Sousa Rosado de Alencar negou pedido de Ivis para que fosse removido da Internet o vídeo onde aparece ele batendo em Pamella. A juiz negou também a solicitação para que Pamella fosse proibida de comentar a agressão na imprensa, 'principalmente onde cite a filha menor'. - Ela (Pamella) comunicou a imprensa fatos mentirosos relativos à violência doméstica veiculada em sites de Internet prejudicial a minha reputação", alegava DJ Ivis. - Não verifico no conteúdo divulgado qualquer conduta que ultrapasse o direito de expressão. Em isso, ocorrendo, torna-se impossível analisar o pedido, além de quer a concessão de tal pretensão, nos moldes formulados representaria ao direi

Polícia Federal prende suspeitos de golpes via Aplicativos de Mensagens

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (17/7), a Operação Swindle (Fraude, em inglês), com objetivo de desarticular grupo que realizava clonagens de números telefônicos para aplicar golpes via Aplicativo de Trocas de Mensagens. Policiais Federais cumprem cinco Mandados de Busca e Apreensão e dois Mandados de Prisão Preventiva no Maranhão e Mato Grosso do Sul expedidos pela Justiça Federal, em Brasília. O grupo abria contas bancárias falsas e utilizava contas "emprestadas” por partícipes para receber valores provenientes das fraudes aplicadas em razão do desvio dos terminais telefônicos, em que os agentes criminosos se “apossavam” das contas de WhatsApp de autoridades públicas e, fazendo-se passar por estas, solicitavam transferências bancárias das pessoas constantes de suas listas de contato. Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de de invasão de dispositivo informático, estelionato e associação criminosa, previstos nos artigos 154-A, parágrafo

Atlântico e Naturágua arrecadam 25 mil litros de água para vítimas das enchentes no RS

Em uma demonstração de solidariedade e compromisso social, o Instituto Atlântico, em parceria com a Naturágua, enviou doações para auxiliar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.  A indústria de água mineral cearense doou 1.250 garrafões de 20 litros de água, o que totaliza 25 mil litros, para levar água potável às pessoas que estão passando por esse momento de vulnerabilidade. O Atlântico custeou o transporte das doações. Uma carreta da RMTLog Transporte e Logística partiu em 5 de junho e chegou à capital gaúcha na última quinta-feira (13). O material foi entregue na Paróquia Santa Catarina, em Porto Alegre, que atua como ponto de coleta e distribuição de doações, além de servir como abrigo para pessoas necessitadas. O Instituto Atlântico também mobilizou sua sede, localizada no Shopping Salinas, em Fortaleza, como ponto de coleta, para que colaboradores e membros da comunidade contribuíssem com doações. Durante a campanha, foram arrecadados itens como roupas, calçados, água,

Morre jornalista JL Rosa

Morreu, aos 35 anos, nesta segunda-feira (8/7/2024), em Fortaleza, o jornalista João Lucas Arruda Rosa. O Velório do corpo de JL Rosa será a partir das 13 horas desta terça-feira (9/7), na Funerária Paz Eterna (Avenida Barão de Studart, 2780-Dionísio Torres-Fortaleza-Ceará). O Sepultamento será às 16h30 desta terça-feira (9), no Cemitério São João Batista (Rua Padre Mororó-Centro-Fortaleza-Ceará). JL Rosa nasceu em 28 de dezembro de 1988. Deixa órfã a filha Amanda, de 10 anos. Com 18 anos de Fotojornalismo, JL Rosa participou de projetos em veículos de Comunicação e venceu dois prêmios nacionais da área. No período de 2019 a 2021, JL Rosa integrou a equipe de Fotografia do Grupo O Povo de Comunicação, no cargo de editor-adjunto.  Dentre os registros favoritos de JL Rosa estavam os de Esportes, como Futebol e Kitesurf.  JL Rosa colecionava imagens de atividades ao ar livre e paisagens de Fortaleza.  JL Rosa trabalhou nos jornais O Povo, Diário do Nordeste e na Câmara Municipal de Fortal

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).

Postagens mais visitadas deste blog

Juiza nega pedidos de DJ Ivis

O DJ Ivis através de nota de sua assessoria jurídica informa que 'aguarda o curso da investigação e cumpre a decisão de medida protetiva, além de permanecer à disposição da Justiça'. DJ Ivis é acusado de bater na ex-esposa a arquiteta Pamella Holanda. Nesta segunda-feira (12 de julho) a juiz Maria José Sousa Rosado de Alencar negou pedido de Ivis para que fosse removido da Internet o vídeo onde aparece ele batendo em Pamella. A juiz negou também a solicitação para que Pamella fosse proibida de comentar a agressão na imprensa, 'principalmente onde cite a filha menor'. - Ela (Pamella) comunicou a imprensa fatos mentirosos relativos à violência doméstica veiculada em sites de Internet prejudicial a minha reputação", alegava DJ Ivis. - Não verifico no conteúdo divulgado qualquer conduta que ultrapasse o direito de expressão. Em isso, ocorrendo, torna-se impossível analisar o pedido, além de quer a concessão de tal pretensão, nos moldes formulados representaria ao direi

Polícia Federal prende suspeitos de golpes via Aplicativos de Mensagens

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (17/7), a Operação Swindle (Fraude, em inglês), com objetivo de desarticular grupo que realizava clonagens de números telefônicos para aplicar golpes via Aplicativo de Trocas de Mensagens. Policiais Federais cumprem cinco Mandados de Busca e Apreensão e dois Mandados de Prisão Preventiva no Maranhão e Mato Grosso do Sul expedidos pela Justiça Federal, em Brasília. O grupo abria contas bancárias falsas e utilizava contas "emprestadas” por partícipes para receber valores provenientes das fraudes aplicadas em razão do desvio dos terminais telefônicos, em que os agentes criminosos se “apossavam” das contas de WhatsApp de autoridades públicas e, fazendo-se passar por estas, solicitavam transferências bancárias das pessoas constantes de suas listas de contato. Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de de invasão de dispositivo informático, estelionato e associação criminosa, previstos nos artigos 154-A, parágrafo

Atlântico e Naturágua arrecadam 25 mil litros de água para vítimas das enchentes no RS

Em uma demonstração de solidariedade e compromisso social, o Instituto Atlântico, em parceria com a Naturágua, enviou doações para auxiliar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.  A indústria de água mineral cearense doou 1.250 garrafões de 20 litros de água, o que totaliza 25 mil litros, para levar água potável às pessoas que estão passando por esse momento de vulnerabilidade. O Atlântico custeou o transporte das doações. Uma carreta da RMTLog Transporte e Logística partiu em 5 de junho e chegou à capital gaúcha na última quinta-feira (13). O material foi entregue na Paróquia Santa Catarina, em Porto Alegre, que atua como ponto de coleta e distribuição de doações, além de servir como abrigo para pessoas necessitadas. O Instituto Atlântico também mobilizou sua sede, localizada no Shopping Salinas, em Fortaleza, como ponto de coleta, para que colaboradores e membros da comunidade contribuíssem com doações. Durante a campanha, foram arrecadados itens como roupas, calçados, água,

Morre jornalista JL Rosa

Morreu, aos 35 anos, nesta segunda-feira (8/7/2024), em Fortaleza, o jornalista João Lucas Arruda Rosa. O Velório do corpo de JL Rosa será a partir das 13 horas desta terça-feira (9/7), na Funerária Paz Eterna (Avenida Barão de Studart, 2780-Dionísio Torres-Fortaleza-Ceará). O Sepultamento será às 16h30 desta terça-feira (9), no Cemitério São João Batista (Rua Padre Mororó-Centro-Fortaleza-Ceará). JL Rosa nasceu em 28 de dezembro de 1988. Deixa órfã a filha Amanda, de 10 anos. Com 18 anos de Fotojornalismo, JL Rosa participou de projetos em veículos de Comunicação e venceu dois prêmios nacionais da área. No período de 2019 a 2021, JL Rosa integrou a equipe de Fotografia do Grupo O Povo de Comunicação, no cargo de editor-adjunto.  Dentre os registros favoritos de JL Rosa estavam os de Esportes, como Futebol e Kitesurf.  JL Rosa colecionava imagens de atividades ao ar livre e paisagens de Fortaleza.  JL Rosa trabalhou nos jornais O Povo, Diário do Nordeste e na Câmara Municipal de Fortal

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).