Pular para o conteúdo principal

Dia de Tiradentes, 60 anos de Brasília e 35 anos sem Tancredo

O feriado do dia 21 de abril é dedicado a homenagear Tiradentes (foto), mártir da Inconfidência Mineira. Mas o que nem todos se lembram é que a data também marca a inauguração de Brasília como a nova capital federal, há exatos 60 anos. Foi, ainda, em 21 de abril, que era anunciada a morte do então presidente Tancredo Neves, em 1985, há 35 anos.




Fatos políticos marcantes como estes são lembrados pelo escritor Fernando Machado em "Gastura - rastreando as profundezas da mente". A obra recém-lançada mistura acontecimentos que fizeram história no Brasil e no mundo com a biografia no autor. Os relatos incluem sete décadas, começando pela de 1950, na capital paulista, e incluem não só a política, mas o esporte e a cultura.

Verdadeira memória viva das transformações aqui e no mundo, Fernando está disponível para entrevistas sobre seu livro e as emocionantes vivências e percepções sobre os fatos que acompanhou ao longo de tantos anos.

O Parque Ibirapuera ainda não existia. No Cine Leblon, as sessões aos domingos de manhã exibiam Tom e Jerry. O bonde era um veículo de locomoção usual na Avenida Conselheiro Rodrigues Alves. Os circos estavam na moda. A televisão virou uma novidade entre os vizinhos, que se reuniam na casa de quem tinha o privilégio de comprar o aparelho.

A São Paulo dos anos 1950 é o ponto de partida do escritor Fernando Machado em Gastura - rastreando as profundezas da mente. De memórias cotidianas a fatos históricos marcantes, a obra parte da ótica de quem viveu seus primeiros anos na Vila Mariana e acompanhou, no calor dos acontecimentos, os principais episódios sociais, políticos, culturais e esportivos daquela e das seis décadas seguintes.

No dia da partida final, meu pai nos preparou uma surpresa: colocou no jardim, perto do chorão social, um equipamento inusitado: móvel baixo e comprido, com três repartições, rádio, toca discos 78 rpm e alto-falante. Era chamado de hi-fi, aparelho de rádio e vitrola valvulado com som em alta fidelidade; nessa época, ainda não havia televisores. A família toda, tios, primos e vários amigos ficavam sentados na grama do jardim de casa, para ouvir o jogo, bebendo cerveja e caipirinha. Meu pai era tolerante com um pouco de bebida alcoólica para os garotos; a cada gol, havia gritaria e fogos. E foram cinco! (P. 32, Gastura - rastreando as profundezas da mente)

Assim como a final da Copa de 1958, o livro mescla passagens da vida do autor a acontecimentos no Brasil e no mundo. Da morte de Getúlio Vargas ao assassinato de John Kennedy; do golpe militar à Guerra do Vietnã; da condecoração de Che Guevara à viagem do primeiro homem pelo espaço sideral, com Yuri Gagarin. O ineditismo e fascínio da obra residem justamente aí: o autor usa sua própria biografia como “linha do tempo” para relatar fatos notoriamente conhecidos.

Hoje, no alto dos seus 75 anos, Fernando Machado apresenta mais que uma autobiografia. O escritor e engenheiro civil aposentado compartilha com o leitor cenários e visões que só quem viveu aqueles tempos poderia tão bem descrever. E, principalmente, revela sentimentos genuínos e as experiências que fazem de um menino, um homem. Neste processo de amadurecimento, o alcoolismo e a recuperação em Alcoólicos Anônimos foram partes significativas.

A minha vida particular social-alcoólica estava provocando dissabores, cada vez maiores, pois estava bebendo muito e metendo-me em uma série interminável de acidentes de carro. Numa época sem bafômetro, nem radar, a velocidade máxima permitida era sistematicamente desprezada. Além disso, vez ou outra ocorriam episódios deploráveis, no fim das noites; alguns inconfessáveis, outros perdidos na amnésia alcoólica, blecaute que causa incapacidade de lembrança de fragmentos ou de eventos inteiros do período de embriaguez da noite anterior. Apagão! (P. 153, Gastura - rastreando as profundezas da mente)

Lançada pela Editora Viseu, Gastura - rastreando as profundezas da mente trata de alegrias, perdas, encantamentos, dificuldades. Da simplicidade da vida e o que dá sentido a ela. A gastura que intitula a obra como forma de expressão de tudo o que incomoda e machuca não apagou as lindas memórias de uma época em que o tempo passava em outra velocidade, bem distante da pressa exacerbada trazida pelo aparato tecnológico.



Ficha Técnica:
Título: GASTURA – rastreando as profundezas da mente
Autor: Fernando Machado
ISBN: 978 85 300 1367-7
Páginas: 262 páginas
Formato: 23x16 cm
Preço: R$ 53,90 e R$ 9,90 (eBook Kindle)
Link para compra: https://bit.ly/2UUYBP8

Sinopse do livro: Em uma viagem a Lisboa, encontrei, em uma das paredes azulejadas da estação “Saldanha” do metrô, alguns dizeres de anônimos, dentre os quais constava: “Ser autor é trazer-nos inédito o que ainda pertence ao conhecimento geral”. Minha obra traz, de incomum, um breve resumo de relevantes acontecimentos sociais, políticos, culturais, esportivos e até criminais, empregando como “linha do tempo” a minha autobiografia. Comecei abordando a infância feliz em São Paulo, há setenta anos, em uma Vila Mariana sem prédios, com poucos automóveis e muitas chácaras, situadas onde hoje se encontra o Parque do Ibirapuera. Termino minha narrativa, já nos dias atuais, com a aposentadoria em uma casa à beira-mar, na freguesia do Ribeirão da Ilha, em Florianópolis.

Sobre o autor: Engenheiro civil, formado pela Universidade Mackenzie, em 1968, especializei-me na execução de obras de engenharia sanitária, inicialmente como contratado e depois com minha própria empresa. No início do novo milênio, encerrei minhas atividades de raiz e criei um espaço multicultural, que permaneceu ativo por alguns anos, até minha aposentadoria factual e a mudança para Florianópolis onde, por fim, passei a dedicar-me à arte da escrita.

Comentários

Entre em contato conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Notícias mais acessadas do mês

Morre atleta cearense Bernadete Lins

O organizador de corridas, Fernando Elpídio informa a morte neste domingo (28) aos 43 anos de idade, da atleta cearense Bernadete Lins (foto):

- Uma notícia de partir o coração. Bernadete Lins, atleta cearense profissional, faleceu hoje. Tenho um carinho especial por essa batalhadora, pessoa simples, humana, que dedicou a vida ao esporte. Não lembro de quantas vezes entreguei troféus nas suas mãos no pódio. QUE PERDA! :(".
Antônia Bernadete Lins da Silva era ipuense e cursava Educação Física na Universidade Vale do Acaraú (Uva), em Sobral. Disputou as mais diversas corridas no Ceará, no Brasil e no Mundo. Era a cearense da elite do Atletismo Feminino Brasileiro. Morreu na manhã deste domingo (28), em Maranguape, quando estava treinado. Ainda foi levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Maranguape, mas chegou sem vida.
Confira a repercussão da morte de Bernadete Lins:
Marcos Prado - "Nota de pesar. Bernadete Lins nos deixa hoje, e o seu ultimo suspiro foi fazendo aquilo…

Morre radialista Evilásio Pires

Morreu nesta quarta-feira (8) aos 50 anos, o radialista Francisco Evilásio Pires Marques, da Rádio Metropolitana AM 930 e vice-presidente da Associação Social dos Profissionais de Imprensa Municipalista do Estado do Ceará (ASPIM).

Evilásio Pires tinha problemas renais o que agravou pegar o Novo Coronavírus. Foi internado por duas vezes e nesta última não resistiu. 

Evilásio Pires era identificado pelas cores do Ceará e comandava há 30 anos o Programa Radiofônico dedicado ao Alvinegro Cearense, 'A Voz do Mais Querido'.




"Amigos recebemos na emissora a triste notícia do falecimento do nosso colega  Evilásio Pires. Nossos votos de pesar e que Deus conforte a família", lamenta o radialista Alex Oliveira.

"Nosso pesar e condolências à família do amigo Evilásio Pires", escreveu o radialista Luciano Filho.

O presidente da Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (Apcdec), Alano Maia lançou uma nota de lamento:

- Nossos sentimentos. Quando o Ev…

Morre o sonoplasta Diocrim

Morreu neste domingo (14), o radialista Carlos Alberto de Oliveira, o Diocrim. Ele foi operador de áudio e divulgador de discos. Diocrim que iniciou sua carreira no Maranhão transferiu-se para o Rádio de Fortaleza no final da década de 1960.


Trabalhou nas rádios Dragão do Mar, Ceará Rádio Clube, Verdes Mares, Cidade AM e rádios no Maranhão; alem de ter sido membro da equipe de produção do show do também já falecido comunicador Bezerra de Menezes (Bezerrão). Diocrim foi divulgador da RGE e empresário de muito artistas cearenses. 
Durante muitos anos foi o operador do Clube dos Tetéus comandado pelo comunicador Colombo Sá, que fazia literalmente eco nos rádios espalhados pelos lares, bares e táxis de Fortaleza com o slogan "Não dorme ninguém, Diocrim", por causa do par de óculos (ocrim) que Carlos Alberto usava, enquanto cuidava do roteiro musical e da sonoplastia do programa, na mesa de áudio da Rádio Clube e depois na Verdes Mares.
Diocrim deixa viúva dona Nailde e órfão as fi…

Conquistas marcam primeiro ano da nova gestão da CDC

O alinhamento com o Governo Federal, além do estreitamento da relação com o Executivo estadual e municipal, fez com que o primeiro ano da nova gestão da Companhia Docas do Ceará fosse marcado por importantes avanços e conquistas. 

Escolhida pelo perfil técnico, a engenheira Mayhara Chaves assumiu a presidência da CDC no dia 24 de junho de 2019, tendo ao seu lado na tomada de decisões os diretores Humberto Castelo Branco (Administração e Finanças), Miguel Andrade (Infraestrutura e Gestão Portuária) e Mário Jorge Cavalcanti (Comercial), além do suporte de todos os colaboradores. Hoje, é possível afirmar que a companhia está saudável financeiramente com base no EBITDA, que apresentou crescimento superior a 180% no período de 12 meses.

Embora adiada temporariamente devido à Pandemia da Covid-19, a concessão do Terminal Marítimo de Passageiros foi considerada como prioridade pelo Governo Federal, o que possibilitará uma nova receita para investimentos no Porto de Fortaleza.
O arrendamento do …

Hoje é o Dia Mundial do Doador de Sangue

O vereador Michel Lins (Cidadania) e integrantes da sua assessoria estiveram no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), em Fortaleza, para doar sangue.

Segundo Michel Lins, a ação foi idealizada com objetivo de chamar atenção para a importância de doar e consequentemente salvar vidas.
- Neste domingo (14) é o Dia Mundial do Doador de Sangue", lembra o vereador.

“Um gesto simples! Um ato de amor que precisa ainda ser melhor desmistificado para que mais e mais pessoas possam ser encorajadas a doarem vida! Quem doa sangue, doa vida! Quem puder, procure um local de coleta e concretize esse ato de amor ao próximo. É rápido, fácil e não dói nada”, afirma Michel.

A campanha deste ano enaltece a doação de sangue como estratégia para contribuição na redução da mortalidade materna.

Em Fortaleza, o principal posto de coleta de sangue é o Hemoce, na Avenida José Bastos, 3390 (Rodolfo Teófilo), que funciona de segunda a sexta-feira, das 7 horas às 18h30; e aos sábados, de 7 horas às…

Postagens mais visitadas deste blog

Morre atleta cearense Bernadete Lins

O organizador de corridas, Fernando Elpídio informa a morte neste domingo (28) aos 43 anos de idade, da atleta cearense Bernadete Lins (foto):

- Uma notícia de partir o coração. Bernadete Lins, atleta cearense profissional, faleceu hoje. Tenho um carinho especial por essa batalhadora, pessoa simples, humana, que dedicou a vida ao esporte. Não lembro de quantas vezes entreguei troféus nas suas mãos no pódio. QUE PERDA! :(".
Antônia Bernadete Lins da Silva era ipuense e cursava Educação Física na Universidade Vale do Acaraú (Uva), em Sobral. Disputou as mais diversas corridas no Ceará, no Brasil e no Mundo. Era a cearense da elite do Atletismo Feminino Brasileiro. Morreu na manhã deste domingo (28), em Maranguape, quando estava treinado. Ainda foi levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Maranguape, mas chegou sem vida.
Confira a repercussão da morte de Bernadete Lins:
Marcos Prado - "Nota de pesar. Bernadete Lins nos deixa hoje, e o seu ultimo suspiro foi fazendo aquilo…

Morre radialista Evilásio Pires

Morreu nesta quarta-feira (8) aos 50 anos, o radialista Francisco Evilásio Pires Marques, da Rádio Metropolitana AM 930 e vice-presidente da Associação Social dos Profissionais de Imprensa Municipalista do Estado do Ceará (ASPIM).

Evilásio Pires tinha problemas renais o que agravou pegar o Novo Coronavírus. Foi internado por duas vezes e nesta última não resistiu. 

Evilásio Pires era identificado pelas cores do Ceará e comandava há 30 anos o Programa Radiofônico dedicado ao Alvinegro Cearense, 'A Voz do Mais Querido'.




"Amigos recebemos na emissora a triste notícia do falecimento do nosso colega  Evilásio Pires. Nossos votos de pesar e que Deus conforte a família", lamenta o radialista Alex Oliveira.

"Nosso pesar e condolências à família do amigo Evilásio Pires", escreveu o radialista Luciano Filho.

O presidente da Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (Apcdec), Alano Maia lançou uma nota de lamento:

- Nossos sentimentos. Quando o Ev…

Morre o sonoplasta Diocrim

Morreu neste domingo (14), o radialista Carlos Alberto de Oliveira, o Diocrim. Ele foi operador de áudio e divulgador de discos. Diocrim que iniciou sua carreira no Maranhão transferiu-se para o Rádio de Fortaleza no final da década de 1960.


Trabalhou nas rádios Dragão do Mar, Ceará Rádio Clube, Verdes Mares, Cidade AM e rádios no Maranhão; alem de ter sido membro da equipe de produção do show do também já falecido comunicador Bezerra de Menezes (Bezerrão). Diocrim foi divulgador da RGE e empresário de muito artistas cearenses. 
Durante muitos anos foi o operador do Clube dos Tetéus comandado pelo comunicador Colombo Sá, que fazia literalmente eco nos rádios espalhados pelos lares, bares e táxis de Fortaleza com o slogan "Não dorme ninguém, Diocrim", por causa do par de óculos (ocrim) que Carlos Alberto usava, enquanto cuidava do roteiro musical e da sonoplastia do programa, na mesa de áudio da Rádio Clube e depois na Verdes Mares.
Diocrim deixa viúva dona Nailde e órfão as fi…

Conquistas marcam primeiro ano da nova gestão da CDC

O alinhamento com o Governo Federal, além do estreitamento da relação com o Executivo estadual e municipal, fez com que o primeiro ano da nova gestão da Companhia Docas do Ceará fosse marcado por importantes avanços e conquistas. 

Escolhida pelo perfil técnico, a engenheira Mayhara Chaves assumiu a presidência da CDC no dia 24 de junho de 2019, tendo ao seu lado na tomada de decisões os diretores Humberto Castelo Branco (Administração e Finanças), Miguel Andrade (Infraestrutura e Gestão Portuária) e Mário Jorge Cavalcanti (Comercial), além do suporte de todos os colaboradores. Hoje, é possível afirmar que a companhia está saudável financeiramente com base no EBITDA, que apresentou crescimento superior a 180% no período de 12 meses.

Embora adiada temporariamente devido à Pandemia da Covid-19, a concessão do Terminal Marítimo de Passageiros foi considerada como prioridade pelo Governo Federal, o que possibilitará uma nova receita para investimentos no Porto de Fortaleza.
O arrendamento do …

Hoje é o Dia Mundial do Doador de Sangue

O vereador Michel Lins (Cidadania) e integrantes da sua assessoria estiveram no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), em Fortaleza, para doar sangue.

Segundo Michel Lins, a ação foi idealizada com objetivo de chamar atenção para a importância de doar e consequentemente salvar vidas.
- Neste domingo (14) é o Dia Mundial do Doador de Sangue", lembra o vereador.

“Um gesto simples! Um ato de amor que precisa ainda ser melhor desmistificado para que mais e mais pessoas possam ser encorajadas a doarem vida! Quem doa sangue, doa vida! Quem puder, procure um local de coleta e concretize esse ato de amor ao próximo. É rápido, fácil e não dói nada”, afirma Michel.

A campanha deste ano enaltece a doação de sangue como estratégia para contribuição na redução da mortalidade materna.

Em Fortaleza, o principal posto de coleta de sangue é o Hemoce, na Avenida José Bastos, 3390 (Rodolfo Teófilo), que funciona de segunda a sexta-feira, das 7 horas às 18h30; e aos sábados, de 7 horas às…