Pular para o conteúdo principal

Morre rádio atriz Gláuria Farias

Informa o jornalista cultural Vicente Alencar a morte da rádio atriz da Dragão do Mar, Gláuria Farias, aos 80 anos.



- Ela integrou o elenco de rádio atrizes da Rádio Dragão do Mar nos anos 1950-1960, relata o livro de Marciano Lopes - 'Coisas que o Tempo Levou - A Era do Rádio no Ceará'.

Uma crônica de Demitri Túlio, de O Povo, em 10 de fevereiro de 2003, destaca Gláuria Farias como 'A Garota do Fusca':

- Antes da radionovela da Dragão do Mar, vinha o momento político. Leitura diária da crônica ''A Nossa Palavra'', alfinetada no calo do joanete de Paulo Sarasate. Um pouco antes das 12h30, horário do almoço, a UDN, União Democrática Nacional, entrava na peia, açoite de Caipora em cachorros de caçadas. Pedrada na vidraça oficial. Era o aperitivo para o almoço de capitalistas e canelau e o entrée para o folhetim das mariazinhas. Blanchard Girão fazia a ponta do lápis, afiava. Editoriais pintados de crônicas e vaias para os pulhas do governo da aldeia. Pulhas, digo, na versão dos ditos socialistas de plantão do Partido Social Democrático, PSD.

Depois da chibata o almoço estava à mesa, posto. Era a hora do ovo com baião de dois, sardinha com arroz branco ou cozidão de carne gorda com osso e tutano. Duas batidinhas no ossobuco e a gordura se ensebava na farinha. O refresco ou garapa açucarada de limão acompanhava o dejeuner. Passada a pua política, o sentido, agora, ia para o capítulo inédito da radionovela. Folhetim água com açúcar. Melado. ''Uma mulher contra o mundo inteiro'', ''A mulher que rir'', ''Jane Eyre''...

Gláuria Farias mandava brasa. Voz de bibelô de geladeira no mundo, sedutora e derretida. No papel principal, arrancava suspiros, goles secos e libido de mexer com as coisas e as vergonhas. O beijo era descrito e gemido. Escutava-se. Se os ouvintes salivassem, enchessem a boca d'água ou cruzassem as pernas, a história tava vingando. Sucesso de audiência. Certeza de, no final dos quatro meses de novela, sentirem saudade dos personagens. Gostinho de ter acabado algo na hora que o negócio tava esquentando. Mas depois de um radiodrama sempre vinha outro, e mais outro e outro.

Fama garantida, um dia convidaram a mocinha para um comercial. Fora do rádio. A televisão engatinhava na aldeia grande e o cast da Dragão dava as cartas. Enfeitiçados com o canto das sereias, ouvintes imaginavam deuses e deusas. O rádio era lugar encantado. Pois muito bem, a beldade emprestaria ao estreante Volks, sessenta e alguma coisa, as belas pernas, o busto pontudo, os cabelos e os lábios carnudos. Perfeita, perfeito.

A garota propaganda foi à Praia do Futuro e posou em cima do capô do Volkswagen. Lançamento do fusca em Fortaleza. Pneus faixa branca, calota niquelada, estribos nas portas e alça de segurança para o passageiro não dançar no banco traseiro. Pena que até hoje não enviaram o cachê pelo uso da imagem. Calote. Saiu no jornal, mas dinheiro que é bom - necas!

Política e dramalhão caminhavam ali, pertinho. Parsifal Barroso, PSD-PTB, tinha sido eleito, em 1958, governador graças aos bombardeios da Dragão contra os udenistas. Denúncias de escândalos envolvendo apadrinhados do governo e alejos administrativas. Enquanto isso, na mesa da sala de comer, ''A mulher que rir'' tabulava um enredo. Gláuria Farias encarnava uma fulana acometida do mal da dupla personalidade. Ora santa, ora devassa. Invadia os bares e seduzia os homens. Depois, dava na fraqueza, esquecia o acontecido e penava por isso. ''Jane Eyre'', outra campeã de audiência do radioteatro, era uma pobre empregada de casa rica, lascada, mas limpinha, honesta e gostosa. Por quem o patrão se apaixonara. Pior pra ela, a noiva-bruxa do bacana, incorporada por Hiramisa Serra, infernizaria a vida dela até o fim do melodrama.

Pegava fogo o cenário político. Violento. Em um dos capítulos da vida real, enfezado com as críticas, o governo mandou prender o carro de reportagens da Dragão do Mar. Xadrez para os repórteres em um quartel no Antônio Bezerra. Fuá à vista. Perboyre e Silva, então presidente da Associação Cearense de Imprensa, liderou uma carreata de jornalistas. Saíram do Centro de Fortaleza e foram protestar contra o ato do general Severino Sombra, secretário da Segurança. Depois de bate-bocas, via ondas curtas e manifestação na Praça dos Voluntários, soltaram os homens. Ponto para a Dragão, pivô do quiprocó e popularidade em alta. Pra desespero da Assunção, Iracema e Uirapuru.

O saldo de tanta polêmica resultou na eleição de Parsifal Barroso. Feito isso, a Dragão do Mar passou às mãos de Moysés Pimentel, capitalista e democrata social. Politicamente, a emissora continuou forte e em 1962 levou Pimentel à Câmara Federal. Já Blanchard Girão e Aécio de Borba se elegeram deputados estaduais.

A radioatriz Gláuria Farias voltaria, na campanha de Moysés Pimentel, a dar uma de garota-propaganda. Subia nos palanques e percorria os comícios pelo Interior do Estado. Pedido do patrão. Nas brenhas ou cafundós, não tinha aquele que não passasse mal ao ver de perto, em carne e osso, a moça da voz do rádio. Em Morada Nova, contam, um prefeito se tremia dos pés à cabeça. Fã incondicional, quase foi à pique.

Com o golpe de 1964, a Dragão foi ocupada e fechada no primeiro dia de abril. Invadida por ordem da 10ª Região Militar, permaneceu por vários meses fora do ar. Alguns jornalistas, como Nazareno Albuquerque e Peixoto de Alencar, foram presos. O general Almir Macêdo ficou como interventor. Moysés Pimentel e Blanchard Girão foram cassados pela ditadura. Girão, por sinal, nem na rádio estava mais. Gláuria Farias e o cast da emissora, que ainda contava com Oliveira Filho e Aderbal Freire Júnior, foram demitidos.

Aos 63 anos, Gláuria Farias tem duas filhas e mora na Alameda Maria Doralice, Cidade 2000. Depois da demissão em 1964, voltou a Dragão do Mar e virou locutora de programas de variedade em 1965. Ficou por lá durante um ano. Poderia até ter seguido o caminho normal das radioatrizes da aldeia que foram fazer novela, ao vivo, na tevê. Não foi. Era tímida e encabulada demais para aparecer em carne e osso. Foi assim..."

Comentários

Entre em contato conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Notícias mais acessadas do mês

Morre atleta cearense Bernadete Lins

O organizador de corridas, Fernando Elpídio informa a morte neste domingo (28) aos 43 anos de idade, da atleta cearense Bernadete Lins (foto):

- Uma notícia de partir o coração. Bernadete Lins, atleta cearense profissional, faleceu hoje. Tenho um carinho especial por essa batalhadora, pessoa simples, humana, que dedicou a vida ao esporte. Não lembro de quantas vezes entreguei troféus nas suas mãos no pódio. QUE PERDA! :(".
Antônia Bernadete Lins da Silva era ipuense e cursava Educação Física na Universidade Vale do Acaraú (Uva), em Sobral. Disputou as mais diversas corridas no Ceará, no Brasil e no Mundo. Era a cearense da elite do Atletismo Feminino Brasileiro. Morreu na manhã deste domingo (28), em Maranguape, quando estava treinado. Ainda foi levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Maranguape, mas chegou sem vida.
Confira a repercussão da morte de Bernadete Lins:
Marcos Prado - "Nota de pesar. Bernadete Lins nos deixa hoje, e o seu ultimo suspiro foi fazendo aquilo…

Morre Auxiliar de Reportagem Claudinho

O Assistente de Estúdio e Auxiliar de Reportagem da TV Fortaleza, José Cláudio Ferreira da Costa (Claudinho) morreu neste domingo (7), de Covid 19, aos 61 anos.


Repercussão da morte de Claudinho:

Ivelise Maia - "Descanse em paz Claudinho! Sentindo-se triste".

Assis Pereira - "Anos 1970 éramos da mesma classe de Colégio, e agora na CMFor revivemos história da época, futebol, namoradas de colégio, às cachaças, os amigos, professores e tantas lembranças da época agente comentava. Triste notícia. Deus o tenha eternamente e a família enlutada o meu sentimento de muita tristeza".
Edson Cunha - "Triste demais, saudades vai ficar pra sempre amigo Claudinho".

Demóstenes Batalha - "Trabalhamos juntos na TV Fortaleza por anos, assistente de estúdio e auxiliar da reportagem, sempre prestativo, calado, mas observador. Brincávamos muito, pois era assistente quando era repórter do plenário da câmara. E tínhamos uma piada interna, “cadê o Kid”. Infelizmente vítima de Cov…

Morre o sonoplasta Diocrim

Morreu neste domingo (14), o radialista Carlos Alberto de Oliveira, o Diocrim. Ele foi operador de áudio e divulgador de discos. Diocrim que iniciou sua carreira no Maranhão transferiu-se para o Rádio de Fortaleza no final da década de 1960.


Trabalhou nas rádios Dragão do Mar, Ceará Rádio Clube, Verdes Mares, Cidade AM e rádios no Maranhão; alem de ter sido membro da equipe de produção do show do também já falecido comunicador Bezerra de Menezes (Bezerrão). Diocrim foi divulgador da RGE e empresário de muito artistas cearenses. 
Durante muitos anos foi o operador do Clube dos Tetéus comandado pelo comunicador Colombo Sá, que fazia literalmente eco nos rádios espalhados pelos lares, bares e táxis de Fortaleza com o slogan "Não dorme ninguém, Diocrim", por causa do par de óculos (ocrim) que Carlos Alberto usava, enquanto cuidava do roteiro musical e da sonoplastia do programa, na mesa de áudio da Rádio Clube e depois na Verdes Mares.
Diocrim deixa viúva dona Nailde e órfão as fi…

Conquistas marcam primeiro ano da nova gestão da CDC

O alinhamento com o Governo Federal, além do estreitamento da relação com o Executivo estadual e municipal, fez com que o primeiro ano da nova gestão da Companhia Docas do Ceará fosse marcado por importantes avanços e conquistas. 

Escolhida pelo perfil técnico, a engenheira Mayhara Chaves assumiu a presidência da CDC no dia 24 de junho de 2019, tendo ao seu lado na tomada de decisões os diretores Humberto Castelo Branco (Administração e Finanças), Miguel Andrade (Infraestrutura e Gestão Portuária) e Mário Jorge Cavalcanti (Comercial), além do suporte de todos os colaboradores. Hoje, é possível afirmar que a companhia está saudável financeiramente com base no EBITDA, que apresentou crescimento superior a 180% no período de 12 meses.

Embora adiada temporariamente devido à Pandemia da Covid-19, a concessão do Terminal Marítimo de Passageiros foi considerada como prioridade pelo Governo Federal, o que possibilitará uma nova receita para investimentos no Porto de Fortaleza.
O arrendamento do …

Hoje é o Dia Mundial do Doador de Sangue

O vereador Michel Lins (Cidadania) e integrantes da sua assessoria estiveram no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), em Fortaleza, para doar sangue.

Segundo Michel Lins, a ação foi idealizada com objetivo de chamar atenção para a importância de doar e consequentemente salvar vidas.
- Neste domingo (14) é o Dia Mundial do Doador de Sangue", lembra o vereador.

“Um gesto simples! Um ato de amor que precisa ainda ser melhor desmistificado para que mais e mais pessoas possam ser encorajadas a doarem vida! Quem doa sangue, doa vida! Quem puder, procure um local de coleta e concretize esse ato de amor ao próximo. É rápido, fácil e não dói nada”, afirma Michel.

A campanha deste ano enaltece a doação de sangue como estratégia para contribuição na redução da mortalidade materna.

Em Fortaleza, o principal posto de coleta de sangue é o Hemoce, na Avenida José Bastos, 3390 (Rodolfo Teófilo), que funciona de segunda a sexta-feira, das 7 horas às 18h30; e aos sábados, de 7 horas às…

Postagens mais visitadas deste blog

Morre atleta cearense Bernadete Lins

O organizador de corridas, Fernando Elpídio informa a morte neste domingo (28) aos 43 anos de idade, da atleta cearense Bernadete Lins (foto):

- Uma notícia de partir o coração. Bernadete Lins, atleta cearense profissional, faleceu hoje. Tenho um carinho especial por essa batalhadora, pessoa simples, humana, que dedicou a vida ao esporte. Não lembro de quantas vezes entreguei troféus nas suas mãos no pódio. QUE PERDA! :(".
Antônia Bernadete Lins da Silva era ipuense e cursava Educação Física na Universidade Vale do Acaraú (Uva), em Sobral. Disputou as mais diversas corridas no Ceará, no Brasil e no Mundo. Era a cearense da elite do Atletismo Feminino Brasileiro. Morreu na manhã deste domingo (28), em Maranguape, quando estava treinado. Ainda foi levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Maranguape, mas chegou sem vida.
Confira a repercussão da morte de Bernadete Lins:
Marcos Prado - "Nota de pesar. Bernadete Lins nos deixa hoje, e o seu ultimo suspiro foi fazendo aquilo…

Morre Auxiliar de Reportagem Claudinho

O Assistente de Estúdio e Auxiliar de Reportagem da TV Fortaleza, José Cláudio Ferreira da Costa (Claudinho) morreu neste domingo (7), de Covid 19, aos 61 anos.


Repercussão da morte de Claudinho:

Ivelise Maia - "Descanse em paz Claudinho! Sentindo-se triste".

Assis Pereira - "Anos 1970 éramos da mesma classe de Colégio, e agora na CMFor revivemos história da época, futebol, namoradas de colégio, às cachaças, os amigos, professores e tantas lembranças da época agente comentava. Triste notícia. Deus o tenha eternamente e a família enlutada o meu sentimento de muita tristeza".
Edson Cunha - "Triste demais, saudades vai ficar pra sempre amigo Claudinho".

Demóstenes Batalha - "Trabalhamos juntos na TV Fortaleza por anos, assistente de estúdio e auxiliar da reportagem, sempre prestativo, calado, mas observador. Brincávamos muito, pois era assistente quando era repórter do plenário da câmara. E tínhamos uma piada interna, “cadê o Kid”. Infelizmente vítima de Cov…

Morre o sonoplasta Diocrim

Morreu neste domingo (14), o radialista Carlos Alberto de Oliveira, o Diocrim. Ele foi operador de áudio e divulgador de discos. Diocrim que iniciou sua carreira no Maranhão transferiu-se para o Rádio de Fortaleza no final da década de 1960.


Trabalhou nas rádios Dragão do Mar, Ceará Rádio Clube, Verdes Mares, Cidade AM e rádios no Maranhão; alem de ter sido membro da equipe de produção do show do também já falecido comunicador Bezerra de Menezes (Bezerrão). Diocrim foi divulgador da RGE e empresário de muito artistas cearenses. 
Durante muitos anos foi o operador do Clube dos Tetéus comandado pelo comunicador Colombo Sá, que fazia literalmente eco nos rádios espalhados pelos lares, bares e táxis de Fortaleza com o slogan "Não dorme ninguém, Diocrim", por causa do par de óculos (ocrim) que Carlos Alberto usava, enquanto cuidava do roteiro musical e da sonoplastia do programa, na mesa de áudio da Rádio Clube e depois na Verdes Mares.
Diocrim deixa viúva dona Nailde e órfão as fi…

Conquistas marcam primeiro ano da nova gestão da CDC

O alinhamento com o Governo Federal, além do estreitamento da relação com o Executivo estadual e municipal, fez com que o primeiro ano da nova gestão da Companhia Docas do Ceará fosse marcado por importantes avanços e conquistas. 

Escolhida pelo perfil técnico, a engenheira Mayhara Chaves assumiu a presidência da CDC no dia 24 de junho de 2019, tendo ao seu lado na tomada de decisões os diretores Humberto Castelo Branco (Administração e Finanças), Miguel Andrade (Infraestrutura e Gestão Portuária) e Mário Jorge Cavalcanti (Comercial), além do suporte de todos os colaboradores. Hoje, é possível afirmar que a companhia está saudável financeiramente com base no EBITDA, que apresentou crescimento superior a 180% no período de 12 meses.

Embora adiada temporariamente devido à Pandemia da Covid-19, a concessão do Terminal Marítimo de Passageiros foi considerada como prioridade pelo Governo Federal, o que possibilitará uma nova receita para investimentos no Porto de Fortaleza.
O arrendamento do …

Hoje é o Dia Mundial do Doador de Sangue

O vereador Michel Lins (Cidadania) e integrantes da sua assessoria estiveram no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), em Fortaleza, para doar sangue.

Segundo Michel Lins, a ação foi idealizada com objetivo de chamar atenção para a importância de doar e consequentemente salvar vidas.
- Neste domingo (14) é o Dia Mundial do Doador de Sangue", lembra o vereador.

“Um gesto simples! Um ato de amor que precisa ainda ser melhor desmistificado para que mais e mais pessoas possam ser encorajadas a doarem vida! Quem doa sangue, doa vida! Quem puder, procure um local de coleta e concretize esse ato de amor ao próximo. É rápido, fácil e não dói nada”, afirma Michel.

A campanha deste ano enaltece a doação de sangue como estratégia para contribuição na redução da mortalidade materna.

Em Fortaleza, o principal posto de coleta de sangue é o Hemoce, na Avenida José Bastos, 3390 (Rodolfo Teófilo), que funciona de segunda a sexta-feira, das 7 horas às 18h30; e aos sábados, de 7 horas às…