Pular para o conteúdo principal

Profissionais da Segurança revelam suas experiências em período de isolamento social

Eles não têm escolha, e, ainda assim, não deixam de cuidar de si, das suas famílias e a de tantas outras no Ceará. São policiais, bombeiros, peritos, médicos legistas, mas também são pais, mães, filhos, filhas, netos e netas.

Eles também tiveram que redobrar os cuidados de higiene pessoal para se adaptar e evitar o contágio pelo novo coronavírus (Covid-19). Mas diferente de boa parcela da população, esses profissionais fazem parte do rol de trabalhadores que exercem atividades essenciais que garantem o funcionamento mínimo de muitos serviços no Estado e mantêm o dever diário de servir e defender a sociedade, mesmo em situações tão adversas como a apresentada agora. Afinal, vidas estão em jogo e a sociedade precisa deles na linha de frente.

Seja no ar, na terra, na água ou no combate ao fogo, homens e mulheres da segurança pública saem todos os dias de seus lares para desempenhar uma missão árdua: arriscar a própria vida para prevenir e proteger a vida dos outros. Ficar em casa para eles deixou de ser uma escolha no dia em que eles aceitaram servir a sociedade. A escolha deles se transformou em um dever. Por isso, por causa da quarentena, muita coisa mudou no dia a dia desses profissionais. As delegacias reduziram os atendimentos presenciais ao público, enquanto os peritos reforçaram a higiene nos laboratórios. Já os policiais e bombeiros militares utilizam novas armas. Agora eles conscientizam a população a evitar aglomerações e atuam para que as recomendações da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) sejam cumpridas por todos.

Dividida em duas partes, essa reportagem especial mergulha na intimidade de quatro profissionais da segurança pública do Ceará que aceitaram compartilhar um pouco da experiência deles durante o período de isolamento social. Nesta quinta-feira (16), você acompanha a mudança de hábitos de um policial militar e de um bombeiro militar que atuam no Estado. Amanhã (17), será a vez de conhecer o que um delegado e um auxiliar de perícia estão fazendo de diferente nesses dias. O ponto em comum entre eles? Todos tiveram suas rotinas modificadas tanto no trabalho quanto dentro de casa.


O soldado da Polícia Militar do Ceará (PMCE), Davi Farias, e o cabo do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE), Adriano Ribeiro, compartilham uma rotina semelhante desde que o confinamento foi imposto pela chegada do vírus no Ceará. Ambos tiveram que mudar os hábitos para proteger seus entes queridos dentro de casa. No apartamento da família Farias, a pequena Sophie, de quase dois meses de vida, recebe o carinho diário dos papais, que não se descuidam um minuto sequer dos cuidados com a higiene deles e da bebê.

Há pouco mais de dois anos atuando como policial no Ceará, Farias precisou sair de Pernambuco – seu estado natal – para morar em Fortaleza, local de trabalho e moradia. Após a chegada da primeira filha, o que mais ele sente falta nesse momento é a presença dos pais e dos sogros, que moram no estado pernambucano e ainda não tiveram a chance de conhecer a netinha pessoalmente. A ausência da família é suprida por meio de videochamadas, que são realizadas com frequência para aproximá-los nessa época em que o distanciamento se faz necessário. “A chamada de vídeo é nossa salvação. Espero que isso passe logo, principalmente para poder ver meus familiares, porque não temos família aqui. A falta deles está demais”, relata esperançoso que essa situação não dure por muito tempo e que ele possa rever os parentes o mais breve possível.

Assim como em casa, os cuidados de higiene se estenderam também para o trabalho. Além da farda e da arma, o uso de máscara e álcool em gel passou a fazer parte da rotina durante as patrulhas dos policiais militares no Estado. Após gozar da licença-paternidade, o retorno do soldado PM Farias já foi cercado de cuidados. Ele teve de entrar no ritmo de lavar as mãos com frequência e se acostumar com o rito da higienização ao chegar e ao sair do serviço, bem como ao voltar para casa. “Quando eu chego em casa, jogo logo a roupa para lavar e corro para tomar banho para só aí ter contato com a minha família”, conta o militar receoso com o avanço da doença.


O bombeiro militar Adriano também segue à risca as recomendações de higiene pessoal, porque sabe que ao retornar para casa, a esposa, grávida de quase cinco meses, estará à sua espera carregando a Alice. Mas você já imaginou morar na mesma casa e não poder ter contato nenhum com os outros moradores? É o que acontece na casa de Adriano, que divide o lar com a companheira. Por precaução, ele está isolado em um quarto para possibilitar que a esposa e o neném estejam mais seguros.

“Quando eu chego (em casa) é todo um processo, por exemplo, a gente marca tempo para tomar banho. Ela toma banho primeiro, para em seguida eu tomar e higienizar todas as partes que tive contato. Depois disso, vou direto para o quarto e fico isolado”, conta o bombeiro como o novo ritual tem sido seguido dentro de casa. “Como é um vírus novo, a gente não sabe muito bem como ele pode se comportar na gestação, se ela contrair. A gente parece que fica meio doido com isso, mas eu acho que é um cuidado a mais que a gente tem que ter para o bem de todos”, revela otimista na expectativa de que tudo volte a ser como era antes.

O atual momento requer sacrifícios, cuidados e o esforço de todos. Mesmo sem apresentar quaisquer sintomas da doença, o contágio pode acontecer, por isso, é vital sair de casa somente em extrema necessidade. Assim, você contribui para não colocar em risco a vida dos outros e ajuda a não sobrecarregar o sistema de saúde. Enquanto policiais, bombeiros, peritos e médicos legistas estão nas ruas e nos laboratórios, você fica no lugar mais seguro de todos: sua casa. É lá onde você vai encontrar refúgio e fortaleza, e vai continuar salvando vidas.

Isolamento social necessário - O Decreto Estadual nº 30.519, de 19 de março de 2020, estabelece medidas de combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a partir de critérios técnicos e científicos, no intuito de promover o isolamento social da população, como melhor alternativa para evitar o avanço da doença, protegendo a vida de todos, em especial daqueles que integram seu grupo de risco.



O Governo do Estado esclarece ainda que o isolamento da população é o meio mais eficaz para conter a rápida disseminação do coronavírus, reduzindo no tempo a curva de crescimento da doença e, assim, permitindo que as unidades de saúde não entrem em colapso na capacidade de atendimento e possam atender, da melhor forma, todas aqueles que, no período de disseminação ampla da pandemia, venham a precisar de cuidados médicos.

Com informações e fotos da Coordenadoria de Imprensa do Governo do Ceará.

Comentários

Entre em contato conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Notícias mais acessadas do mês

Morre atleta cearense Bernadete Lins

O organizador de corridas, Fernando Elpídio informa a morte neste domingo (28) aos 43 anos de idade, da atleta cearense Bernadete Lins (foto):

- Uma notícia de partir o coração. Bernadete Lins, atleta cearense profissional, faleceu hoje. Tenho um carinho especial por essa batalhadora, pessoa simples, humana, que dedicou a vida ao esporte. Não lembro de quantas vezes entreguei troféus nas suas mãos no pódio. QUE PERDA! :(".
Antônia Bernadete Lins da Silva era ipuense e cursava Educação Física na Universidade Vale do Acaraú (Uva), em Sobral. Disputou as mais diversas corridas no Ceará, no Brasil e no Mundo. Era a cearense da elite do Atletismo Feminino Brasileiro. Morreu na manhã deste domingo (28), em Maranguape, quando estava treinado. Ainda foi levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Maranguape, mas chegou sem vida.
Confira a repercussão da morte de Bernadete Lins:
Marcos Prado - "Nota de pesar. Bernadete Lins nos deixa hoje, e o seu ultimo suspiro foi fazendo aquilo…

Morre o sonoplasta Diocrim

Morreu neste domingo (14), o radialista Carlos Alberto de Oliveira, o Diocrim. Ele foi operador de áudio e divulgador de discos. Diocrim que iniciou sua carreira no Maranhão transferiu-se para o Rádio de Fortaleza no final da década de 1960.


Trabalhou nas rádios Dragão do Mar, Ceará Rádio Clube, Verdes Mares, Cidade AM e rádios no Maranhão; alem de ter sido membro da equipe de produção do show do também já falecido comunicador Bezerra de Menezes (Bezerrão). Diocrim foi divulgador da RGE e empresário de muito artistas cearenses. 
Durante muitos anos foi o operador do Clube dos Tetéus comandado pelo comunicador Colombo Sá, que fazia literalmente eco nos rádios espalhados pelos lares, bares e táxis de Fortaleza com o slogan "Não dorme ninguém, Diocrim", por causa do par de óculos (ocrim) que Carlos Alberto usava, enquanto cuidava do roteiro musical e da sonoplastia do programa, na mesa de áudio da Rádio Clube e depois na Verdes Mares.
Diocrim deixa viúva dona Nailde e órfão as fi…

Hoje é o Dia Mundial do Doador de Sangue

O vereador Michel Lins (Cidadania) e integrantes da sua assessoria estiveram no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), em Fortaleza, para doar sangue.

Segundo Michel Lins, a ação foi idealizada com objetivo de chamar atenção para a importância de doar e consequentemente salvar vidas.
- Neste domingo (14) é o Dia Mundial do Doador de Sangue", lembra o vereador.

“Um gesto simples! Um ato de amor que precisa ainda ser melhor desmistificado para que mais e mais pessoas possam ser encorajadas a doarem vida! Quem doa sangue, doa vida! Quem puder, procure um local de coleta e concretize esse ato de amor ao próximo. É rápido, fácil e não dói nada”, afirma Michel.

A campanha deste ano enaltece a doação de sangue como estratégia para contribuição na redução da mortalidade materna.

Em Fortaleza, o principal posto de coleta de sangue é o Hemoce, na Avenida José Bastos, 3390 (Rodolfo Teófilo), que funciona de segunda a sexta-feira, das 7 horas às 18h30; e aos sábados, de 7 horas às…

Conquistas marcam primeiro ano da nova gestão da CDC

O alinhamento com o Governo Federal, além do estreitamento da relação com o Executivo estadual e municipal, fez com que o primeiro ano da nova gestão da Companhia Docas do Ceará fosse marcado por importantes avanços e conquistas. 

Escolhida pelo perfil técnico, a engenheira Mayhara Chaves assumiu a presidência da CDC no dia 24 de junho de 2019, tendo ao seu lado na tomada de decisões os diretores Humberto Castelo Branco (Administração e Finanças), Miguel Andrade (Infraestrutura e Gestão Portuária) e Mário Jorge Cavalcanti (Comercial), além do suporte de todos os colaboradores. Hoje, é possível afirmar que a companhia está saudável financeiramente com base no EBITDA, que apresentou crescimento superior a 180% no período de 12 meses.

Embora adiada temporariamente devido à Pandemia da Covid-19, a concessão do Terminal Marítimo de Passageiros foi considerada como prioridade pelo Governo Federal, o que possibilitará uma nova receita para investimentos no Porto de Fortaleza.
O arrendamento do …

M. Dias Branco destina R$ 5 milhões em ações sociais

A M. Dias Branco, líder em massas e biscoitos no País, doou um total de R$ 5 milhões em recursos financeiros e alimentos em ações sociais durante a Pandemia da Covid-19. Por meio da campanha #vocedoaagentedoa, de incentivo à doação de sangue a hemocentros, foram destinados R$ 1,2 milhão em recursos financeiros a hemocentros de cinco estados e mais R$ 1,2 milhão em alimentos a instituições carentes do Ceará, Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco, Bahia e Rio Grande do Sul. Desde março, a companhia doou ainda outros R$ 2,6 milhões em massas e biscoitos para dezenas de entidades carentes em todo o País.




A campanha #vocedoaagentedoa foi realizada em parceria com cinco hemocentros: Instituto Pró-Hemoce (CE), Hemorio (RJ), Colsan/ Escola Paulista de Medicina (SP), Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre (RS) e Hemope (PE). Além dos recursos financeiros destinados à manutenção dos hemocentros, compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), instalação de postos de coleta ao ar livre…

Postagens mais visitadas deste blog

Morre atleta cearense Bernadete Lins

O organizador de corridas, Fernando Elpídio informa a morte neste domingo (28) aos 43 anos de idade, da atleta cearense Bernadete Lins (foto):

- Uma notícia de partir o coração. Bernadete Lins, atleta cearense profissional, faleceu hoje. Tenho um carinho especial por essa batalhadora, pessoa simples, humana, que dedicou a vida ao esporte. Não lembro de quantas vezes entreguei troféus nas suas mãos no pódio. QUE PERDA! :(".
Antônia Bernadete Lins da Silva era ipuense e cursava Educação Física na Universidade Vale do Acaraú (Uva), em Sobral. Disputou as mais diversas corridas no Ceará, no Brasil e no Mundo. Era a cearense da elite do Atletismo Feminino Brasileiro. Morreu na manhã deste domingo (28), em Maranguape, quando estava treinado. Ainda foi levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Maranguape, mas chegou sem vida.
Confira a repercussão da morte de Bernadete Lins:
Marcos Prado - "Nota de pesar. Bernadete Lins nos deixa hoje, e o seu ultimo suspiro foi fazendo aquilo…

Morre o sonoplasta Diocrim

Morreu neste domingo (14), o radialista Carlos Alberto de Oliveira, o Diocrim. Ele foi operador de áudio e divulgador de discos. Diocrim que iniciou sua carreira no Maranhão transferiu-se para o Rádio de Fortaleza no final da década de 1960.


Trabalhou nas rádios Dragão do Mar, Ceará Rádio Clube, Verdes Mares, Cidade AM e rádios no Maranhão; alem de ter sido membro da equipe de produção do show do também já falecido comunicador Bezerra de Menezes (Bezerrão). Diocrim foi divulgador da RGE e empresário de muito artistas cearenses. 
Durante muitos anos foi o operador do Clube dos Tetéus comandado pelo comunicador Colombo Sá, que fazia literalmente eco nos rádios espalhados pelos lares, bares e táxis de Fortaleza com o slogan "Não dorme ninguém, Diocrim", por causa do par de óculos (ocrim) que Carlos Alberto usava, enquanto cuidava do roteiro musical e da sonoplastia do programa, na mesa de áudio da Rádio Clube e depois na Verdes Mares.
Diocrim deixa viúva dona Nailde e órfão as fi…

Hoje é o Dia Mundial do Doador de Sangue

O vereador Michel Lins (Cidadania) e integrantes da sua assessoria estiveram no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), em Fortaleza, para doar sangue.

Segundo Michel Lins, a ação foi idealizada com objetivo de chamar atenção para a importância de doar e consequentemente salvar vidas.
- Neste domingo (14) é o Dia Mundial do Doador de Sangue", lembra o vereador.

“Um gesto simples! Um ato de amor que precisa ainda ser melhor desmistificado para que mais e mais pessoas possam ser encorajadas a doarem vida! Quem doa sangue, doa vida! Quem puder, procure um local de coleta e concretize esse ato de amor ao próximo. É rápido, fácil e não dói nada”, afirma Michel.

A campanha deste ano enaltece a doação de sangue como estratégia para contribuição na redução da mortalidade materna.

Em Fortaleza, o principal posto de coleta de sangue é o Hemoce, na Avenida José Bastos, 3390 (Rodolfo Teófilo), que funciona de segunda a sexta-feira, das 7 horas às 18h30; e aos sábados, de 7 horas às…

Conquistas marcam primeiro ano da nova gestão da CDC

O alinhamento com o Governo Federal, além do estreitamento da relação com o Executivo estadual e municipal, fez com que o primeiro ano da nova gestão da Companhia Docas do Ceará fosse marcado por importantes avanços e conquistas. 

Escolhida pelo perfil técnico, a engenheira Mayhara Chaves assumiu a presidência da CDC no dia 24 de junho de 2019, tendo ao seu lado na tomada de decisões os diretores Humberto Castelo Branco (Administração e Finanças), Miguel Andrade (Infraestrutura e Gestão Portuária) e Mário Jorge Cavalcanti (Comercial), além do suporte de todos os colaboradores. Hoje, é possível afirmar que a companhia está saudável financeiramente com base no EBITDA, que apresentou crescimento superior a 180% no período de 12 meses.

Embora adiada temporariamente devido à Pandemia da Covid-19, a concessão do Terminal Marítimo de Passageiros foi considerada como prioridade pelo Governo Federal, o que possibilitará uma nova receita para investimentos no Porto de Fortaleza.
O arrendamento do …

M. Dias Branco destina R$ 5 milhões em ações sociais

A M. Dias Branco, líder em massas e biscoitos no País, doou um total de R$ 5 milhões em recursos financeiros e alimentos em ações sociais durante a Pandemia da Covid-19. Por meio da campanha #vocedoaagentedoa, de incentivo à doação de sangue a hemocentros, foram destinados R$ 1,2 milhão em recursos financeiros a hemocentros de cinco estados e mais R$ 1,2 milhão em alimentos a instituições carentes do Ceará, Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco, Bahia e Rio Grande do Sul. Desde março, a companhia doou ainda outros R$ 2,6 milhões em massas e biscoitos para dezenas de entidades carentes em todo o País.




A campanha #vocedoaagentedoa foi realizada em parceria com cinco hemocentros: Instituto Pró-Hemoce (CE), Hemorio (RJ), Colsan/ Escola Paulista de Medicina (SP), Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre (RS) e Hemope (PE). Além dos recursos financeiros destinados à manutenção dos hemocentros, compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), instalação de postos de coleta ao ar livre…