Pular para o conteúdo principal

Atriz Linn da Quebrada é a nova Consultora de Diversidade e Inclusão Ambev

É oficial! 


Lina Pereira – ou Linn da Quebrada, como é mais conhecida – está de casa nova. A cantora, atriz e compositora é a nova Consultora de Diversidade e Inclusão (D&I) da Ambev e chega para apoiar a companhia na ampliação de práticas de inclusão e visibilidade de pessoas LGBTQIAP+, especialmente da comunidade de pessoas trans e travestis.

Com uma agenda cheia para os próximos 12 meses, Lina terá um papel fundamental na área de D&I, atuando em decisões sobre projetos internos e externos da Ambev e participando de encontros com os cerca de 130 colaboradores trans da cia para identificar suas principais dores, experiências e conquistas, além da integração com todos os demais profissionais e parceiros da Ambev para discutir práticas de representatividade e inclusão.

A proposta é que Lina tenha total abertura para a construção de caminhos e iniciativas que levem a uma atuação mais inclusiva para a comunidade trans e travesti na sociedade. E ela também será uma das embaixadoras do LAGER, grupo de afinidade que discute e implementa ações voltadas para o público LGBTQIAP+, no qual terá um olhar direcionado especificamente para a luta por mais inclusão, visibilidade e oportunidade para pessoas trans.

- Essa é uma dádiva, mas também uma grande responsabilidade de pensar ações que de fato permitam que estejamos vivas e atuantes em nosso momento presente. Isso muda não o futuro, mas o aqui e agora, o presente. Estou muito feliz, muito honrada e quero conseguir ocupar esse cargo dentro da companhia da melhor maneira possível e poder mostrar não apenas nossas cicatrizes mas o quanto somos excelentes enquanto profissionais. E que o mínimo que é preciso é que haja uma oportunidade para que a gente possa mostrar muito mais e possa ser muito mais”, comenta Lina.

A iniciativa faz parte de um projeto a longo prazo, que intensifica a conversa da companhia com a comunidade LGBTQIA+, além da construção de um ambiente cada vez mais inclusivo dentro da companhia e com seus parceiros.

TRAJETÓRIA DE D&I - Não é de hoje que a Ambev reforça seu apoio e respeito à causa LGBTQIA+. Desde 2016, a companhia firmou um compromisso público com o respeito à diversidade e, desde então, tem realizado uma série de ações que vão desde apoio ao público interno e criação de diretrizes para eliminar o preconceito ou sexismo de suas marcas, até o apoio das normas de conduta da ONU para empresas que suportam direitos LGBTQIA+.

Recentemente, a Ambev anunciou que está fazendo, de forma gratuita e com todo suporte burocrático necessário, a retificação civil dos nomes de todos os colaboradores trans/travestis que desejarem. O projeto foi batizado de “Me chame pelo meu nome (e pronome também!). Além disso, a companhia também doou um valor proporcional para a Casa Neon Cunha, ONG que apoia pessoas LGBTQIAP+ em situações de vulnerabilidade, para que outras pessoas trans possam realizar este sonho.

Outras ações de apoio a comunidade trans estão sendo implementadas pelo ecossistema Ambev, como o TForma, curso que vai formar pessoas trans para trabalhar no mercado de serviço de bares, a segunda edição do projeto Brewing Love Project que vai dedicar os recursos da venda de um rótulo especial para mentoria a empreendedores TRANS e TRAVESTIS, além do apoio a edição deste ano da Feira de Empregabilidade de Pessoas Trans, e da Marcha Trans, esta última junto com sua marca BEATS.

Comentários


Comentários

Para comentários públicos, favor utilizar campo ao final da notícia, logo acima da publicidade.

Notícias mais acessadas do mês

Juiza nega pedidos de DJ Ivis

O DJ Ivis através de nota de sua assessoria jurídica informa que 'aguarda o curso da investigação e cumpre a decisão de medida protetiva, além de permanecer à disposição da Justiça'. DJ Ivis é acusado de bater na ex-esposa a arquiteta Pamella Holanda. Nesta segunda-feira (12 de julho) a juiz Maria José Sousa Rosado de Alencar negou pedido de Ivis para que fosse removido da Internet o vídeo onde aparece ele batendo em Pamella. A juiz negou também a solicitação para que Pamella fosse proibida de comentar a agressão na imprensa, 'principalmente onde cite a filha menor'. - Ela (Pamella) comunicou a imprensa fatos mentirosos relativos à violência doméstica veiculada em sites de Internet prejudicial a minha reputação", alegava DJ Ivis. - Não verifico no conteúdo divulgado qualquer conduta que ultrapasse o direito de expressão. Em isso, ocorrendo, torna-se impossível analisar o pedido, além de quer a concessão de tal pretensão, nos moldes formulados representaria ao direi

Polícia Federal prende suspeitos de golpes via Aplicativos de Mensagens

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (17/7), a Operação Swindle (Fraude, em inglês), com objetivo de desarticular grupo que realizava clonagens de números telefônicos para aplicar golpes via Aplicativo de Trocas de Mensagens. Policiais Federais cumprem cinco Mandados de Busca e Apreensão e dois Mandados de Prisão Preventiva no Maranhão e Mato Grosso do Sul expedidos pela Justiça Federal, em Brasília. O grupo abria contas bancárias falsas e utilizava contas "emprestadas” por partícipes para receber valores provenientes das fraudes aplicadas em razão do desvio dos terminais telefônicos, em que os agentes criminosos se “apossavam” das contas de WhatsApp de autoridades públicas e, fazendo-se passar por estas, solicitavam transferências bancárias das pessoas constantes de suas listas de contato. Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de de invasão de dispositivo informático, estelionato e associação criminosa, previstos nos artigos 154-A, parágrafo

Morre jornalista JL Rosa

Morreu, aos 35 anos, nesta segunda-feira (8/7/2024), em Fortaleza, o jornalista João Lucas Arruda Rosa. O Velório do corpo de JL Rosa será a partir das 13 horas desta terça-feira (9/7), na Funerária Paz Eterna (Avenida Barão de Studart, 2780-Dionísio Torres-Fortaleza-Ceará). O Sepultamento será às 16h30 desta terça-feira (9), no Cemitério São João Batista (Rua Padre Mororó-Centro-Fortaleza-Ceará). JL Rosa nasceu em 28 de dezembro de 1988. Deixa órfã a filha Amanda, de 10 anos. Com 18 anos de Fotojornalismo, JL Rosa participou de projetos em veículos de Comunicação e venceu dois prêmios nacionais da área. No período de 2019 a 2021, JL Rosa integrou a equipe de Fotografia do Grupo O Povo de Comunicação, no cargo de editor-adjunto.  Dentre os registros favoritos de JL Rosa estavam os de Esportes, como Futebol e Kitesurf.  JL Rosa colecionava imagens de atividades ao ar livre e paisagens de Fortaleza.  JL Rosa trabalhou nos jornais O Povo, Diário do Nordeste e na Câmara Municipal de Fortal

Futricas Cearenses

Felicidades do #BlogdoLauriberto , neste domingo (21 de julho de 2024), para: Jornalista Flávio Assunção Filho (foto). Jornalista Carlos Eugênio Furtado. Radialista Domingos Távora (foto). Radialista Eduardo Guilherme da Silva. Radialista Louralber Pereira Monteiro. Antônio Marcos. Claudemy Carneiro. Francisco José Pessoa. Beatriz Feitosa. Ednardo Roges.

Atlântico e Naturágua arrecadam 25 mil litros de água para vítimas das enchentes no RS

Em uma demonstração de solidariedade e compromisso social, o Instituto Atlântico, em parceria com a Naturágua, enviou doações para auxiliar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.  A indústria de água mineral cearense doou 1.250 garrafões de 20 litros de água, o que totaliza 25 mil litros, para levar água potável às pessoas que estão passando por esse momento de vulnerabilidade. O Atlântico custeou o transporte das doações. Uma carreta da RMTLog Transporte e Logística partiu em 5 de junho e chegou à capital gaúcha na última quinta-feira (13). O material foi entregue na Paróquia Santa Catarina, em Porto Alegre, que atua como ponto de coleta e distribuição de doações, além de servir como abrigo para pessoas necessitadas. O Instituto Atlântico também mobilizou sua sede, localizada no Shopping Salinas, em Fortaleza, como ponto de coleta, para que colaboradores e membros da comunidade contribuíssem com doações. Durante a campanha, foram arrecadados itens como roupas, calçados, água,

Postagens mais visitadas deste blog

Juiza nega pedidos de DJ Ivis

O DJ Ivis através de nota de sua assessoria jurídica informa que 'aguarda o curso da investigação e cumpre a decisão de medida protetiva, além de permanecer à disposição da Justiça'. DJ Ivis é acusado de bater na ex-esposa a arquiteta Pamella Holanda. Nesta segunda-feira (12 de julho) a juiz Maria José Sousa Rosado de Alencar negou pedido de Ivis para que fosse removido da Internet o vídeo onde aparece ele batendo em Pamella. A juiz negou também a solicitação para que Pamella fosse proibida de comentar a agressão na imprensa, 'principalmente onde cite a filha menor'. - Ela (Pamella) comunicou a imprensa fatos mentirosos relativos à violência doméstica veiculada em sites de Internet prejudicial a minha reputação", alegava DJ Ivis. - Não verifico no conteúdo divulgado qualquer conduta que ultrapasse o direito de expressão. Em isso, ocorrendo, torna-se impossível analisar o pedido, além de quer a concessão de tal pretensão, nos moldes formulados representaria ao direi

Polícia Federal prende suspeitos de golpes via Aplicativos de Mensagens

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (17/7), a Operação Swindle (Fraude, em inglês), com objetivo de desarticular grupo que realizava clonagens de números telefônicos para aplicar golpes via Aplicativo de Trocas de Mensagens. Policiais Federais cumprem cinco Mandados de Busca e Apreensão e dois Mandados de Prisão Preventiva no Maranhão e Mato Grosso do Sul expedidos pela Justiça Federal, em Brasília. O grupo abria contas bancárias falsas e utilizava contas "emprestadas” por partícipes para receber valores provenientes das fraudes aplicadas em razão do desvio dos terminais telefônicos, em que os agentes criminosos se “apossavam” das contas de WhatsApp de autoridades públicas e, fazendo-se passar por estas, solicitavam transferências bancárias das pessoas constantes de suas listas de contato. Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de de invasão de dispositivo informático, estelionato e associação criminosa, previstos nos artigos 154-A, parágrafo

Morre jornalista JL Rosa

Morreu, aos 35 anos, nesta segunda-feira (8/7/2024), em Fortaleza, o jornalista João Lucas Arruda Rosa. O Velório do corpo de JL Rosa será a partir das 13 horas desta terça-feira (9/7), na Funerária Paz Eterna (Avenida Barão de Studart, 2780-Dionísio Torres-Fortaleza-Ceará). O Sepultamento será às 16h30 desta terça-feira (9), no Cemitério São João Batista (Rua Padre Mororó-Centro-Fortaleza-Ceará). JL Rosa nasceu em 28 de dezembro de 1988. Deixa órfã a filha Amanda, de 10 anos. Com 18 anos de Fotojornalismo, JL Rosa participou de projetos em veículos de Comunicação e venceu dois prêmios nacionais da área. No período de 2019 a 2021, JL Rosa integrou a equipe de Fotografia do Grupo O Povo de Comunicação, no cargo de editor-adjunto.  Dentre os registros favoritos de JL Rosa estavam os de Esportes, como Futebol e Kitesurf.  JL Rosa colecionava imagens de atividades ao ar livre e paisagens de Fortaleza.  JL Rosa trabalhou nos jornais O Povo, Diário do Nordeste e na Câmara Municipal de Fortal

Futricas Cearenses

Felicidades do #BlogdoLauriberto , neste domingo (21 de julho de 2024), para: Jornalista Flávio Assunção Filho (foto). Jornalista Carlos Eugênio Furtado. Radialista Domingos Távora (foto). Radialista Eduardo Guilherme da Silva. Radialista Louralber Pereira Monteiro. Antônio Marcos. Claudemy Carneiro. Francisco José Pessoa. Beatriz Feitosa. Ednardo Roges.

Atlântico e Naturágua arrecadam 25 mil litros de água para vítimas das enchentes no RS

Em uma demonstração de solidariedade e compromisso social, o Instituto Atlântico, em parceria com a Naturágua, enviou doações para auxiliar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.  A indústria de água mineral cearense doou 1.250 garrafões de 20 litros de água, o que totaliza 25 mil litros, para levar água potável às pessoas que estão passando por esse momento de vulnerabilidade. O Atlântico custeou o transporte das doações. Uma carreta da RMTLog Transporte e Logística partiu em 5 de junho e chegou à capital gaúcha na última quinta-feira (13). O material foi entregue na Paróquia Santa Catarina, em Porto Alegre, que atua como ponto de coleta e distribuição de doações, além de servir como abrigo para pessoas necessitadas. O Instituto Atlântico também mobilizou sua sede, localizada no Shopping Salinas, em Fortaleza, como ponto de coleta, para que colaboradores e membros da comunidade contribuíssem com doações. Durante a campanha, foram arrecadados itens como roupas, calçados, água,