Pular para o conteúdo principal

Secretaria usa inteligência artificial para mapear grupos criminosos no Ceará a partir de pichações

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS/CE) iniciou o mapeamento da atuação de grupos criminosos do Ceará com a coleta de dados sobre pichações em edificações e muros utilizando inteligência artificial.


O novo serviço pretende reunir dados para estabelecer padrões e comportamentos de integrantes desses grupos no Estado. Baseado na ciência de dados, a inovação tecnológica será mais uma ferramenta para subsidiar o trabalho das agências de inteligência policiais do Estado, reunindo um banco de dados com informações que serão integradas ao Big Data da Segurança Pública.

A primeira coleta da iniciativa aconteceu durante implantação da 30ª base do Programa de Proteção Territorial e Gestão de Risco (Proteger), a unidade fica no município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Forma de expressão mais utilizada por integrantes de organizações criminosas, as pichações funcionam como instrumento para demarcar territórios, fazer ameaças a rivais e tentar demonstrar poder sobre uma área delimitada. 

A partir dessa premissa e baseado na análise de comportamentos coletivo e individualizado dos investigados, a SSPDS inicia um levantamento que irá produzir material de inteligência policial para apoiar a investigação criminal e o planejamento de patrulhamento ostensivo realizado pelas agências de segurança pública do Estado. Na prática, os próprios criminosos irão fornecer material para a Polícia alimentar o Big Data; aquilo que pode parecer demonstração de força será empregada para enfraquecer suas ações e fortalecer a segurança pública do Ceará.

Todas as informações serão alimentadas utilizando o Programa de Comando Avançado (PCA), aplicativo para celulares de uso exclusivo de profissionais da segurança pública do Ceará. Lembrando que pichar é crime conforme a Lei de Crimes Ambientais, com pena detenção que chega até um ano, e multa.

Para o secretário de Segurança, André Costa, essa é mais uma inovação desenvolvida pela Secretaria na área de ciência policial e tecnologia aplicadas à segurança pública, que vai servir de exemplo para todo o País e América Latina. 

“Essa nova função que a gente começa a usar vai permitir que todo policial, a partir de agora, torne-se um agente de inteligência. Ele vai poder, através do smartphone, inserir uma fotografia, que será georreferenciada, ou seja, o próprio celular já vai dar a localização de onde ela (a pichação) está e também marcar o dia e hora dessa fotografia. Ele ainda vai incluir qual o grupo criminoso a que se refere à pichação. Quando esses criminosos picharem o local e os policiais fotografarem e enviarem esses dados, eles entram na base do nosso Big Data da Segurança Pública”, explica.

Os dados compilados na função “Pichação” no aplicativo PCA servirão para construir parâmetros de atuação dos grupos criminosos no Estado e para fomentar estratégias policiais de combate aos crimes nessas áreas. 

“Os policiais das áreas de investigação e inteligência vão poder ver os dados em um mapa e, assim, a gente vai ter um mapeamento atualizado com dados de determinado grupo criminoso em qual área, bairro ou comunidade ele se encontra. Isso é fundamental para as ações de inteligência tanto para as investigações como também para que o próprio patrulhamento possa organizar seus efetivos e entender quais áreas devem ser priorizadas”, destaca André Costa.

Junto à estratégia de inteligência para coletar dados para uso da segurança pública, os locais onde os policiais encontrarem pichações com marcas de grupos criminosos serão pintados. “Iremos cobrir essas pichações e tirar essas identidades visuais. Isso é muito negativo aqui, especialmente para a juventude, que vê esse exemplo envolvendo facções”, frisou André Costa.

Na palma da mão
- O funcionamento da iniciativa é semelhante ao que já acontece com outras ferramentas tecnológicas criadas e desenvolvidas pela SSPDS, em laboratórios cearenses, por meio de pesquisadores financiados pelo Ceará e com a participação direta de profissionais do Sistema de Segurança do Ceará. 

O dispositivo utilizado para a função “Pichação” é o Programa de Comando Avançado (PCA), aplicativo para celular que integra bases civil e criminal da população do Estado, dados de veículos e motoristas, biometria e o reconhecimento facial. A nova função já está disponível para atualização nas lojas virtuais para usuários que utilizam os sistemas operacionais iOS e Android. O uso é exclusivo para servidores da segurança pública.


Como funciona - Com um smartphone nas mãos e com o aplicativo PCA aberto, o policial vai iniciar o cadastro da pichação inserindo informações relevantes sobre as características encontradas no local. Primeiro, ele vai marcar a qual grupo criminoso pertence aquela pichação, em seguida, incluir uma descrição apontando onde a pichação foi encontrada, como por exemplo, “na parede de uma casa”, “na fachada de um estabelecimento comercial”. 

O próximo passo é acionar a câmera do celular para fazer o registro fotográfico das inscrições deixadas pelos criminosos. Por fim, o policial vai posicionar no mapa a localização exata da pichação utilizando o GPS do aparelho celular e concluir o cadastro na ferramenta. Em tempo real, as informações são transmitidas para o Big Data para acesso das agências de inteligência policial do Estado.

Tecnologia compartilhada - A função “Pichação” foi desenvolvida numa parceria entre a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS/CE) e o Laboratório de Processamento de Imagem, Sinais e Computação Aplicada (Lapisco), vinculado ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE). A colaboração entre as instituições também propiciou a criação e uso do reconhecimento facial, outra ferramenta disponível ao policial que acessa o aplicativo PCA. Juntos, SSPDS e IFCE constroem soluções para aprimorar o uso da tecnologia aplicada à segurança pública a partir da análise de sinais (áudio, voz, imagem, vídeo).

Big Data da Segurança Pública - A criação do Big Data da Segurança Pública, batizado de “Odin”, é fruto da parceria entre a SSPDS e pesquisadores da Universidade Federal do Ceará (UFC).

A ferramenta integra mais de 100 sistemas dos órgãos de Segurança Pública do Estado e de instituições parceiras em uma única plataforma. Ela permite a tomada de decisão baseada em dados, feita de forma automática e em tempo real, dando maior celeridade aos processos e economia de tempo. Além disso, o “Odin” facilita o processo de investigação e inteligência policial com o detalhamento de territórios e informações de caráter investigativo, contribuindo para a formulação de estratégias de combate à criminalidade.

Com informações e fotos da Coordenadoria de Imprensa do Governo do Ceará.

Comentários

Entre em contato conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Notícias mais acessadas do mês

Morre músico Erickson Mendes

O vereador por Fortaleza, Professor Evaldo Lima (PCdoB) comunica a morte do músico cearense, Erickson Mendes, aos 51 anos, nesta quarta-feira (29). Erickson Mendes teve um ataque infarto fulminante em casa e não resistiu:

- Lamento profundamente o falecimento de Erickson Mendes, nome fundamental da Música Cearense. Erickson era a expressão do talento, simpatia, alegria. Espalhava amigos e canções no Cenário Cultural de Fortaleza. Belchior, Evaldo Gouveia e Erickson Mendes tocarão lindas canções no Céu!


Erickson Mendes destaca seu 'Cantinho Preferido', que era a Praia de Iracema:

Chistiane Luci Alves lembra, que nesta quarta-feira (29), às seis da noite, Erickson Mendes faria uma live em homenagem ao Belchior:
-  Hoje (29) ele estaria aí, cantando nosso Belchior. Mas partiu subitamente. Que triste, Erick Mendes. Siga na luz!", escreveu Chistiane Luci Alves.

Erickson Mendes nasceu em Quixadá, em 1969. Começou cantando em eventos religiosos e em 2012 iniciou sua carreira de músic…

Morre radialista Evilásio Pires

Morreu nesta quarta-feira (8) aos 50 anos, o radialista Francisco Evilásio Pires Marques, da Rádio Metropolitana AM 930 e vice-presidente da Associação Social dos Profissionais de Imprensa Municipalista do Estado do Ceará (ASPIM).

Evilásio Pires tinha problemas renais o que agravou pegar o Novo Coronavírus. Foi internado por duas vezes e nesta última não resistiu. 

Evilásio Pires era identificado pelas cores do Ceará e comandava há 30 anos o Programa Radiofônico dedicado ao Alvinegro Cearense, 'A Voz do Mais Querido'.




"Amigos recebemos na emissora a triste notícia do falecimento do nosso colega  Evilásio Pires. Nossos votos de pesar e que Deus conforte a família", lamenta o radialista Alex Oliveira.

"Nosso pesar e condolências à família do amigo Evilásio Pires", escreveu o radialista Luciano Filho.

O presidente da Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (Apcdec), Alano Maia lançou uma nota de lamento:

- Nossos sentimentos. Quando o Ev…

Morre professor Luís Campos

"Acabo de receber a triste notícia que o doutor Luís Campos faleceu. Um grande alvinegro que nunca será esquecido, um guerreiro. Força aos familiares e amigos. As pessoas nunca partem de verdade, continuam vivas e felizes em nossas melhores memórias. Em vida doutor Luís Campos foi homenageado, nosso Centro de Treinamento em Itaitinga leva seu nome".




A informação é de gerente de Tecnologia e Inovação do Ceará, Marcos Medina. Luís Queiroz de Campos, morreu neste domingo (dois), aos 95 anos.
Luís Queiroz Campos foi meu professor no Curso de Comunicação Social-Jornalismo na década de 1980 na Universidade Federal do Ceará (UFC). Para nossa turma deu aulas de Deontologia da Comunicação. Era um professor 'Caxias', mas muito querido pela turma.
Deixa saudades não só da época de professor de Jornalismo da UFC, mas principalmente como homem público do Estado do Ceará e da Cidade de Fortaleza. Chegou a ser prefeito de Fortaleza (1962-1965). Foi diretor do Banco Nacional de Habitaç…

Desembargador Jucid Peixoto do Amaral morre aos 74 anos

Morreu na tarde desta quinta-feira (9), prestes a completar 74 anos de idade, o desembargador Jucid Peixoto do Amaral. A causa da morte foi devido a um câncer que o magistrado lutava há três anos.


Durante sessão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), o presidente da Corte, desembargador Washington Araújo, propôs voto de pesar, sendo acompanhado pelos representantes do Ministério Público do Ceará, da Defensoria Pública do Ceará e da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB-CE). O Judiciário cearense também determinou luto oficial de três dias.
O desembargador Jucid Peixoto do Amaral nasceu em 16 de julho de 1946, em Fortaleza. Era filho de Cid Peixoto do Amaral e de Júlia Costa do Amaral. Ingressou na Magistratura no cargo de juiz substituto, em 21 de janeiro de 1981, assumindo a Vara Única da Comarca de Ubajara e atingiu a vitaliciedade em 21 de fevereiro de 1983, ainda na mesma unidade judiciária.

Pelo critério de antiguidade, foi promovido para a Comarca de …

Morre jornalista Carlos Augusto Rocha Cruz

A jornalista Marlyana Lima informa a morte do jornalista Carlos Augusto Rocha Cruz (Carlão). Ele morreu no final da noite de domingo (12). Carlão estava internado há um mês com problemas renais.



Trabalhei com Carlão na Rádio Universitária FM nos anos 1980-1990. Ele era muito metódico e chegou a assessorar o então senador José Pimentel (PT). Foi padrinho da minha primeira filha, Cecília Braga.

No Departamento de Radialismo Informativo da Universitária FM, Carlão fazia produção e muito boas entrevistas.

Em sua última postagem no Facebook em nove de junho passado escreveu:

- Estou com saudades das ruas, dos bares, dos amigos, dos adversários e até das visitas das Testemunhas de Jeová".


FORTALEZA ANTIGA - "É com pesar que comunicamos o falecimento na noite de domingo (12) do criador do grupo Fortaleza Antiga, Carlos Augusto Rocha Cruz. Nosso querido Carlão partiu mas nos deixou ensinamentos inestimáveis que levaremos adiante na administração desse grupo. Carlos Augusto era jornalista…

Postagens mais visitadas deste blog

Morre músico Erickson Mendes

O vereador por Fortaleza, Professor Evaldo Lima (PCdoB) comunica a morte do músico cearense, Erickson Mendes, aos 51 anos, nesta quarta-feira (29). Erickson Mendes teve um ataque infarto fulminante em casa e não resistiu:

- Lamento profundamente o falecimento de Erickson Mendes, nome fundamental da Música Cearense. Erickson era a expressão do talento, simpatia, alegria. Espalhava amigos e canções no Cenário Cultural de Fortaleza. Belchior, Evaldo Gouveia e Erickson Mendes tocarão lindas canções no Céu!


Erickson Mendes destaca seu 'Cantinho Preferido', que era a Praia de Iracema:

Chistiane Luci Alves lembra, que nesta quarta-feira (29), às seis da noite, Erickson Mendes faria uma live em homenagem ao Belchior:
-  Hoje (29) ele estaria aí, cantando nosso Belchior. Mas partiu subitamente. Que triste, Erick Mendes. Siga na luz!", escreveu Chistiane Luci Alves.

Erickson Mendes nasceu em Quixadá, em 1969. Começou cantando em eventos religiosos e em 2012 iniciou sua carreira de músic…

Morre radialista Evilásio Pires

Morreu nesta quarta-feira (8) aos 50 anos, o radialista Francisco Evilásio Pires Marques, da Rádio Metropolitana AM 930 e vice-presidente da Associação Social dos Profissionais de Imprensa Municipalista do Estado do Ceará (ASPIM).

Evilásio Pires tinha problemas renais o que agravou pegar o Novo Coronavírus. Foi internado por duas vezes e nesta última não resistiu. 

Evilásio Pires era identificado pelas cores do Ceará e comandava há 30 anos o Programa Radiofônico dedicado ao Alvinegro Cearense, 'A Voz do Mais Querido'.




"Amigos recebemos na emissora a triste notícia do falecimento do nosso colega  Evilásio Pires. Nossos votos de pesar e que Deus conforte a família", lamenta o radialista Alex Oliveira.

"Nosso pesar e condolências à família do amigo Evilásio Pires", escreveu o radialista Luciano Filho.

O presidente da Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (Apcdec), Alano Maia lançou uma nota de lamento:

- Nossos sentimentos. Quando o Ev…

Morre professor Luís Campos

"Acabo de receber a triste notícia que o doutor Luís Campos faleceu. Um grande alvinegro que nunca será esquecido, um guerreiro. Força aos familiares e amigos. As pessoas nunca partem de verdade, continuam vivas e felizes em nossas melhores memórias. Em vida doutor Luís Campos foi homenageado, nosso Centro de Treinamento em Itaitinga leva seu nome".




A informação é de gerente de Tecnologia e Inovação do Ceará, Marcos Medina. Luís Queiroz de Campos, morreu neste domingo (dois), aos 95 anos.
Luís Queiroz Campos foi meu professor no Curso de Comunicação Social-Jornalismo na década de 1980 na Universidade Federal do Ceará (UFC). Para nossa turma deu aulas de Deontologia da Comunicação. Era um professor 'Caxias', mas muito querido pela turma.
Deixa saudades não só da época de professor de Jornalismo da UFC, mas principalmente como homem público do Estado do Ceará e da Cidade de Fortaleza. Chegou a ser prefeito de Fortaleza (1962-1965). Foi diretor do Banco Nacional de Habitaç…

Desembargador Jucid Peixoto do Amaral morre aos 74 anos

Morreu na tarde desta quinta-feira (9), prestes a completar 74 anos de idade, o desembargador Jucid Peixoto do Amaral. A causa da morte foi devido a um câncer que o magistrado lutava há três anos.


Durante sessão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), o presidente da Corte, desembargador Washington Araújo, propôs voto de pesar, sendo acompanhado pelos representantes do Ministério Público do Ceará, da Defensoria Pública do Ceará e da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB-CE). O Judiciário cearense também determinou luto oficial de três dias.
O desembargador Jucid Peixoto do Amaral nasceu em 16 de julho de 1946, em Fortaleza. Era filho de Cid Peixoto do Amaral e de Júlia Costa do Amaral. Ingressou na Magistratura no cargo de juiz substituto, em 21 de janeiro de 1981, assumindo a Vara Única da Comarca de Ubajara e atingiu a vitaliciedade em 21 de fevereiro de 1983, ainda na mesma unidade judiciária.

Pelo critério de antiguidade, foi promovido para a Comarca de …

Morre jornalista Carlos Augusto Rocha Cruz

A jornalista Marlyana Lima informa a morte do jornalista Carlos Augusto Rocha Cruz (Carlão). Ele morreu no final da noite de domingo (12). Carlão estava internado há um mês com problemas renais.



Trabalhei com Carlão na Rádio Universitária FM nos anos 1980-1990. Ele era muito metódico e chegou a assessorar o então senador José Pimentel (PT). Foi padrinho da minha primeira filha, Cecília Braga.

No Departamento de Radialismo Informativo da Universitária FM, Carlão fazia produção e muito boas entrevistas.

Em sua última postagem no Facebook em nove de junho passado escreveu:

- Estou com saudades das ruas, dos bares, dos amigos, dos adversários e até das visitas das Testemunhas de Jeová".


FORTALEZA ANTIGA - "É com pesar que comunicamos o falecimento na noite de domingo (12) do criador do grupo Fortaleza Antiga, Carlos Augusto Rocha Cruz. Nosso querido Carlão partiu mas nos deixou ensinamentos inestimáveis que levaremos adiante na administração desse grupo. Carlos Augusto era jornalista…