Pular para o conteúdo principal

Livraria Senac Ceará reabre com vendas Drive-Thru

O 'Novo Normal', que se configura após a pandemia de coronavírus, leva a todos a ficarem mais tempo em casa. O lazer no lar pode e deve ser aproveitado para agregar bem-estar e novos conhecimentos. Para quem não abre mão ou tem interesse em desenvolver o hábito da leitura, a Livraria Senac Ceará reabre nesta segunda-feira (22), com vendas pelo drive-thru. Para comprar, é só ligar ou mandar whatsapp e retirar no Senac Reference, com toda segurança. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, de 10 às 16 horas.



“Valorize o comércio local e compre livros das editoras Senac e Sesc”, convida a gerente da Editora Senac, Denise de Castro. Ela explica que o pagamento e a retirada dos livros podem ser feitos no local, sem descer do carro. E reforça: “vamos seguir todos os protocolos para garantir a segurança dos nossos clientes. Os livros serão embalados em papel filme, higienizados e entregues em sacolas. Os vendedores vão usar máscaras e luvas. A maquineta de cartão será higienizada a cada uso”.

Diante do cenário atual, a psicóloga do Sesc Fortaleza, Telma Fernandes, explica que, muitos estão desenvolvendo um nível alto de estresse. Para a profissional, uma das sugestões para as pessoas lidarem melhor com a situação é ler. Relaxamento muscular, meditação, ativação da memória e promoção da empatia são apenas alguns dos benefícios de uma boa leitura. “A dica é escolher livros com temas e assuntos que você se identifica, que prenda a sua atenção e faça você mergulhar no contexto, transformando-se, assim, em mais um personagem da história”, afirma.

Para quem gosta de cozinhar, colorir, preparar drinques e aprender mais sobre mitologia, arquitetura e cultura, essas são algumas publicações encontradas na Livraria Senac Ceará:

Mitologia: um guia dos mundos imaginários - Christopher Dell

Trata-se de um guia completo sobre histórias extraordinárias de todo o mundo. Cada cultura tem seus próprios mitos e neste compêndio estão reunidas algumas das lendas mais duradouras da humanidade. São histórias de todos os cantos, provenientes das mitologias judaico-cristã, grega, romana, egípcia, hindu, aborígine australiana, mesopotâmica, chinesa, japonesa, coreana, celta e americanas, abordando a criação do mundo, os amores eternos, deuses e heróis, monstros terríveis, a vida após a morte e o submundo. O autor mostra como muitos mitos compartilham padrões em comum e como a imaginação humana, em toda a sua diversidade, vem se expressando através dos tempos. Ilustrado com imagens belíssimas e bizarras, Mitologia agrada a qualquer interessado em conhecer o mundo que nos cerca, sob a ótica das histórias mitológicas.

Cozinha do fogo aberto ao século XXI – Ana Virginia Furlani

Se até agora a cozinha não era um dos espaços mais importantes da sua casa, pode ser que no isolamento isso tenha mudado. Muita gente tem preparado suas refeições para garantir alimentação saudável. Há quem também esteja voltado a desenvolver seus dotes culinários, porque gosta, para passar o tempo ou com pretensões de se tornar um(a) chef, no futuro.

Aos interessados por esse local que já foi dos escravos, dos serviçais, da dona de casa e até mesmo de ninguém, mas que conquista cada vez mais o protagonismo da casa, sendo o coração pulsante do lar, a dica é o livro da arquiteta Ana Virginia Furlani. A autora convida para uma viagem na evolução da cozinha, desde a descoberta do fogo até as cozinhas moduladas do século XXI, analisando o contexto político, social e econômico de cada período e sua influência na arquitetura dos lares, sobretudo, das cozinhas. É uma viagem por sabores, cores e aromas que fizeram e fazem do ato de cozinhar um dos mais belos manifestos da cultura humana.

Em busca dos sabores perdidos - Nilza Mendonça

Para quem gosta de cozinhar, uma ótima pedida é o livro de Nilza Mendonça. Pesquisadora dos saberes e sabores do nosso Ceará, ela percebeu que aproveitamos pouco do que nos é oferecido e que não atentamos para as possibilidades de inventar sabores a partir do que a natureza nos presenteia. Inconformada com tanto sabor se perdendo, reuniu receitas que nasceram de sua inquietação. Em cinco capítulos, oferece respostas para a pergunta: Tenho um ingrediente. O que faço agora?

Entre histórias de infância e salas de aula, Nilza traz toda sua experiência ao longo dos anos pelo sertão, litoral, serra e as ruas das cidades onde morou, em busca de ingredientes considerados por muitos como não comestíveis, mas que pelas suas mãos se tornaram receitas saborosas, mostrando que é possível apresentar novas formas de recuperação e reaproveitamento da matéria prima. Entre os ingredientes que foram transformados em pratos doces ou salgados estão munguba, palma forrageira, mandacaru, jatobá, fruta pão e castanhola.

Mixologia: o universo do bartender cientista - Henrique Ferrera e Victor Quaranta

Que tal aproveitar o tempo livre para aprender a preparar deliciosos drinques? Nesse livro, o leitor vai aprender o porquê e a forma de fazer de um dos mais criativos bartender e mixologista do mercado, o Victor Quaranta. Toda essa ciência fica ainda mais divertida quando se trata de observar a coquetelaria com um olhar romântico, pois a gastronomia líquida, para um mixologista, é ciência e paixão. A profissão será discutida com um olhar filosófico, a partir de observações sobre como os principais bartenders de todo o mundo estão inovando e o que estão trazendo de novo para o mercado, seja como tendência, técnica, experiência ou ingredientes. Na visão sensível dos autores, este livro apresenta a mixologia como poesia para ser degustada.

Com uma escrita leve e objetiva, em meio a magníficas fotografias, o livro traz informações sobre os segredos de bar que nunca foram documentados. Técnicas e dicas aprendidas atrás dos melhores balcões de bar do mundo e que não são encontradas em qualquer literatura, principalmente na língua portuguesa. O que estava apenas na coxia, agora está disponível para quem quer descobrir os segredos para a preparação de um surpreendente cardápio de drinks.

Ilustração de moda: técnicas, ideias e experimentações para colorir - Marcelo Belisário

Você é criativo, se interessa pelo mundo das artes, moda e design? A dica é o livro Ilustração de moda: técnicas, ideias e experimentações. O leitor poderá cobrir, riscar, criar, interferir, pintar, aplicar e soltar a imaginação na representação de texturas, de tecidos e na aplicação da cor no desenho e ilustração de moda.

Para quem trabalha com ilustração de moda, a publicação traz ainda informações sobre o uso dos materiais e sua aplicação utilizando o passo a passo para demonstrar o emprego das diversas técnicas apresentadas de forma lúdica e criativa. O livro traz a linguagem dos infográficos, interação entre textos e recursos visuais para tornar a experiência do aprendizado ainda mais rica e extremamente tátil e visual, estimulando, assim, a criatividade na arte de colorir.

Arquitetura de Exposições: Lina Bo Bardi e Gisela Magalhães - César Augusto Sartorelli

Este é um livro de referência sobre a arquitetura expositiva, a atividade de planejar e ressignificar o espaço onde uma exposição é construída. César Sartorelli define essa linguagem arquitetônica, relacionando-a à história da museografia, e a seguir analisa a trajetória de duas grandes arquitetas curadoras brasileiras: Lina Bo Bardi (1914-92) e Gisela Magalhães (1930-2003). Ao detalhar as principais exposições de cada uma em ordem cronológica, busca estabelecer similaridades e diferenças. Leitura fundamental para arquitetos, curadores e artistas.

Meu coração coroado: Mestre Espedito Seleiro - Eduardo Motta

Quem não conhece o trabalho do mestre do couro de Nova Olinda, repercutido nacional e internacionalmente? A primeira publicação inteiramente dedicada ao registro de suas criações é uma obra indispensável para quem admira ou faz parte do universo da cultura, da moda e do design.

No conjunto dos artefatos criados por Espedito Seleiro estão ancorados elementos decorativos e técnicas ancestrais no trato com o couro aportados no Brasil colônia por uma gama variada de imigrantes. Pelas mãos desse Mestre da Cultura do Ceará esses elementos deram origem a objetos que compreendem uma fatia expressiva da constituição histórica do País. História gravada a ferro, fogo, punhal e bala por tropeiros, vaqueiros, cangaceiros e ciganos que povoaram o interior do Nordeste. Traduzida nas roupas, bolsas, calçados, objetos utilitários e itens de mobiliário a produção ganha uma dosagem exata entre tradição e inovação pelo olhar criador do mestre que sabe se renovar e se reinventar num universo próprio.


SERVIÇO

DRIVE-THRU DA LIVRARIA SENAC CEARÁ

Local: Senac Reference (Av. Desembargador Moreira, 1301)

Funcionamento: De segunda a sexta-feira, de 10h às 16h

Tel.: 85 3208-1606 / 85 99230 9956 (whatsapp)

Comentários

Entre em contato conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Notícias mais acessadas do mês

Morre atleta cearense Bernadete Lins

O organizador de corridas, Fernando Elpídio informa a morte neste domingo (28) aos 43 anos de idade, da atleta cearense Bernadete Lins (foto):

- Uma notícia de partir o coração. Bernadete Lins, atleta cearense profissional, faleceu hoje. Tenho um carinho especial por essa batalhadora, pessoa simples, humana, que dedicou a vida ao esporte. Não lembro de quantas vezes entreguei troféus nas suas mãos no pódio. QUE PERDA! :(".
Antônia Bernadete Lins da Silva era ipuense e cursava Educação Física na Universidade Vale do Acaraú (Uva), em Sobral. Disputou as mais diversas corridas no Ceará, no Brasil e no Mundo. Era a cearense da elite do Atletismo Feminino Brasileiro. Morreu na manhã deste domingo (28), em Maranguape, quando estava treinado. Ainda foi levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Maranguape, mas chegou sem vida.
Confira a repercussão da morte de Bernadete Lins:
Marcos Prado - "Nota de pesar. Bernadete Lins nos deixa hoje, e o seu ultimo suspiro foi fazendo aquilo…

Morre radialista Evilásio Pires

Morreu nesta quarta-feira (8) aos 50 anos, o radialista Francisco Evilásio Pires Marques, da Rádio Metropolitana AM 930 e vice-presidente da Associação Social dos Profissionais de Imprensa Municipalista do Estado do Ceará (ASPIM).

Evilásio Pires tinha problemas renais o que agravou pegar o Novo Coronavírus. Foi internado por duas vezes e nesta última não resistiu. 

Evilásio Pires era identificado pelas cores do Ceará e comandava há 30 anos o Programa Radiofônico dedicado ao Alvinegro Cearense, 'A Voz do Mais Querido'.




"Amigos recebemos na emissora a triste notícia do falecimento do nosso colega  Evilásio Pires. Nossos votos de pesar e que Deus conforte a família", lamenta o radialista Alex Oliveira.

"Nosso pesar e condolências à família do amigo Evilásio Pires", escreveu o radialista Luciano Filho.

O presidente da Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (Apcdec), Alano Maia lançou uma nota de lamento:

- Nossos sentimentos. Quando o Ev…

Desembargador Jucid Peixoto do Amaral morre aos 74 anos

Morreu na tarde desta quinta-feira (9), prestes a completar 74 anos de idade, o desembargador Jucid Peixoto do Amaral. A causa da morte foi devido a um câncer que o magistrado lutava há três anos.


Durante sessão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), o presidente da Corte, desembargador Washington Araújo, propôs voto de pesar, sendo acompanhado pelos representantes do Ministério Público do Ceará, da Defensoria Pública do Ceará e da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB-CE). O Judiciário cearense também determinou luto oficial de três dias.
O desembargador Jucid Peixoto do Amaral nasceu em 16 de julho de 1946, em Fortaleza. Era filho de Cid Peixoto do Amaral e de Júlia Costa do Amaral. Ingressou na Magistratura no cargo de juiz substituto, em 21 de janeiro de 1981, assumindo a Vara Única da Comarca de Ubajara e atingiu a vitaliciedade em 21 de fevereiro de 1983, ainda na mesma unidade judiciária.

Pelo critério de antiguidade, foi promovido para a Comarca de …

Morre o sonoplasta Diocrim

Morreu neste domingo (14), o radialista Carlos Alberto de Oliveira, o Diocrim. Ele foi operador de áudio e divulgador de discos. Diocrim que iniciou sua carreira no Maranhão transferiu-se para o Rádio de Fortaleza no final da década de 1960.


Trabalhou nas rádios Dragão do Mar, Ceará Rádio Clube, Verdes Mares, Cidade AM e rádios no Maranhão; alem de ter sido membro da equipe de produção do show do também já falecido comunicador Bezerra de Menezes (Bezerrão). Diocrim foi divulgador da RGE e empresário de muito artistas cearenses. 
Durante muitos anos foi o operador do Clube dos Tetéus comandado pelo comunicador Colombo Sá, que fazia literalmente eco nos rádios espalhados pelos lares, bares e táxis de Fortaleza com o slogan "Não dorme ninguém, Diocrim", por causa do par de óculos (ocrim) que Carlos Alberto usava, enquanto cuidava do roteiro musical e da sonoplastia do programa, na mesa de áudio da Rádio Clube e depois na Verdes Mares.
Diocrim deixa viúva dona Nailde e órfão as fi…

Conquistas marcam primeiro ano da nova gestão da CDC

O alinhamento com o Governo Federal, além do estreitamento da relação com o Executivo estadual e municipal, fez com que o primeiro ano da nova gestão da Companhia Docas do Ceará fosse marcado por importantes avanços e conquistas. 

Escolhida pelo perfil técnico, a engenheira Mayhara Chaves assumiu a presidência da CDC no dia 24 de junho de 2019, tendo ao seu lado na tomada de decisões os diretores Humberto Castelo Branco (Administração e Finanças), Miguel Andrade (Infraestrutura e Gestão Portuária) e Mário Jorge Cavalcanti (Comercial), além do suporte de todos os colaboradores. Hoje, é possível afirmar que a companhia está saudável financeiramente com base no EBITDA, que apresentou crescimento superior a 180% no período de 12 meses.

Embora adiada temporariamente devido à Pandemia da Covid-19, a concessão do Terminal Marítimo de Passageiros foi considerada como prioridade pelo Governo Federal, o que possibilitará uma nova receita para investimentos no Porto de Fortaleza.
O arrendamento do …

Postagens mais visitadas deste blog

Morre atleta cearense Bernadete Lins

O organizador de corridas, Fernando Elpídio informa a morte neste domingo (28) aos 43 anos de idade, da atleta cearense Bernadete Lins (foto):

- Uma notícia de partir o coração. Bernadete Lins, atleta cearense profissional, faleceu hoje. Tenho um carinho especial por essa batalhadora, pessoa simples, humana, que dedicou a vida ao esporte. Não lembro de quantas vezes entreguei troféus nas suas mãos no pódio. QUE PERDA! :(".
Antônia Bernadete Lins da Silva era ipuense e cursava Educação Física na Universidade Vale do Acaraú (Uva), em Sobral. Disputou as mais diversas corridas no Ceará, no Brasil e no Mundo. Era a cearense da elite do Atletismo Feminino Brasileiro. Morreu na manhã deste domingo (28), em Maranguape, quando estava treinado. Ainda foi levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Maranguape, mas chegou sem vida.
Confira a repercussão da morte de Bernadete Lins:
Marcos Prado - "Nota de pesar. Bernadete Lins nos deixa hoje, e o seu ultimo suspiro foi fazendo aquilo…

Morre radialista Evilásio Pires

Morreu nesta quarta-feira (8) aos 50 anos, o radialista Francisco Evilásio Pires Marques, da Rádio Metropolitana AM 930 e vice-presidente da Associação Social dos Profissionais de Imprensa Municipalista do Estado do Ceará (ASPIM).

Evilásio Pires tinha problemas renais o que agravou pegar o Novo Coronavírus. Foi internado por duas vezes e nesta última não resistiu. 

Evilásio Pires era identificado pelas cores do Ceará e comandava há 30 anos o Programa Radiofônico dedicado ao Alvinegro Cearense, 'A Voz do Mais Querido'.




"Amigos recebemos na emissora a triste notícia do falecimento do nosso colega  Evilásio Pires. Nossos votos de pesar e que Deus conforte a família", lamenta o radialista Alex Oliveira.

"Nosso pesar e condolências à família do amigo Evilásio Pires", escreveu o radialista Luciano Filho.

O presidente da Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (Apcdec), Alano Maia lançou uma nota de lamento:

- Nossos sentimentos. Quando o Ev…

Desembargador Jucid Peixoto do Amaral morre aos 74 anos

Morreu na tarde desta quinta-feira (9), prestes a completar 74 anos de idade, o desembargador Jucid Peixoto do Amaral. A causa da morte foi devido a um câncer que o magistrado lutava há três anos.


Durante sessão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), o presidente da Corte, desembargador Washington Araújo, propôs voto de pesar, sendo acompanhado pelos representantes do Ministério Público do Ceará, da Defensoria Pública do Ceará e da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB-CE). O Judiciário cearense também determinou luto oficial de três dias.
O desembargador Jucid Peixoto do Amaral nasceu em 16 de julho de 1946, em Fortaleza. Era filho de Cid Peixoto do Amaral e de Júlia Costa do Amaral. Ingressou na Magistratura no cargo de juiz substituto, em 21 de janeiro de 1981, assumindo a Vara Única da Comarca de Ubajara e atingiu a vitaliciedade em 21 de fevereiro de 1983, ainda na mesma unidade judiciária.

Pelo critério de antiguidade, foi promovido para a Comarca de …

Morre o sonoplasta Diocrim

Morreu neste domingo (14), o radialista Carlos Alberto de Oliveira, o Diocrim. Ele foi operador de áudio e divulgador de discos. Diocrim que iniciou sua carreira no Maranhão transferiu-se para o Rádio de Fortaleza no final da década de 1960.


Trabalhou nas rádios Dragão do Mar, Ceará Rádio Clube, Verdes Mares, Cidade AM e rádios no Maranhão; alem de ter sido membro da equipe de produção do show do também já falecido comunicador Bezerra de Menezes (Bezerrão). Diocrim foi divulgador da RGE e empresário de muito artistas cearenses. 
Durante muitos anos foi o operador do Clube dos Tetéus comandado pelo comunicador Colombo Sá, que fazia literalmente eco nos rádios espalhados pelos lares, bares e táxis de Fortaleza com o slogan "Não dorme ninguém, Diocrim", por causa do par de óculos (ocrim) que Carlos Alberto usava, enquanto cuidava do roteiro musical e da sonoplastia do programa, na mesa de áudio da Rádio Clube e depois na Verdes Mares.
Diocrim deixa viúva dona Nailde e órfão as fi…

Conquistas marcam primeiro ano da nova gestão da CDC

O alinhamento com o Governo Federal, além do estreitamento da relação com o Executivo estadual e municipal, fez com que o primeiro ano da nova gestão da Companhia Docas do Ceará fosse marcado por importantes avanços e conquistas. 

Escolhida pelo perfil técnico, a engenheira Mayhara Chaves assumiu a presidência da CDC no dia 24 de junho de 2019, tendo ao seu lado na tomada de decisões os diretores Humberto Castelo Branco (Administração e Finanças), Miguel Andrade (Infraestrutura e Gestão Portuária) e Mário Jorge Cavalcanti (Comercial), além do suporte de todos os colaboradores. Hoje, é possível afirmar que a companhia está saudável financeiramente com base no EBITDA, que apresentou crescimento superior a 180% no período de 12 meses.

Embora adiada temporariamente devido à Pandemia da Covid-19, a concessão do Terminal Marítimo de Passageiros foi considerada como prioridade pelo Governo Federal, o que possibilitará uma nova receita para investimentos no Porto de Fortaleza.
O arrendamento do …