Pular para o conteúdo principal

CEO da Kora revela como chegou ao Mercado de Capitais


Carmen Pompeu, do TrendsCE

“Casado, pai e quebrado”. Esse era o status de Victor Moreira (foto Rogério Lima), em 2013, aos 25 anos de idade. O hospital da família, a Otoclínica, localizado na Avenida Antônio Sales, em Fortaleza, não tinha dinheiro para honrar a folha de funcionários e, tampouco, pagar os fornecedores. Foi quando ele pediu um voto de confiança ao pai, o médico José Iramar da Rocha Moreira, colocou uma pasta debaixo do braço e foi até a Avenida Paulista, em São Paulo, tentar livrar a empresa da bancarrota. Conseguiu.

Desde 2021, o Grupo OTO integra a Companhia Kora Saúde Participações S.A., um dos maiores grupos hospitalares do país, que possui sete hospitais no Espírito Santo, três no Ceará, dois no Tocantins e está presente ainda no Mato Grosso, Distrito Federal e Goiás. E, hoje, Victor Moreira, aos 34 anos, é o CEO da empresa.

Atualmente, os planos são de crescer ainda mais. “A gente está com um projeto gigante para o nosso Estado. A ideia é que a gente mude a saúde do Estado do Ceará”, revelou.

Victor Moreira foi um dos palestrantes do Trends Experience – 3ª edição, realizada em junho deste ano. Ele compartilhou com os participantes do evento como, em nove anos, conseguiu sair do estado de quase falência para o de um dos jovens empresários mais bem-sucedidos do Brasil.

A Otoclínica foi fundada em 1991 pelo doutor Iramar, fruto de “um sonho grande”, segundo fez questão de destacar o palestrante. Isso porque para que o empreendimento virasse realidade, o médico precisou se desfazer do único bem da família, uma casa localizada em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Com o dinheiro da venda, doutor Iramar comprou um terreno na Avenida Antônio Sales, na Aldeota, bairro nobre da capital cearense, contratou um arquiteto e disse-lhe: quero que você projete um hospital. “O cara deve ter pensado que o papai era doido, porque não tinha recurso para fazer uma casa, quem dirá um hospital”, comentou Victor. Mas fez.

Assim nasceu a Otoclínica. “Sonho de um médico que saiu de Caucaia, que sempre teve um espírito empreendedor, nos fez pensar grande e foi o meu mentor, de me colocar no dia-a-dia da organização”, disse Victor Moreira.

Dificuldades - A família passou por momentos difíceis. “A gente sabia que o mercado era complicado. O setor de saúde é muito regulado. Existe uma concentração de fonte pagadora”, comentou. Segundo ele, nos hospitais, geralmente, 95% das receitas estão concentrados em três a quatro clientes, que são as operadoras de Saúde.

- Toda empresa familiar passa por um momento de crescimento e, muitas vezes, por insegurança. Quando foi por volta de 2012, a gente começa a crescer e percebe que a empresa vai ficando maior do que as nossas mãos. E resolve trazer profissionais do mercado para dentro dessa organização”.

- Foi quando passamos por um período, que foi a virada de chave do meu lado pessoal e profissional. Em 2013, passamos por um clima muito ruim. A gente entrou numa crise financeira gigante. Foi quando minha esposa me contou que estava grávida. De repente, eu me descobri casado, pai e quebrado. Foi um momento de desespero; muito complicado”, descreveu Victor.

Mas, como mar calmo não faz bom marinheiro, foi na dificuldade que Victor Moreira amadureceu pessoal e profissionalmente. “Sem esse momento, eu tenho certeza, a gente não estaria onde está”, afirmou.

Com os dados financeiros do hospital numa pasta, o empresário foi procurar ajuda de um especialista em São Paulo. “Um japonês. Eu nunca mais esqueço. Era um senhor. Ele virou a cabeça de um lado para o outro, fazendo sinal de negativo, e disse que a gente precisava vender a empresa a qualquer custo. Foi quando a família se reuniu, e eu pedi uma oportunidade”, disse.

Victor Moreira dedicou-se integralmente à empresa. “A gente passou por um processo de transformação. Lógico que a gente teve que contratar consultoria, além de fazer mudança dos gestores”, informou.

Um outro ensinamento que trouxe a crise, de acordo com Victor, foi o de que nem sempre a solução passa por cortar custos. 

- A gente aprende que custo é igual a unha. Tem que cortar e cortar. Mas chega a um ponto que não tem de onde tirar. Você tem que buscar receita”, destacou.

Inovação - “Custo é importante. Mas crescimento e inovação são mais ainda. Foi quando a gente percebeu que precisava trazer novos serviços, novos produtos e colocar novos pontos de atendimento; agregar e adquirir novas clínicas; trazer parcerias novas”.

Isso aconteceu em 2015. A partir daí, contou Victor Moreira, tudo começou a melhorar. Aconselhado por um professor do curso de especialização, ele contratou os serviços de uma consultoria externa.

Até aquele ano, a legislação brasileira não permitia o investimento de capital estrangeiro nos hospitais nacionais. Com o advento da Lei Federal nº 13.097, de 19 de janeiro de 2015, consolidou-se o entendimento de que a participação de capitais estrangeiros na assistência à saúde no Brasil passou a ser permitida, sem restrições.

Foi então que a família começou a expandir o negócio e quando começou a operação de fusão com a Kora Saúde. “Passamos dois anos negociando. E hoje eu me sinto muito orgulhoso de ter sido escolhido para fazer parte dessa consolidação junto com eles”, disse.

Em outubro de 2021, a Camburi Participações, subsidiária integral da Kora Saúde, celebrou um contrato de compra e venda de quotas e outras avenças para a aquisição de 80% da empresa Grupo OTO e formação de uma sociedade com acionistas fundadores do Grupo OTO na operação de todas as atividades da Companhia no Ceará.

Grupo OTO - Atualmente, o Grupo OTO é um dos maiores e mais tradicionais grupos hospitalares do Ceará, presente nos municípios de Fortaleza e Caucaia.

O Hospital Otoclinica Matriz conta com 194 leitos, sendo 44 leitos de UTI, 11 salas de cirurgia, hemodinâmica e parque completo de diagnósticos. Além do hospital, o grupo conta com um centro avançado com pronto atendimento, consultórios e hospital dia na Região Sul da cidade, 6 unidades de análises clínicas, 4 unidades de imagem.

O preço de aquisição de R$ 248 milhões ficou e ser pago da seguinte forma: R$ 140 milhões à vista, na data de fechamento; R$ 79 milhões a prazo ao longo dos próximos 6 anos; e R$ 29 milhões por meio de troca de ações das participações da Kora Saúde nos Hospitais Gastroclinica e Hospital São Mateus (ambos localizados em Fortaleza) que serão incorporados ao Grupo OTO no qual a Kora passou a deter 80% das ações e os acionistas fundadores do Grupo OTO os outros 20% de participação.

O fechamento da operação ficou sujeito ao cumprimento de certas condições precedentes usuais para operações da mesma natureza. O preço de aquisição, por sua vez, submeteu-se a ajuste com base na variação do endividamento líquido e capital de giro do Grupo OTO verificados na data de fechamento da transação.

Além da Otoclínica, a Kora Saúde concluiu 3 grandes aquisições em Fortaleza e criou o maior grupo hospitalar do Ceará, totalizando 449 leitos. A Companhia inaugurou sua presença no estado tornando-se líder de mercado e contando com uma operação que já nasceu robusta e pautada pela excelência médica, com hospitais referências em diversas especialidades.

O Grupo OTO, então, passou a ser composto pelo Hospital Otoclinica Matriz (194 leitos), Hospital São Mateus (150 leitos) e o Hospital Gastroclínica (105 leitos), além de unidades avançadas de pronto atendimento, unidades de análises clínicas e de imagem.

Comentários


Comentários

Para comentários públicos, favor utilizar campo ao final da notícia, logo acima da publicidade.

Notícias mais acessadas do mês

Polícia Federal prende suspeitos de golpes via Aplicativos de Mensagens

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (17/7), a Operação Swindle (Fraude, em inglês), com objetivo de desarticular grupo que realizava clonagens de números telefônicos para aplicar golpes via Aplicativo de Trocas de Mensagens. Policiais Federais cumprem cinco Mandados de Busca e Apreensão e dois Mandados de Prisão Preventiva no Maranhão e Mato Grosso do Sul expedidos pela Justiça Federal, em Brasília. O grupo abria contas bancárias falsas e utilizava contas "emprestadas” por partícipes para receber valores provenientes das fraudes aplicadas em razão do desvio dos terminais telefônicos, em que os agentes criminosos se “apossavam” das contas de WhatsApp de autoridades públicas e, fazendo-se passar por estas, solicitavam transferências bancárias das pessoas constantes de suas listas de contato. Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de de invasão de dispositivo informático, estelionato e associação criminosa, previstos nos artigos 154-A, parágrafo

Juiza nega pedidos de DJ Ivis

O DJ Ivis através de nota de sua assessoria jurídica informa que 'aguarda o curso da investigação e cumpre a decisão de medida protetiva, além de permanecer à disposição da Justiça'. DJ Ivis é acusado de bater na ex-esposa a arquiteta Pamella Holanda. Nesta segunda-feira (12 de julho) a juiz Maria José Sousa Rosado de Alencar negou pedido de Ivis para que fosse removido da Internet o vídeo onde aparece ele batendo em Pamella. A juiz negou também a solicitação para que Pamella fosse proibida de comentar a agressão na imprensa, 'principalmente onde cite a filha menor'. - Ela (Pamella) comunicou a imprensa fatos mentirosos relativos à violência doméstica veiculada em sites de Internet prejudicial a minha reputação", alegava DJ Ivis. - Não verifico no conteúdo divulgado qualquer conduta que ultrapasse o direito de expressão. Em isso, ocorrendo, torna-se impossível analisar o pedido, além de quer a concessão de tal pretensão, nos moldes formulados representaria ao direi

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).

Futricas Cearenses

Na edição 1448, de 15 a 20 de fevereiro de 2024, do Jornalistas & Cia.

Beto Studart e Fernando Ximenes lançam Campanha Coisas Boas do Brasil

Empresários Beto Studart- @betostudart   e Fernando Ximenes- @fernandoximenes8   lançam pelo Instagram a Campanha 'Coisas Boas do Brasil'. - As Energias Renováveis são Coisas Boas do Brasil, sendo nosso País campeão mundial em Energias Renováveis", destaca a Campanha. Brasil gerou 70.206 megawatts médios de Energia em 2023 a partir das suas Usinas Hidrelétricas, Eólicas, Solares, Biomassa e Biogás esse volume representa 93,1% de toda a Eletricidade produzida em 2023 no Sistema Interligado Nacional de Energia Elétrica (SIN), o maior porcentual do Mundo. Nenhum País do Mundo produz 93,1% de sua carga com Energias Renováveis. Muitos Países tentam chegar a 30%, além das Fontes Eólicas, Hidroelétricas e Solares. As Fontes Energéticas Renováveis do Agronegócio são: Biomassa. Biogás.  Em nenhum País do Mundo, existe tanta potencialidade e ambas têm muita energia e potencial para explorar. - Em pouco tempo, o Brasil terá superavit com Energias através de suas Fontes Renovaveis: B

Postagens mais visitadas deste blog

Polícia Federal prende suspeitos de golpes via Aplicativos de Mensagens

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (17/7), a Operação Swindle (Fraude, em inglês), com objetivo de desarticular grupo que realizava clonagens de números telefônicos para aplicar golpes via Aplicativo de Trocas de Mensagens. Policiais Federais cumprem cinco Mandados de Busca e Apreensão e dois Mandados de Prisão Preventiva no Maranhão e Mato Grosso do Sul expedidos pela Justiça Federal, em Brasília. O grupo abria contas bancárias falsas e utilizava contas "emprestadas” por partícipes para receber valores provenientes das fraudes aplicadas em razão do desvio dos terminais telefônicos, em que os agentes criminosos se “apossavam” das contas de WhatsApp de autoridades públicas e, fazendo-se passar por estas, solicitavam transferências bancárias das pessoas constantes de suas listas de contato. Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de de invasão de dispositivo informático, estelionato e associação criminosa, previstos nos artigos 154-A, parágrafo

Juiza nega pedidos de DJ Ivis

O DJ Ivis através de nota de sua assessoria jurídica informa que 'aguarda o curso da investigação e cumpre a decisão de medida protetiva, além de permanecer à disposição da Justiça'. DJ Ivis é acusado de bater na ex-esposa a arquiteta Pamella Holanda. Nesta segunda-feira (12 de julho) a juiz Maria José Sousa Rosado de Alencar negou pedido de Ivis para que fosse removido da Internet o vídeo onde aparece ele batendo em Pamella. A juiz negou também a solicitação para que Pamella fosse proibida de comentar a agressão na imprensa, 'principalmente onde cite a filha menor'. - Ela (Pamella) comunicou a imprensa fatos mentirosos relativos à violência doméstica veiculada em sites de Internet prejudicial a minha reputação", alegava DJ Ivis. - Não verifico no conteúdo divulgado qualquer conduta que ultrapasse o direito de expressão. Em isso, ocorrendo, torna-se impossível analisar o pedido, além de quer a concessão de tal pretensão, nos moldes formulados representaria ao direi

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).

Futricas Cearenses

Na edição 1448, de 15 a 20 de fevereiro de 2024, do Jornalistas & Cia.

Beto Studart e Fernando Ximenes lançam Campanha Coisas Boas do Brasil

Empresários Beto Studart- @betostudart   e Fernando Ximenes- @fernandoximenes8   lançam pelo Instagram a Campanha 'Coisas Boas do Brasil'. - As Energias Renováveis são Coisas Boas do Brasil, sendo nosso País campeão mundial em Energias Renováveis", destaca a Campanha. Brasil gerou 70.206 megawatts médios de Energia em 2023 a partir das suas Usinas Hidrelétricas, Eólicas, Solares, Biomassa e Biogás esse volume representa 93,1% de toda a Eletricidade produzida em 2023 no Sistema Interligado Nacional de Energia Elétrica (SIN), o maior porcentual do Mundo. Nenhum País do Mundo produz 93,1% de sua carga com Energias Renováveis. Muitos Países tentam chegar a 30%, além das Fontes Eólicas, Hidroelétricas e Solares. As Fontes Energéticas Renováveis do Agronegócio são: Biomassa. Biogás.  Em nenhum País do Mundo, existe tanta potencialidade e ambas têm muita energia e potencial para explorar. - Em pouco tempo, o Brasil terá superavit com Energias através de suas Fontes Renovaveis: B