Pular para o conteúdo principal

Piauí termina Censo 2022 ainda em novembro

Passados 100 dias da coleta domiciliar do Censo Demográfico 2022, os Estados do Nordeste seguem com os maiores percentuais de apuração:
  • Piauí (99,6).
  • Sergipe (86,7%).
  • Rio Grande do Norte (85,9%).
  • Alagoas (84,2%).
  • Maranhão (81,2%).
  • Paraíba (80,8%).
  • Pernambuco (80,6%).
  • Bahia (74,1%).
  • Ceará (72,5%).
Nessas faixas também se destacam o Amazonas (80,8%), no Norte, e Santa Catarina (72,0%), no Sul. 

Todos acima da média nacional, que é hoje de 69,0%, mesmo alcance de Minas Gerais e Tocantins. 

Os demais estão abaixo dessa média. Nesse ritmo, não havendo imprevisto, será nordestino o primeiro Estado a concluir em novembro a Operação Censitária, que começou em 1º de agosto e deve se estender a meados de dezembro de 2022.

"Em alguns municípios, os trabalhos de coleta estão sendo feitos com apoio ou reforço de mensalistas do Censo e por servidores efetivos. Incentivos como a elevação das taxas ou faixas de remuneração e bônus por produtividade ajudaram a estimular e aumentar a produção nesta reta final", destaca Raniere Leite, coordenador operacional no Piauí, um dos estados líderes na coleta.

Superintendente do Piauí, Leonardo Passos, lista algumas ações positivas: "O engajamento de todos os servidores, o monitoramento contínuo das equipes e a intensa divulgação da operação. Merece destaque a ação administrativa para contato telefônico com todos os recenseadores convocados, garantindo um maior percentual de comparecimento às turmas de treinamento".

Em Sergipe, a coordenadora operacional, Hellie Mansur, enfatizou esforços semelhantes. "Houve incentivo aos recenseadores para trabalhar nos finais de semana, com bônus por questionário preenchido, assim como remanejamento de equipes nos municípios que estavam terminando para outros que estavam com maior atraso”.

O estado também trabalhou de forma antecipada o contato com os condomínios, onde são maiores as dificuldades do Censo. “Meses antes do início da coleta, realizamos eventos e parcerias com o Secovi-SE, visando o contato prévio com síndicos. O que nos ajudou muito. Os moradores já sabiam da nossa visita, facilitaram a recepção dos recenseadores e isso deu mais segurança a todos”, explica a superintendente do IBGE em Sergipe, Adriane Sacramento“.

Em Sergipe houve incentivo aos recenseadores para trabalhar nos finais de semana, com bônus por questionário preenchido

Também superintendente, em Alagoas, Alcides Tenório Júnior reforça o espírito coletivo: "Nosso resultado se deve ao empenho e ao profissionalismo da nossa equipe. Mantivemos um bom fluxo complementar de treinamento e contratação de recenseadores. Definimos a estratégia de dedicar mais tempo dos supervisores no acompanhamento inicial dos recenseadores, no início da coleta. Com isso, foi possível garantir melhor preparação e desenvoltura desses colegas. E, finalmente, importante citar a nossa capacidade de disseminação junto à imprensa local, com inserções constantes".

"Aqui no Rio Grande do Norte o resultado também é fruto de um conjunto articulado de ações: coordenação administrativa e técnica para garantir os recursos, as pessoas, as informações e as decisões no tempo e no lugar certo; força de trabalho de campo contratada em um contingente razoável para a cobertura; e colaboração da população, que aderiu aos apelos do IBGE para exercer o ato de cidadania, que é responder ao Censo. Também estamos realocando a força de trabalho dos locais concluídos para as áreas onde há dificuldades para a cobertura por falta de pessoal", explica Damião Ernane de Souza, superintendente do IBGE potiguar.

"Há que se comemorar porque se trata de vitórias, conquistas, superações inimagináveis para os cidadãos comuns", afirma Eduardo Rios Neto, presidente do IBGE. "Como em todos os Censos, os recenseadores trabalham lidando com externalidades que em muitos casos vão além de rotinas, além da normalidade de outras atividades profissionais", observa. "Sim, porque, para retratar um país de tamanha diversidade como o Brasil, entrevistando ricos, pobres e remediados, os recenseadores precisam recorrer a barcos, voadeiras, carros, carroças, motocicletas, bicicletas - de avião a lombo de animais", lembra Rios Neto.

O diretor de Pesquisas do IBGE, Cimar Azeredo, também comemora. "Além de cenas e imagens nacionais inesquecíveis, como a coleta de dados em aldeias indígenas, comunidades quilombolas e zonas rurais, sertanejas, pantaneiras ou ribeirinhas, o Censo 2022 vem produzindo situações e momentos de muito orgulho e muita emoção". De fato, nesse aspecto, a lista é imensa.

No Piauí, o recenseador Paulo Eugênio Moreira Santos salvou um bebê recém-nascido de um engasgo. “Acredito que Deus coloca a gente em determinado lugar. Eu já estava indo embora, no caminho de casa, quando decidi retornar por essa última casa”, declarou o servidor. Ele encontrou desesperadas a mãe da criança e uma vizinha que gritavam por socorro.

Leia aqui!

Ainda no Piauí, um pai deixou o trabalho para acompanhar o filho cadeirante no primeiro emprego como supervisor no Censo 2022: "Meu pai é minhas duas pernas", disse Francisco de Assis Moura, 28 anos, sobre o apoio do agricultor Juvenal Mendes. No início da operação, em apenas uma semana de trabalho, eles percorreram mais de 50 quarteirões nos bairros e no centro de Picos.

Leia aqui!

Também no estado, o recenseador Carlos Daniel Rodrigues da Costa Leal, está utilizando de um drone para localizar mais facilmente moradores do interior da cidade de Canto do Buriti, distante a 408 km de Teresina.

Leia aqui!

LAÇOS, AFETOS E QUESTÕES DE FAMÍLIA SÃO MARCAS FORTES NO CENSO

No Ceará, recenseadora grávida de sete meses já tem quase 800 questionários preenchidos - Shiley de Souza, 24 anos, trabalha no município de Itapipoca, interior do estado, onde se destaca numa equipe de 70 agentes. Ela está no sétimo mês de gestação de seu primeiro filho, e desde o quarto mês tem atuado no Censo 2022. “Eu estava precisando trabalhar, aí vi a oportunidade e me inscrevi. Depois que eu fiz a prova, foi que descobri que estava grávida. Aí eu não desisti não, continuei”, conta a recenseadora, que já tem quase 800 questionários realizados. Levando o pequeno Fred Arthur na barriga, Shirley percorre as ruas da cidade, de preferência de segunda a sexta-feira, em horário comercial. Porém, sempre que necessário, ela também vai à noite, em busca daquelas pessoas que estavam ausentes de seus domicílios durante o dia.

Em Rondônia, uma tribo indígena homenageou uma recenseadora dando o nome dela ao bebê-Sandy Cáseres Borges, 23 anos, estava em coleta na comunidade do Rio Negro Ocaia, em Guajará-Mirim - distante da capital dez horas de navegação em voadeira. Lá uma família da etnia Oro Nao decidiu que Sandy seria também o nome da recém-nascida. “Foi emocionante. Gostaram tanto de mim que não queriam que eu voltasse para a cidade”, diz Sandy, com merecido orgulho.

No Amazonas, mãe e filha trabalham juntas como recenseadoras-Geoconda Mendonça, 45 anos, e a filha, Geovana Mendonça, 19, colaboram uma com a outra. Ambas se destacam na coleta do Censo. Só Geoconda tem mais de 1.500 questionários aplicados. “Uma das nossas estratégias para terminar rápido o setor censitário é não perder tempo com as ausências", ensina. "Se as pessoas não estão em casa, a gente segue para a próxima casa. Daí, quando chega no final, depois que já conseguiu todos os que estavam em casa, é só focar nas ausências. A gente vem final de semana, de manhã cedo, fica até a noite, tudo para concluir o setor o mais rápido possível”, relata Geovana.

No Amapá, mãe e filho também são recenseadores - Karine Lopes do Santos, 37, e Emanuel dos Santos Marques, 17, estudam juntos. Os dois estão concluindo o ensino médio e decidiram testar os conhecimentos no processo seletivo do IBGE destinado ao Censo 2022. O setor censitário de Karine e Emanuel tem muitas palafitas, que eles acessam usando voadeiras e pontes.

Leia aqui!

Em Pernambuco, as gêmeas Yasmin e Ysabelle Cavalcanti dos Anjos, 18 anos, são parceiras na vida e no Censo-As irmãs se destacam como recenseadoras em Ribeirão. Para elas, o IBGE lhes ofereceu uma oportunidade de conquistar juntas o primeiro emprego. Após concluir o ensino médio, Yasmin e Ysabelle se inscreveram no processo seletivo para trabalhar na Zona da Mata Sul do estado, onde vivem. As duas foram aprovadas e começaram a trabalhar como recenseadoras em 1º de agosto, data inicial da coleta.

Leia aqui!




Comentários


Comentários

Para comentários públicos, favor utilizar campo ao final da notícia, logo acima da publicidade.

Notícias mais acessadas do mês

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).

Após 13 anos, polícia prende envolvido em assalto ao BC de Fortaleza

A Polícia Militar do Distrito Federal prendeu hoje (14) Adelilno Angelim de Sousa Neto, de 36 anos, que participou de um dos maiores assaltos do Brasil: o furto ao Banco Central em Fortaleza, em 2005. Na ocasião, a quadrilha levou aproximadamente R$ 164 milhões do caixa-forte – o equivalente a três toneladas e meia de notas de dinheiro. Após 13 anos, o homem que fugiu do Ceará foi preso a 17 quilômetros do Plano Piloto – área central de Brasília. Adelino foi preso em casa, no Paranoá, bairro a 17 quilômetros do centro de Brasília, onde vivia há 5 anos. O homem, que vinha sendo monitorado pela Secretaria de Segurança Pública do DF, foi levado para o Complexo Penitenciário da Papuda e aguardará audiência de custódia. Não é a primeira vez que o suspeito é preso. Ele chegou a ser detido em Fortaleza, foi solto e depois houve um novo pedido de prisão. O furto ao Banco Central de Fortaleza, ficou conhecido no país como um crime cinematográfico. Segundo as investigações, 11 pessoas p

Ator José Dumont é preso

Informa o jornalista Cláudio Teran : POLÍCIA PRENDE ATOR JOSÉ DUMONT -Cadeia aos 72 anos. Preso em flagrante, nesta quinta-feira (15), ele é acusado de estupro de vulnerável e do grave crime de Pedofilia. Segundo informações da TV UOL, o artista é investigado por manter um relacionamento com um fã de 12 anos. 12 anos de idade! E de guardar vídeos pornôs com crianças em seu celular, fato que a polícia constatou. O FIM DE UMA CARREIRA - Paraibano de Bananeiras, Zé Dumont ganhou fama pelo talento para fazer tipos populares. Atuou em novelas importantes da Televisão, como, "Nos Tempos do Imperador". E foi do elenco da primeira versão de "Pantanal". No filme, "O Homem que Virou Suco", vive um nordestino cuja vida pobre e anônima na construção civil do Sul o torna alguém invisível, como se nem sequer existisse. GLOBO DEMITIU NA HORA -Tão logo o fato veio à público a TV Globo demitiu José Dumont do elenco da novela Todas as Flores, que passa na Globo Play. O FIM

Orgulho Lésbico

 

Morre Rolando Boldrin

Informa o G1: O ator, cantor, compositor e apresentador da TV Cultura Rolando Boldrin morreu nesta quarta-feira aos 86 anos, em São Paulo. A causa da morte não foi informada. Ele estava internado no Hospital Albert Einstein havia 2 meses. O velório será realizado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Com mais de 60 anos de carreira na TV, Rolando Boldrin apresentou o programa musical "Sr. Brasil" por 17 anos. "Ele tirou o Brasil da Gaveta' e fez coro com os artistas mais representativos de todas as regiões do país. Em seu programa, o cenário privilegiava os artesãos brasileiros e era circundado por imagens dos artistas que fizeram a nossa história, escrita, falada e cantada, e que já viajaram, muitos deles 'fora do combinado', conforme costumava dizer Rolando", diz nota da TV Cultura. Boldrin também fez carreira na teledramaturgia. Como ator, Rolando atuou em mais de 30 novelas, como “O Direito de Nascer”; “As Pupilas do Senhor Reitor”; “Os D

Postagens mais visitadas deste blog

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).

Após 13 anos, polícia prende envolvido em assalto ao BC de Fortaleza

A Polícia Militar do Distrito Federal prendeu hoje (14) Adelilno Angelim de Sousa Neto, de 36 anos, que participou de um dos maiores assaltos do Brasil: o furto ao Banco Central em Fortaleza, em 2005. Na ocasião, a quadrilha levou aproximadamente R$ 164 milhões do caixa-forte – o equivalente a três toneladas e meia de notas de dinheiro. Após 13 anos, o homem que fugiu do Ceará foi preso a 17 quilômetros do Plano Piloto – área central de Brasília. Adelino foi preso em casa, no Paranoá, bairro a 17 quilômetros do centro de Brasília, onde vivia há 5 anos. O homem, que vinha sendo monitorado pela Secretaria de Segurança Pública do DF, foi levado para o Complexo Penitenciário da Papuda e aguardará audiência de custódia. Não é a primeira vez que o suspeito é preso. Ele chegou a ser detido em Fortaleza, foi solto e depois houve um novo pedido de prisão. O furto ao Banco Central de Fortaleza, ficou conhecido no país como um crime cinematográfico. Segundo as investigações, 11 pessoas p

Ator José Dumont é preso

Informa o jornalista Cláudio Teran : POLÍCIA PRENDE ATOR JOSÉ DUMONT -Cadeia aos 72 anos. Preso em flagrante, nesta quinta-feira (15), ele é acusado de estupro de vulnerável e do grave crime de Pedofilia. Segundo informações da TV UOL, o artista é investigado por manter um relacionamento com um fã de 12 anos. 12 anos de idade! E de guardar vídeos pornôs com crianças em seu celular, fato que a polícia constatou. O FIM DE UMA CARREIRA - Paraibano de Bananeiras, Zé Dumont ganhou fama pelo talento para fazer tipos populares. Atuou em novelas importantes da Televisão, como, "Nos Tempos do Imperador". E foi do elenco da primeira versão de "Pantanal". No filme, "O Homem que Virou Suco", vive um nordestino cuja vida pobre e anônima na construção civil do Sul o torna alguém invisível, como se nem sequer existisse. GLOBO DEMITIU NA HORA -Tão logo o fato veio à público a TV Globo demitiu José Dumont do elenco da novela Todas as Flores, que passa na Globo Play. O FIM

Orgulho Lésbico

 

Morre Rolando Boldrin

Informa o G1: O ator, cantor, compositor e apresentador da TV Cultura Rolando Boldrin morreu nesta quarta-feira aos 86 anos, em São Paulo. A causa da morte não foi informada. Ele estava internado no Hospital Albert Einstein havia 2 meses. O velório será realizado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Com mais de 60 anos de carreira na TV, Rolando Boldrin apresentou o programa musical "Sr. Brasil" por 17 anos. "Ele tirou o Brasil da Gaveta' e fez coro com os artistas mais representativos de todas as regiões do país. Em seu programa, o cenário privilegiava os artesãos brasileiros e era circundado por imagens dos artistas que fizeram a nossa história, escrita, falada e cantada, e que já viajaram, muitos deles 'fora do combinado', conforme costumava dizer Rolando", diz nota da TV Cultura. Boldrin também fez carreira na teledramaturgia. Como ator, Rolando atuou em mais de 30 novelas, como “O Direito de Nascer”; “As Pupilas do Senhor Reitor”; “Os D