Pular para o conteúdo principal

Recenseadora visita 1,8 mil unidades e fatura R$ 11 mil em 2 meses

Em dois meses, Maria Margarete Bittencourt, a Marga, de Campos Novos-SC, é a recenseadora com maior produtividade dentre os 19 municípios da área de Joaçaba, Meio-Oeste do Estado. 

Ela já visitou mais de 1,8 mil domicílios e recenseou mais de 4 mil pessoas - mais de 10% da população campo novense se comparado às estimativas de 2021. O trabalho rendeu a ela mais de R$ 11 mil, fora os ganhos de 13º e férias proporcionais, já descontado o auxílio locomoção.

Com cinco dos 81 setores censitários de Campos Novos, Marga tem dois concluídos, dois em fase final e o de Ibicuí, que está em andamento. O município tem 35% dos setores concluídos e 45% em andamento. Mesmo com 62% das vagas preenchidas, Jeckesan Ferraz de Deus, ou Jeck, coordenador de área de Joaçaba, diz que Campos Novos está conseguindo manter o prazo previsto: “Apesar de tudo, nossos recenseadores estão se esforçando. Mas se não fossem perfis como o da Marga e mais uns três de alto rendimento, estaríamos fora do prazo.” Marga tem uma média de 37 unidades/dia, enquanto a média geral é de 18.

Curioso com os números de desempenho da recenseadora, Jeck foi até o vilarejo de Ibicuí, no extremo do município, conhecê-la. “Ela é tão focada, foi difícil encaixar horário na agenda da Maria Margarete.”, diz ele. Nas ruínas de uma antiga igreja registrada por Marga, Jeck gravou um bate-papo com ela, disponível em seu canal no youtube.



CLIQUE AQUI E CONHEÇA OUTROS CAMPEÕES DE COLETA DO CENSO

A lida no Censo-“Aqueles que passam por nós não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.” Esta é a mensagem que Marga repete quando fala de seu trabalho: “Todo lugar eu tento chegar com energia positiva, com o pensamento de que tudo vai dar certo. Procuro ter calma e transmitir isso, trocar energia boa. Tem pessoas que não sabem o que é, aí tem que explicar, mas eu chego de forma leve e quando vejo a pesquisa já está fluindo.”

Apesar do trecho do Pequeno Príncipe vir a calhar, nem tudo é romantizado no trabalho do recenseador. Atualmente, todo dia Marga acorda cedo, se arruma, e parte para percorrer o vilarejo de Ibicuí, local sem sinal de celular, 20 quilômetros do posto de coleta mais próximo. 

- Todo dia venho de manhã e volto à noite. Trago meu lanchinho, como aqui e faço a coleta. Faço em média 37 unidades por dia. Chego em casa às 18h, tomo um café e volto fazer as pendências na área mais urbana, com a ajuda do meu marido. Procuro fazer no mínimo 10 casas à noite.”

Focada, Marga entrou com o objetivo de juntar dinheiro: “Quando entrei, o meu foco era ganhar R$ 5 mil por mês e tenho certeza que vou ganhar R$ 5 mil ainda mês que vem. Fui vendedora, gerente de loja e sempre trabalhei com metas. É questão de se adequar com o teu trabalho e ganhar tempo para conseguir produzir.” Entre seus objetivos, propôs-se a trabalhar o período do Censo sem folga: “Faço final de semana, sábado e domingo o dia todo. São os dias que eu mais pego pessoas em casa, que elas estão disponíveis, não estão cansadas, não estão com pressa. No feriado de 7 de setembro fiz 45 questionários. Depois do Censo a gente descansa.”, completa.



Dificuldades, ausências e negativas-Além do esforço diário, Marga conta alguns casos pelos quais já passou e como teve que usar jogo de cintura para conseguir reverter: “Uma vez teve uma pessoa no interfone em um apartamento de um prédio que disse ‘não vou, não quero, não vou responder’. Entrei para entrevistar outros moradores, insisti tocando a campainha e ele falou: ‘Tá bom’. Muitas vezes, se chegar com jeito, a gente faz dar certo. Outra vez teve um morador que disse: ‘Porque não vai procurar pessoas que não têm o que fazer para fazer esta pesquisa?’ Eu expliquei que era importante, para o país, para mim, para os filhos dele, terminei o trabalho e disse a ele: ‘Eu nunca fui tão maltratada como fui na sua casa.’. Outro dia ele me encontrou na rua, parou o carro e veio pedir desculpas”.

Em muitos casos, a insistência é sinônimo de resiliência: “Uma vez teve uma mulher que eu caminhei uma quadra inteira junto com ela, porque ela não quis parar para respondever ar, e teve várias pessoas que eu via na janela que a pessoa estava e não me atendia. Depois que eles viam eu recenseando a vizinhança, aí quando batia de novo me atendiam, não sei se por ganhar confiança ou por pena de me ndando ali”.

Sobre as ausências, ela já adotou algumas estratégias: “Nos prédios que fiz, conversei com as síndicas e elas facilitaram para mim. As pessoas que eu não consigo elas passaram o telefone. Em casas que geralmente estão vazias, eu pergunto para o vizinho sobre a pessoa ao lado, porque às vezes é um filho, um irmão e você consegue. Isso ajuda a desempenhar melhor e aproveitar o tempo.”



Uma vida de superações-Há 30 anos, divorciada e mãe de duas crianças, Marga precisou correr atrás do sustento de sua família: “Fiquei sem casa quando me separei e tinha que batalhar muito para suprir as necessidades dos meus filhos. Meu sonho era ter minha casa própria”. Por 20 anos, morou em diferentes cidades – Blumenau, Anita Garibaldi, Monte Carlo e Fraiburgo – trabalhou com períodos de jornada dupla, e incluiu um extra de diarista quando o pai faleceu, para ajudar a pagar a funerária: “Foram períodos não muito fáceis, passei momentos da minha filha me pedir uma bolacha e eu não ter para dar e aprendi a ir à luta. Mas sempre tive um objetivo de vencer na vida para que os meus filhos tivessem orgulho da mãe.”

Com o passar do tempo, Marga conseguiu comprar um lote e sua casa própria, em Campos Novos, que manteve alugada enquanto trabalhava em outros municípios. Em Monte Carlo, conheceu o atual marido e dez anos depois, com os filhos crescidos e a vida mais assentada, retornou para a cidade natal. Hoje com 58 anos faz artesanato em casa, trabalha como autônoma e atua como voluntária da Rede Feminina de Combate ao Câncer. Mais recentemente, encarou o desafio de voltar a estudar depois de 40 anos para passar nos exames do treinamento para recenseadora.



Objetivos e representatividade-Para seus ganhos financeiros, Marga tem planos: “Eu e meu marido somos parceiros. Com meu trabalho já reformei a casa, ajudei a fazer uma área de festa, trocamos de carro, agora estou pensando em um pedaço de piso na área externa. Quero dar uma ajeitadinha ali e ter uma reserva para uso emergencial.”

Sobre o significado de seu trabalho no Censo, ela observa: “Me sinto feliz sendo útil para o país e para as pessoas. Vamos ter as informações, saber a condição de vida de cada cidade e de nós todos, a perspectiva de vida. Isso é muito importante na hora de reivindicar verba para nossa cidade e eu me sinto muito feliz de poder participar dessa atualização para suprir as necessidades do nosso município.”

Mesmo com as dificuldades, quanto à satisfação pessoal que encontrou no trabalho em campo, ela observa: “Eu nunca trabalhei no Censo antes, mas eu gosto muito de me comunicar, adoro conversar com as pessoas. Eu entendo que estou invadindo um pouco a privacidade da pessoa e tenho que fazer isso de maneira agradável”. E conclui: “Várias vezes eu preciso dizer: ‘Eu tenho que ir para cumprir minha meta’, mas é muito bom escutar: ‘Volta outro dia!’.”.

Com informações da Agência IBGE de Notícias.

Comentários


Comentários

Para comentários públicos, favor utilizar campo ao final da notícia, logo acima da publicidade.

Notícias mais acessadas do mês

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).

Após 13 anos, polícia prende envolvido em assalto ao BC de Fortaleza

A Polícia Militar do Distrito Federal prendeu hoje (14) Adelilno Angelim de Sousa Neto, de 36 anos, que participou de um dos maiores assaltos do Brasil: o furto ao Banco Central em Fortaleza, em 2005. Na ocasião, a quadrilha levou aproximadamente R$ 164 milhões do caixa-forte – o equivalente a três toneladas e meia de notas de dinheiro. Após 13 anos, o homem que fugiu do Ceará foi preso a 17 quilômetros do Plano Piloto – área central de Brasília. Adelino foi preso em casa, no Paranoá, bairro a 17 quilômetros do centro de Brasília, onde vivia há 5 anos. O homem, que vinha sendo monitorado pela Secretaria de Segurança Pública do DF, foi levado para o Complexo Penitenciário da Papuda e aguardará audiência de custódia. Não é a primeira vez que o suspeito é preso. Ele chegou a ser detido em Fortaleza, foi solto e depois houve um novo pedido de prisão. O furto ao Banco Central de Fortaleza, ficou conhecido no país como um crime cinematográfico. Segundo as investigações, 11 pessoas p

Orgulho Lésbico

 

Morre Rolando Boldrin

Informa o G1: O ator, cantor, compositor e apresentador da TV Cultura Rolando Boldrin morreu nesta quarta-feira aos 86 anos, em São Paulo. A causa da morte não foi informada. Ele estava internado no Hospital Albert Einstein havia 2 meses. O velório será realizado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Com mais de 60 anos de carreira na TV, Rolando Boldrin apresentou o programa musical "Sr. Brasil" por 17 anos. "Ele tirou o Brasil da Gaveta' e fez coro com os artistas mais representativos de todas as regiões do país. Em seu programa, o cenário privilegiava os artesãos brasileiros e era circundado por imagens dos artistas que fizeram a nossa história, escrita, falada e cantada, e que já viajaram, muitos deles 'fora do combinado', conforme costumava dizer Rolando", diz nota da TV Cultura. Boldrin também fez carreira na teledramaturgia. Como ator, Rolando atuou em mais de 30 novelas, como “O Direito de Nascer”; “As Pupilas do Senhor Reitor”; “Os D

Ator José Dumont é preso

Informa o jornalista Cláudio Teran : POLÍCIA PRENDE ATOR JOSÉ DUMONT -Cadeia aos 72 anos. Preso em flagrante, nesta quinta-feira (15), ele é acusado de estupro de vulnerável e do grave crime de Pedofilia. Segundo informações da TV UOL, o artista é investigado por manter um relacionamento com um fã de 12 anos. 12 anos de idade! E de guardar vídeos pornôs com crianças em seu celular, fato que a polícia constatou. O FIM DE UMA CARREIRA - Paraibano de Bananeiras, Zé Dumont ganhou fama pelo talento para fazer tipos populares. Atuou em novelas importantes da Televisão, como, "Nos Tempos do Imperador". E foi do elenco da primeira versão de "Pantanal". No filme, "O Homem que Virou Suco", vive um nordestino cuja vida pobre e anônima na construção civil do Sul o torna alguém invisível, como se nem sequer existisse. GLOBO DEMITIU NA HORA -Tão logo o fato veio à público a TV Globo demitiu José Dumont do elenco da novela Todas as Flores, que passa na Globo Play. O FIM

Postagens mais visitadas deste blog

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).

Após 13 anos, polícia prende envolvido em assalto ao BC de Fortaleza

A Polícia Militar do Distrito Federal prendeu hoje (14) Adelilno Angelim de Sousa Neto, de 36 anos, que participou de um dos maiores assaltos do Brasil: o furto ao Banco Central em Fortaleza, em 2005. Na ocasião, a quadrilha levou aproximadamente R$ 164 milhões do caixa-forte – o equivalente a três toneladas e meia de notas de dinheiro. Após 13 anos, o homem que fugiu do Ceará foi preso a 17 quilômetros do Plano Piloto – área central de Brasília. Adelino foi preso em casa, no Paranoá, bairro a 17 quilômetros do centro de Brasília, onde vivia há 5 anos. O homem, que vinha sendo monitorado pela Secretaria de Segurança Pública do DF, foi levado para o Complexo Penitenciário da Papuda e aguardará audiência de custódia. Não é a primeira vez que o suspeito é preso. Ele chegou a ser detido em Fortaleza, foi solto e depois houve um novo pedido de prisão. O furto ao Banco Central de Fortaleza, ficou conhecido no país como um crime cinematográfico. Segundo as investigações, 11 pessoas p

Orgulho Lésbico

 

Morre Rolando Boldrin

Informa o G1: O ator, cantor, compositor e apresentador da TV Cultura Rolando Boldrin morreu nesta quarta-feira aos 86 anos, em São Paulo. A causa da morte não foi informada. Ele estava internado no Hospital Albert Einstein havia 2 meses. O velório será realizado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Com mais de 60 anos de carreira na TV, Rolando Boldrin apresentou o programa musical "Sr. Brasil" por 17 anos. "Ele tirou o Brasil da Gaveta' e fez coro com os artistas mais representativos de todas as regiões do país. Em seu programa, o cenário privilegiava os artesãos brasileiros e era circundado por imagens dos artistas que fizeram a nossa história, escrita, falada e cantada, e que já viajaram, muitos deles 'fora do combinado', conforme costumava dizer Rolando", diz nota da TV Cultura. Boldrin também fez carreira na teledramaturgia. Como ator, Rolando atuou em mais de 30 novelas, como “O Direito de Nascer”; “As Pupilas do Senhor Reitor”; “Os D

Ator José Dumont é preso

Informa o jornalista Cláudio Teran : POLÍCIA PRENDE ATOR JOSÉ DUMONT -Cadeia aos 72 anos. Preso em flagrante, nesta quinta-feira (15), ele é acusado de estupro de vulnerável e do grave crime de Pedofilia. Segundo informações da TV UOL, o artista é investigado por manter um relacionamento com um fã de 12 anos. 12 anos de idade! E de guardar vídeos pornôs com crianças em seu celular, fato que a polícia constatou. O FIM DE UMA CARREIRA - Paraibano de Bananeiras, Zé Dumont ganhou fama pelo talento para fazer tipos populares. Atuou em novelas importantes da Televisão, como, "Nos Tempos do Imperador". E foi do elenco da primeira versão de "Pantanal". No filme, "O Homem que Virou Suco", vive um nordestino cuja vida pobre e anônima na construção civil do Sul o torna alguém invisível, como se nem sequer existisse. GLOBO DEMITIU NA HORA -Tão logo o fato veio à público a TV Globo demitiu José Dumont do elenco da novela Todas as Flores, que passa na Globo Play. O FIM