Pular para o conteúdo principal

Instituto Unimed Fortaleza lança campanha de doação de insumos

Diante das incertezas e impactos sociais e econômicos decorrentes da pandemia do Novo Coronavírus, as mobilizações para dar suporte às famílias em situação de vulnerabilidade social não podem parar.


Pensando nisso, o Instituto Unimed Fortaleza lança a campanha para arrecadação de recursos para compra de cestas básicas, kits de higiene e máscaras de proteção a serem doados para comunidades carentes do Ceará. O Movimento Saúde & Ação – Solidariedade sem sair de casa é uma iniciativa da Unimed Brasil e contará com a participação dos institutos das Unimeds em todo o País.

“O Movimento Saúde & Ação veio para somar e agregar valores de solidariedade junto à Unimed Fortaleza em benefícios de comunidades carentes em nosso Estado para atender algumas necessidades básicas em meio à pandemia da Covid-19. É uma campanha idealizada por vários institutos nacionais e o Instituto Unimed Fortaleza entra também como coautor e realizador desta grande ideia”, conta a coordenadora de Responsabilidade Socioambiental (RSA) da Unimed Fortaleza, Verbena Medeiros

A ação é voltada aos mais de 108 mil colaboradores do Sistema Unimed e 116 mil médicos cooperados, bem como para quem quiser contribuir, e arrecadará recursos por meio de um site, no estilo crowdfunding (financiamento coletivo). No portal www.saudeacao.org é possível fazer uma doação com valores que variam entre R$30, R$50 e R$60, escolhendo como deseja que o valor seja utilizado - compra de máscaras, cestas básicas ou kits de higiene – e a qual região atendida pelo projeto quer que a contribuição seja direcionada. Também é possível doar demais valores a serem investidos em ações desempenhadas pelas organizações sociais credenciadas junto aos institutos. “Não importa o valor, mas o seu significado e sua intenção. Quanto maior o número de pessoas participando, maior será a força demonstrada do nosso jeito de ser”, reforça Verbena.

O Movimento partiu da parceria de vários Institutos Unimed pelo Brasil, por isso, as doações poderão ser direcionadas para diferentes comunidades do País. As regiões beneficiadas são Grande São Paulo (SP), Sorocaba e região (SP), Salvador (BA), Ilhéus (BA), Itabuna (BA), Feira de Santana (BA), Santo Antônio de Jesus (BA), Brasília (DF), Manaus (AM), São Luís (MA), Fortaleza (CE), Vitória (ES), Rio Grande do Sul (RS) e Santa Catarina (SC).

O valor doado vai para o Instituto Unimed aderente à campanha e responsável pelo atendimento da região, que fará o repasse para as organizações sociais credenciadas atuantes na área. Essas, por sua vez, farão a compra dos materiais a serem distribuídos no comércio local, impulsionando o pequeno empreendedor. Posteriormente, a organização social os entregará às famílias mapeadas. Doações em outros valores também serão repassadas às organizações sociais para investimento em ações voltadas à Educação em Saúde, Bem-estar, Cultura e Qualidade de Vida para o Idoso.

A meta do projeto é engajar a sociedade nesse movimento de solidariedade. “Esta pandemia trouxe uma necessidade de atitude compartilhada, na qual revela o nível de consciência em termos de solidariedade pelo próximo. Eu acredito que atitudes simples podem mudar uma realidade e o mundo. O nosso público também acredita e vai fazer toda a diferença nesta campanha que vai começar agora”, finaliza Verbena Medeiros.

Um dos princípios do cooperativismo diz respeito a contribuir para o desenvolvimento e cuidado com as comunidades no entorno da cooperativa. A ação fortalece o propósito do Sistema Unimed de levar saúde, qualidade de vida e bem-estar às pessoas, ao mesmo tempo em que contribui para a mobilização social em prol dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis - ODS agenda 2030 das Nações Unidas.


Comentários


Comentários

Para comentários públicos, favor utilizar campo ao final da notícia, logo acima da publicidade.

Notícias mais acessadas do mês

Juiza nega pedidos de DJ Ivis

O DJ Ivis através de nota de sua assessoria jurídica informa que 'aguarda o curso da investigação e cumpre a decisão de medida protetiva, além de permanecer à disposição da Justiça'. DJ Ivis é acusado de bater na ex-esposa a arquiteta Pamella Holanda. Nesta segunda-feira (12 de julho) a juiz Maria José Sousa Rosado de Alencar negou pedido de Ivis para que fosse removido da Internet o vídeo onde aparece ele batendo em Pamella. A juiz negou também a solicitação para que Pamella fosse proibida de comentar a agressão na imprensa, 'principalmente onde cite a filha menor'. - Ela (Pamella) comunicou a imprensa fatos mentirosos relativos à violência doméstica veiculada em sites de Internet prejudicial a minha reputação", alegava DJ Ivis. - Não verifico no conteúdo divulgado qualquer conduta que ultrapasse o direito de expressão. Em isso, ocorrendo, torna-se impossível analisar o pedido, além de quer a concessão de tal pretensão, nos moldes formulados representaria ao direi

Polícia Federal prende suspeitos de golpes via Aplicativos de Mensagens

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (17/7), a Operação Swindle (Fraude, em inglês), com objetivo de desarticular grupo que realizava clonagens de números telefônicos para aplicar golpes via Aplicativo de Trocas de Mensagens. Policiais Federais cumprem cinco Mandados de Busca e Apreensão e dois Mandados de Prisão Preventiva no Maranhão e Mato Grosso do Sul expedidos pela Justiça Federal, em Brasília. O grupo abria contas bancárias falsas e utilizava contas "emprestadas” por partícipes para receber valores provenientes das fraudes aplicadas em razão do desvio dos terminais telefônicos, em que os agentes criminosos se “apossavam” das contas de WhatsApp de autoridades públicas e, fazendo-se passar por estas, solicitavam transferências bancárias das pessoas constantes de suas listas de contato. Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de de invasão de dispositivo informático, estelionato e associação criminosa, previstos nos artigos 154-A, parágrafo

Morre jornalista JL Rosa

Morreu, aos 35 anos, nesta segunda-feira (8/7/2024), em Fortaleza, o jornalista João Lucas Arruda Rosa. O Velório do corpo de JL Rosa será a partir das 13 horas desta terça-feira (9/7), na Funerária Paz Eterna (Avenida Barão de Studart, 2780-Dionísio Torres-Fortaleza-Ceará). O Sepultamento será às 16h30 desta terça-feira (9), no Cemitério São João Batista (Rua Padre Mororó-Centro-Fortaleza-Ceará). JL Rosa nasceu em 28 de dezembro de 1988. Deixa órfã a filha Amanda, de 10 anos. Com 18 anos de Fotojornalismo, JL Rosa participou de projetos em veículos de Comunicação e venceu dois prêmios nacionais da área. No período de 2019 a 2021, JL Rosa integrou a equipe de Fotografia do Grupo O Povo de Comunicação, no cargo de editor-adjunto.  Dentre os registros favoritos de JL Rosa estavam os de Esportes, como Futebol e Kitesurf.  JL Rosa colecionava imagens de atividades ao ar livre e paisagens de Fortaleza.  JL Rosa trabalhou nos jornais O Povo, Diário do Nordeste e na Câmara Municipal de Fortal

Futricas Cearenses

Felicidades do #BlogdoLauriberto , neste domingo (21 de julho de 2024), para: Jornalista Flávio Assunção Filho (foto). Jornalista Carlos Eugênio Furtado. Radialista Domingos Távora (foto). Radialista Eduardo Guilherme da Silva. Radialista Louralber Pereira Monteiro. Antônio Marcos. Claudemy Carneiro. Francisco José Pessoa. Beatriz Feitosa. Ednardo Roges.

Atlântico e Naturágua arrecadam 25 mil litros de água para vítimas das enchentes no RS

Em uma demonstração de solidariedade e compromisso social, o Instituto Atlântico, em parceria com a Naturágua, enviou doações para auxiliar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.  A indústria de água mineral cearense doou 1.250 garrafões de 20 litros de água, o que totaliza 25 mil litros, para levar água potável às pessoas que estão passando por esse momento de vulnerabilidade. O Atlântico custeou o transporte das doações. Uma carreta da RMTLog Transporte e Logística partiu em 5 de junho e chegou à capital gaúcha na última quinta-feira (13). O material foi entregue na Paróquia Santa Catarina, em Porto Alegre, que atua como ponto de coleta e distribuição de doações, além de servir como abrigo para pessoas necessitadas. O Instituto Atlântico também mobilizou sua sede, localizada no Shopping Salinas, em Fortaleza, como ponto de coleta, para que colaboradores e membros da comunidade contribuíssem com doações. Durante a campanha, foram arrecadados itens como roupas, calçados, água,

Postagens mais visitadas deste blog

Juiza nega pedidos de DJ Ivis

O DJ Ivis através de nota de sua assessoria jurídica informa que 'aguarda o curso da investigação e cumpre a decisão de medida protetiva, além de permanecer à disposição da Justiça'. DJ Ivis é acusado de bater na ex-esposa a arquiteta Pamella Holanda. Nesta segunda-feira (12 de julho) a juiz Maria José Sousa Rosado de Alencar negou pedido de Ivis para que fosse removido da Internet o vídeo onde aparece ele batendo em Pamella. A juiz negou também a solicitação para que Pamella fosse proibida de comentar a agressão na imprensa, 'principalmente onde cite a filha menor'. - Ela (Pamella) comunicou a imprensa fatos mentirosos relativos à violência doméstica veiculada em sites de Internet prejudicial a minha reputação", alegava DJ Ivis. - Não verifico no conteúdo divulgado qualquer conduta que ultrapasse o direito de expressão. Em isso, ocorrendo, torna-se impossível analisar o pedido, além de quer a concessão de tal pretensão, nos moldes formulados representaria ao direi

Polícia Federal prende suspeitos de golpes via Aplicativos de Mensagens

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (17/7), a Operação Swindle (Fraude, em inglês), com objetivo de desarticular grupo que realizava clonagens de números telefônicos para aplicar golpes via Aplicativo de Trocas de Mensagens. Policiais Federais cumprem cinco Mandados de Busca e Apreensão e dois Mandados de Prisão Preventiva no Maranhão e Mato Grosso do Sul expedidos pela Justiça Federal, em Brasília. O grupo abria contas bancárias falsas e utilizava contas "emprestadas” por partícipes para receber valores provenientes das fraudes aplicadas em razão do desvio dos terminais telefônicos, em que os agentes criminosos se “apossavam” das contas de WhatsApp de autoridades públicas e, fazendo-se passar por estas, solicitavam transferências bancárias das pessoas constantes de suas listas de contato. Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de de invasão de dispositivo informático, estelionato e associação criminosa, previstos nos artigos 154-A, parágrafo

Morre jornalista JL Rosa

Morreu, aos 35 anos, nesta segunda-feira (8/7/2024), em Fortaleza, o jornalista João Lucas Arruda Rosa. O Velório do corpo de JL Rosa será a partir das 13 horas desta terça-feira (9/7), na Funerária Paz Eterna (Avenida Barão de Studart, 2780-Dionísio Torres-Fortaleza-Ceará). O Sepultamento será às 16h30 desta terça-feira (9), no Cemitério São João Batista (Rua Padre Mororó-Centro-Fortaleza-Ceará). JL Rosa nasceu em 28 de dezembro de 1988. Deixa órfã a filha Amanda, de 10 anos. Com 18 anos de Fotojornalismo, JL Rosa participou de projetos em veículos de Comunicação e venceu dois prêmios nacionais da área. No período de 2019 a 2021, JL Rosa integrou a equipe de Fotografia do Grupo O Povo de Comunicação, no cargo de editor-adjunto.  Dentre os registros favoritos de JL Rosa estavam os de Esportes, como Futebol e Kitesurf.  JL Rosa colecionava imagens de atividades ao ar livre e paisagens de Fortaleza.  JL Rosa trabalhou nos jornais O Povo, Diário do Nordeste e na Câmara Municipal de Fortal

Futricas Cearenses

Felicidades do #BlogdoLauriberto , neste domingo (21 de julho de 2024), para: Jornalista Flávio Assunção Filho (foto). Jornalista Carlos Eugênio Furtado. Radialista Domingos Távora (foto). Radialista Eduardo Guilherme da Silva. Radialista Louralber Pereira Monteiro. Antônio Marcos. Claudemy Carneiro. Francisco José Pessoa. Beatriz Feitosa. Ednardo Roges.

Atlântico e Naturágua arrecadam 25 mil litros de água para vítimas das enchentes no RS

Em uma demonstração de solidariedade e compromisso social, o Instituto Atlântico, em parceria com a Naturágua, enviou doações para auxiliar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.  A indústria de água mineral cearense doou 1.250 garrafões de 20 litros de água, o que totaliza 25 mil litros, para levar água potável às pessoas que estão passando por esse momento de vulnerabilidade. O Atlântico custeou o transporte das doações. Uma carreta da RMTLog Transporte e Logística partiu em 5 de junho e chegou à capital gaúcha na última quinta-feira (13). O material foi entregue na Paróquia Santa Catarina, em Porto Alegre, que atua como ponto de coleta e distribuição de doações, além de servir como abrigo para pessoas necessitadas. O Instituto Atlântico também mobilizou sua sede, localizada no Shopping Salinas, em Fortaleza, como ponto de coleta, para que colaboradores e membros da comunidade contribuíssem com doações. Durante a campanha, foram arrecadados itens como roupas, calçados, água,