Pular para o conteúdo principal

Futricas Cearenses

A Célula de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST), da Coordenadoria de Vigilância em Saúde da Prefeitura de Fortaleza, emitiu, no dia 21 de maio, recomendações às empresas jornalísticas para tentar evitar a contaminação dos trabalhadores da mídia pelo Novo Coronavírus.

A iniciativa deu-se após o Sindicato dos Jornalistas do Ceará (Sindjorce) relatar à Secretaria Municipal da Saúde (SMS), via ofício, denúncias de profissionais com suspeitas da doença, sem o devido afastamento do trabalho pelo período de 14 dias, sobretudo nas emissoras de televisão.

Pelo menos dois jornalistas faleceram de Covid-19 no Estado. Outros 20 tiveram a doença e 15 estão com suspeitas de contaminação. A direção do Sindjorce já havia orientado as empresas a adotarem medidas de prevenção, ainda em março, no início dos primeiros casos no Ceará.

“Visando promover saúde e como medidas de controle da disseminação da Covid-19 sugerimos cuidados comuns à população em geral e específicos para os trabalhadores do telejornalismo”, diz o ofício enviado pela CEREST ao Sindjorce. A entidade sindical irá encaminhar cópia do documento a todos os veículos de Comunicação do Estado, bem como aos sindicatos patronais.

Vacinação contra gripe e testagem prioritárias - Preocupada com a Saúde dos integrantes da categoria, a direção do Sindjorce já solicitou, tanto à Secretaria Estadual da Saúde (SESA) quanto à SMS, a inclusão dos jornalistas entre o público prioritários da campanha de vacinação contra a gripe – Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2) -, o que já aconteceu em vários municípios da Bahia, do interior de São Paulo e em outras cidades. As secretarias negaram os pedidos.

A justificativa das secretarias é que, mesmo estando no decreto presidencial como atividade essencial, inclusive atuando na linha de frente da cobertura da pandemia, os jornalistas não se enquadram em público prioritário para imunização contra a gripe. Além disso, SESA e SMS alegam que os jornalistas acima de 60 anos e com doenças crônicas podem se vacinar nas fases já previstas da campanha.

Para a diretoria do Sindjorce, no entanto, a vacinação contra a influenza tanto protege os trabalhadores da categoria de adoecimentos quanto pode ajudar a elucidar casos tratados como gripe pelos empregadores mas que podem ser, na verdade, Covid-19.

“Os médicos laborais estão diagnosticando virose e mandando o jornalista voltar a trabalhar antes dos 14 dias recomendados de isolamento para quem teve coronavírus”, explica o presidente do Sindjorce, Rafael Mesquita.

Também como forma de evitar a propagação da Covid-19 nos ambientes de trabalho e detectar o adoecimento entre a categoria, o Sindjorce solicitou à Sesa e à SMS a testagem em massa dos jornalistas.

Confira as medidas recomendadas pela CEREST às empresas jornalísticas:

Distribuir máscaras em quantidade suficiente por tempo de trabalho de cada trabalhador;
Instalar dispensadores de álcool gel em locais de alta visibilidade no local de trabalho;
Disponibilizar kits de maquiagem pessoal para os jornalistas/repórteres que fizerem uso deste item;
Dispensar o uso de terno e gravata;
Evitar a entrevista presencial, e se inevitável, fazer uso de máscaras e manter distância de 2 metros;
Limpar e desinfectar microfones, tanto os utilizados pelos repórteres na rua quanto os de estúdio;
Reduzir o número de funcionários da redação;
Afastar pessoas do grupo de risco e com qualquer sintoma de síndrome gripal, mantendo-as em home office;
Disponibilizar as pautas via internet;
Garantir a limpeza e higiene dos locais de trabalho: Superfícies (ex. mesas e bancadas) e objetos (ex. telefones, teclados) com desinfetante e álcool;
Promover a lavagem das mãos completa e regular por funcionários, contratados e clientes;
Promover a boa higiene respiratória no local de trabalho, garantindo inclusive a limpeza regular dos aparelhos de ar condicionado;
Disseminar a mensagem: FIQUE EM CASA, principalmente, se houverem quaisquer sintomas de síndromes gripais;
Associar outras medidas de comunicação, como a oferta de orientação por profissionais de saúde e segurança do trabalho;
Elaborar um plano de contingência relatando o que fazer caso alguém fique doente com suspeita de Covid-19 no ambiente de trabalho.
O plano deve incluir o recinto para isolamento do doente no ambiente de trabalho; limitar o número de pessoas que tem contato com o doente e notificar as autoridades de saúde locais; pensar em como identificar pessoas que possam estar em risco e apoiá-las, sem dar margem à estigmatização e discriminação no local de trabalho; comunicar a seus funcionários e contratados acerca do plano e garantir que saibam o que precisam fazer – ou não fazer – segundo o plano; enfatizar os pontos principais como a importância de se afastar do trabalho mesmo que tenham apenas leves sintomas; garantir que seu plano aborde as consequências à saúde mental e social, de ter um caso de Covid-19 no local de trabalho e oferecer informações e apoio.

Comentários

Entre em contato conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Notícias mais acessadas do mês

Morre atleta cearense Bernadete Lins

O organizador de corridas, Fernando Elpídio informa a morte neste domingo (28) aos 43 anos de idade, da atleta cearense Bernadete Lins (foto):

- Uma notícia de partir o coração. Bernadete Lins, atleta cearense profissional, faleceu hoje. Tenho um carinho especial por essa batalhadora, pessoa simples, humana, que dedicou a vida ao esporte. Não lembro de quantas vezes entreguei troféus nas suas mãos no pódio. QUE PERDA! :(".
Antônia Bernadete Lins da Silva era ipuense e cursava Educação Física na Universidade Vale do Acaraú (Uva), em Sobral. Disputou as mais diversas corridas no Ceará, no Brasil e no Mundo. Era a cearense da elite do Atletismo Feminino Brasileiro. Morreu na manhã deste domingo (28), em Maranguape, quando estava treinado. Ainda foi levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Maranguape, mas chegou sem vida.
Confira a repercussão da morte de Bernadete Lins:
Marcos Prado - "Nota de pesar. Bernadete Lins nos deixa hoje, e o seu ultimo suspiro foi fazendo aquilo…

Morre radialista Evilásio Pires

Morreu nesta quarta-feira (8) aos 50 anos, o radialista Francisco Evilásio Pires Marques, da Rádio Metropolitana AM 930 e vice-presidente da Associação Social dos Profissionais de Imprensa Municipalista do Estado do Ceará (ASPIM).

Evilásio Pires tinha problemas renais o que agravou pegar o Novo Coronavírus. Foi internado por duas vezes e nesta última não resistiu. 

Evilásio Pires era identificado pelas cores do Ceará e comandava há 30 anos o Programa Radiofônico dedicado ao Alvinegro Cearense, 'A Voz do Mais Querido'.




"Amigos recebemos na emissora a triste notícia do falecimento do nosso colega  Evilásio Pires. Nossos votos de pesar e que Deus conforte a família", lamenta o radialista Alex Oliveira.

"Nosso pesar e condolências à família do amigo Evilásio Pires", escreveu o radialista Luciano Filho.

O presidente da Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (Apcdec), Alano Maia lançou uma nota de lamento:

- Nossos sentimentos. Quando o Ev…

Desembargador Jucid Peixoto do Amaral morre aos 74 anos

Morreu na tarde desta quinta-feira (9), prestes a completar 74 anos de idade, o desembargador Jucid Peixoto do Amaral. A causa da morte foi devido a um câncer que o magistrado lutava há três anos.


Durante sessão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), o presidente da Corte, desembargador Washington Araújo, propôs voto de pesar, sendo acompanhado pelos representantes do Ministério Público do Ceará, da Defensoria Pública do Ceará e da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB-CE). O Judiciário cearense também determinou luto oficial de três dias.
O desembargador Jucid Peixoto do Amaral nasceu em 16 de julho de 1946, em Fortaleza. Era filho de Cid Peixoto do Amaral e de Júlia Costa do Amaral. Ingressou na Magistratura no cargo de juiz substituto, em 21 de janeiro de 1981, assumindo a Vara Única da Comarca de Ubajara e atingiu a vitaliciedade em 21 de fevereiro de 1983, ainda na mesma unidade judiciária.

Pelo critério de antiguidade, foi promovido para a Comarca de …

Morre o sonoplasta Diocrim

Morreu neste domingo (14), o radialista Carlos Alberto de Oliveira, o Diocrim. Ele foi operador de áudio e divulgador de discos. Diocrim que iniciou sua carreira no Maranhão transferiu-se para o Rádio de Fortaleza no final da década de 1960.


Trabalhou nas rádios Dragão do Mar, Ceará Rádio Clube, Verdes Mares, Cidade AM e rádios no Maranhão; alem de ter sido membro da equipe de produção do show do também já falecido comunicador Bezerra de Menezes (Bezerrão). Diocrim foi divulgador da RGE e empresário de muito artistas cearenses. 
Durante muitos anos foi o operador do Clube dos Tetéus comandado pelo comunicador Colombo Sá, que fazia literalmente eco nos rádios espalhados pelos lares, bares e táxis de Fortaleza com o slogan "Não dorme ninguém, Diocrim", por causa do par de óculos (ocrim) que Carlos Alberto usava, enquanto cuidava do roteiro musical e da sonoplastia do programa, na mesa de áudio da Rádio Clube e depois na Verdes Mares.
Diocrim deixa viúva dona Nailde e órfão as fi…

Conquistas marcam primeiro ano da nova gestão da CDC

O alinhamento com o Governo Federal, além do estreitamento da relação com o Executivo estadual e municipal, fez com que o primeiro ano da nova gestão da Companhia Docas do Ceará fosse marcado por importantes avanços e conquistas. 

Escolhida pelo perfil técnico, a engenheira Mayhara Chaves assumiu a presidência da CDC no dia 24 de junho de 2019, tendo ao seu lado na tomada de decisões os diretores Humberto Castelo Branco (Administração e Finanças), Miguel Andrade (Infraestrutura e Gestão Portuária) e Mário Jorge Cavalcanti (Comercial), além do suporte de todos os colaboradores. Hoje, é possível afirmar que a companhia está saudável financeiramente com base no EBITDA, que apresentou crescimento superior a 180% no período de 12 meses.

Embora adiada temporariamente devido à Pandemia da Covid-19, a concessão do Terminal Marítimo de Passageiros foi considerada como prioridade pelo Governo Federal, o que possibilitará uma nova receita para investimentos no Porto de Fortaleza.
O arrendamento do …

Postagens mais visitadas deste blog

Morre atleta cearense Bernadete Lins

O organizador de corridas, Fernando Elpídio informa a morte neste domingo (28) aos 43 anos de idade, da atleta cearense Bernadete Lins (foto):

- Uma notícia de partir o coração. Bernadete Lins, atleta cearense profissional, faleceu hoje. Tenho um carinho especial por essa batalhadora, pessoa simples, humana, que dedicou a vida ao esporte. Não lembro de quantas vezes entreguei troféus nas suas mãos no pódio. QUE PERDA! :(".
Antônia Bernadete Lins da Silva era ipuense e cursava Educação Física na Universidade Vale do Acaraú (Uva), em Sobral. Disputou as mais diversas corridas no Ceará, no Brasil e no Mundo. Era a cearense da elite do Atletismo Feminino Brasileiro. Morreu na manhã deste domingo (28), em Maranguape, quando estava treinado. Ainda foi levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Maranguape, mas chegou sem vida.
Confira a repercussão da morte de Bernadete Lins:
Marcos Prado - "Nota de pesar. Bernadete Lins nos deixa hoje, e o seu ultimo suspiro foi fazendo aquilo…

Morre radialista Evilásio Pires

Morreu nesta quarta-feira (8) aos 50 anos, o radialista Francisco Evilásio Pires Marques, da Rádio Metropolitana AM 930 e vice-presidente da Associação Social dos Profissionais de Imprensa Municipalista do Estado do Ceará (ASPIM).

Evilásio Pires tinha problemas renais o que agravou pegar o Novo Coronavírus. Foi internado por duas vezes e nesta última não resistiu. 

Evilásio Pires era identificado pelas cores do Ceará e comandava há 30 anos o Programa Radiofônico dedicado ao Alvinegro Cearense, 'A Voz do Mais Querido'.




"Amigos recebemos na emissora a triste notícia do falecimento do nosso colega  Evilásio Pires. Nossos votos de pesar e que Deus conforte a família", lamenta o radialista Alex Oliveira.

"Nosso pesar e condolências à família do amigo Evilásio Pires", escreveu o radialista Luciano Filho.

O presidente da Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (Apcdec), Alano Maia lançou uma nota de lamento:

- Nossos sentimentos. Quando o Ev…

Desembargador Jucid Peixoto do Amaral morre aos 74 anos

Morreu na tarde desta quinta-feira (9), prestes a completar 74 anos de idade, o desembargador Jucid Peixoto do Amaral. A causa da morte foi devido a um câncer que o magistrado lutava há três anos.


Durante sessão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), o presidente da Corte, desembargador Washington Araújo, propôs voto de pesar, sendo acompanhado pelos representantes do Ministério Público do Ceará, da Defensoria Pública do Ceará e da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB-CE). O Judiciário cearense também determinou luto oficial de três dias.
O desembargador Jucid Peixoto do Amaral nasceu em 16 de julho de 1946, em Fortaleza. Era filho de Cid Peixoto do Amaral e de Júlia Costa do Amaral. Ingressou na Magistratura no cargo de juiz substituto, em 21 de janeiro de 1981, assumindo a Vara Única da Comarca de Ubajara e atingiu a vitaliciedade em 21 de fevereiro de 1983, ainda na mesma unidade judiciária.

Pelo critério de antiguidade, foi promovido para a Comarca de …

Morre o sonoplasta Diocrim

Morreu neste domingo (14), o radialista Carlos Alberto de Oliveira, o Diocrim. Ele foi operador de áudio e divulgador de discos. Diocrim que iniciou sua carreira no Maranhão transferiu-se para o Rádio de Fortaleza no final da década de 1960.


Trabalhou nas rádios Dragão do Mar, Ceará Rádio Clube, Verdes Mares, Cidade AM e rádios no Maranhão; alem de ter sido membro da equipe de produção do show do também já falecido comunicador Bezerra de Menezes (Bezerrão). Diocrim foi divulgador da RGE e empresário de muito artistas cearenses. 
Durante muitos anos foi o operador do Clube dos Tetéus comandado pelo comunicador Colombo Sá, que fazia literalmente eco nos rádios espalhados pelos lares, bares e táxis de Fortaleza com o slogan "Não dorme ninguém, Diocrim", por causa do par de óculos (ocrim) que Carlos Alberto usava, enquanto cuidava do roteiro musical e da sonoplastia do programa, na mesa de áudio da Rádio Clube e depois na Verdes Mares.
Diocrim deixa viúva dona Nailde e órfão as fi…

Conquistas marcam primeiro ano da nova gestão da CDC

O alinhamento com o Governo Federal, além do estreitamento da relação com o Executivo estadual e municipal, fez com que o primeiro ano da nova gestão da Companhia Docas do Ceará fosse marcado por importantes avanços e conquistas. 

Escolhida pelo perfil técnico, a engenheira Mayhara Chaves assumiu a presidência da CDC no dia 24 de junho de 2019, tendo ao seu lado na tomada de decisões os diretores Humberto Castelo Branco (Administração e Finanças), Miguel Andrade (Infraestrutura e Gestão Portuária) e Mário Jorge Cavalcanti (Comercial), além do suporte de todos os colaboradores. Hoje, é possível afirmar que a companhia está saudável financeiramente com base no EBITDA, que apresentou crescimento superior a 180% no período de 12 meses.

Embora adiada temporariamente devido à Pandemia da Covid-19, a concessão do Terminal Marítimo de Passageiros foi considerada como prioridade pelo Governo Federal, o que possibilitará uma nova receita para investimentos no Porto de Fortaleza.
O arrendamento do …