Pular para o conteúdo principal

Construtora Mota Machado anuncia 1º rebranding da marca em 56 anos


Em um momento estratégico, de contínuas mudanças no Mercado Imobiliário Nacional, com um setor constantemente aquecido, a Mota Machado, referência na construção civil há 56 anos, está lançando sua nova marca. Esta é a primeira vez, em mais de 56 anos de história, que a empresa realiza um reposicionamento de sua identidade. A construtora pretende, com a mudança, refletir o atual e futuro momento da Mota Machado, reforçando seu legado e fortalecendo a inovação através de novos posicionamentos.

Com o slogan da campanha ‘A Mota Machado mudou, mas continua igual a você: diferente’, a empresa amplia a sua visão de uma construtora preocupada em construir caminhos para o morar bem, e apresenta para o mercado com ainda mais afinco um de seus principais pilares: as práticas de sustentabilidade, mostrando o cuidado e sensibilidade com o colaborador, além da experiência de fazer o que é certo para o cliente, parceiros e a comunidade.


A nova marca é assinada pelo escritório paulista Ana Couto, que possui em seu portfólio o trabalho com grandes marcas. A identidade conversa sobre uma evolução de propósito, e o reforço da personalidade única da empresa, trazendo quatro diretrizes estratégicas: Capricho por todo o caminho; ASG é nossa bússola; Evoluímos a partir das pessoas e Ecossistema robusto, a partir de qual a construtora inicia uma nova página da sua história.

- A Mota Machado é uma empresa que tem alma, ela é autêntica, sensível, inquieta e responsável. Nossa decisão para o rebranding foi baseada nesse constante desejo de aprimorar nossa atuação e fazer ainda melhor para o mercado e todos os envolvidos”, destaca Rafaela Machado (foto Rogério Lima), segunda geração da construtora e diretora de marketing, inovação e sucesso do cliente.

- Nossa visão madura nos levou a este momento, a um legado único, onde sabemos onde queremos chegar e que nada seria possível se não tivéssemos ao nosso lado esse tempo todo nossa equipe de profissionais qualificados e experientes. Essa é a base do nosso sucesso, e a eles dedico o nosso mais profundo agradecimento”, comentou Assis Machado, presidente da Mota Machado (foto Rogério Lima).

Legado que se sustenta: 
A nova marca da construtora também vem em um momento ímpar, em que deseja reforçar ainda mais a imagem institucional no mercado de imóveis. A empresa, que já possui mais de 300 empreendimentos construídos em três estados do Nordeste - Ceará, Maranhão e Piauí -, sabe o quanto é importante mostrar para o mercado o bom trabalho, alinhado ao seu bom desempenho, o que é fortalecido por suas tantas premiações estaduais, regionais e nacionais.

- Nós queremos estar entre as melhores, e não as maiores”, é o que destaca o empresário Assis Machado, reforçando como a empresa durante todas essas décadas esteve preocupada em construir um legado de qualidade e responsabilidade com o cliente.

Desenhando a nova marca:
 A construção do novo posicionamento estratégico dialoga com uma marca que está em constante ascensão e movimentação, onde a identidade visual precisa caminhar junto e resumir o novo momento que a empresa está passando. Entre as características, estão a permanência da cor vermelha, já consolidada com a marca, trazendo-a em dois tons diferentes. Agora, os dois MM se complementam, entrelaçados um ao outro. “Cada sobrenome da marca carrega uma força, e essas duas forças se complementam, para construir relacionamentos duradouros”, é o que explica o material da nova identidade.

Sobre a Mota Machado: Com 56 anos no mercado, a Mota Machado constrói empreendimentos de alto padrão com foco no propósito de construir caminhos para o morar bem. A empresa, referência no segmento imobiliário, já construiu e entregou mais de 3 milhões de m². Pautando-se pelos valores de ética, agilidade, pertencimento e excelência, sua política de qualidade consiste em desenvolver produtos e serviços de acordo com o jeito Mota Machado de construir: eficientes, que melhorem continuamente, priorizem a sustentabilidade, valorizem os colaboradores, proporcionando retorno aos acionistas, e encantando o cliente em toda a sua jornada.

Conquistando pela quarta vez o Certificado Great Place to Work 2024 (GPTW) em âmbito regional e nacional, a Mota Machado está presente nas capitais Fortaleza, São Luís e Teresina. Entre os selos obtidos pela construtora estão a de Construtora do Ano (2022 e 2023), entregue pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon-CE), que destaca a atuação da Mota Machado na construção civil; certificação ambiental Fator Verde Nível Diamante, entregue pela Prefeitura de Fortaleza, que reconhece construções com projetos e ações sustentáveis; e o Selo EDGE, da International Finance Corporation (IFC), órgão do Banco Mundial que certifica a sustentabilidade de empreendimentos.

Saiba mais em: motamachado.com.br 

Comentários


Comentários

Para comentários públicos, favor utilizar campo ao final da notícia, logo acima da publicidade.

Notícias mais acessadas do mês

Juiza nega pedidos de DJ Ivis

O DJ Ivis através de nota de sua assessoria jurídica informa que 'aguarda o curso da investigação e cumpre a decisão de medida protetiva, além de permanecer à disposição da Justiça'. DJ Ivis é acusado de bater na ex-esposa a arquiteta Pamella Holanda. Nesta segunda-feira (12 de julho) a juiz Maria José Sousa Rosado de Alencar negou pedido de Ivis para que fosse removido da Internet o vídeo onde aparece ele batendo em Pamella. A juiz negou também a solicitação para que Pamella fosse proibida de comentar a agressão na imprensa, 'principalmente onde cite a filha menor'. - Ela (Pamella) comunicou a imprensa fatos mentirosos relativos à violência doméstica veiculada em sites de Internet prejudicial a minha reputação", alegava DJ Ivis. - Não verifico no conteúdo divulgado qualquer conduta que ultrapasse o direito de expressão. Em isso, ocorrendo, torna-se impossível analisar o pedido, além de quer a concessão de tal pretensão, nos moldes formulados representaria ao direi

Polícia Federal prende suspeitos de golpes via Aplicativos de Mensagens

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (17/7), a Operação Swindle (Fraude, em inglês), com objetivo de desarticular grupo que realizava clonagens de números telefônicos para aplicar golpes via Aplicativo de Trocas de Mensagens. Policiais Federais cumprem cinco Mandados de Busca e Apreensão e dois Mandados de Prisão Preventiva no Maranhão e Mato Grosso do Sul expedidos pela Justiça Federal, em Brasília. O grupo abria contas bancárias falsas e utilizava contas "emprestadas” por partícipes para receber valores provenientes das fraudes aplicadas em razão do desvio dos terminais telefônicos, em que os agentes criminosos se “apossavam” das contas de WhatsApp de autoridades públicas e, fazendo-se passar por estas, solicitavam transferências bancárias das pessoas constantes de suas listas de contato. Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de de invasão de dispositivo informático, estelionato e associação criminosa, previstos nos artigos 154-A, parágrafo

Morre jornalista JL Rosa

Morreu, aos 35 anos, nesta segunda-feira (8/7/2024), em Fortaleza, o jornalista João Lucas Arruda Rosa. O Velório do corpo de JL Rosa será a partir das 13 horas desta terça-feira (9/7), na Funerária Paz Eterna (Avenida Barão de Studart, 2780-Dionísio Torres-Fortaleza-Ceará). O Sepultamento será às 16h30 desta terça-feira (9), no Cemitério São João Batista (Rua Padre Mororó-Centro-Fortaleza-Ceará). JL Rosa nasceu em 28 de dezembro de 1988. Deixa órfã a filha Amanda, de 10 anos. Com 18 anos de Fotojornalismo, JL Rosa participou de projetos em veículos de Comunicação e venceu dois prêmios nacionais da área. No período de 2019 a 2021, JL Rosa integrou a equipe de Fotografia do Grupo O Povo de Comunicação, no cargo de editor-adjunto.  Dentre os registros favoritos de JL Rosa estavam os de Esportes, como Futebol e Kitesurf.  JL Rosa colecionava imagens de atividades ao ar livre e paisagens de Fortaleza.  JL Rosa trabalhou nos jornais O Povo, Diário do Nordeste e na Câmara Municipal de Fortal

Atlântico e Naturágua arrecadam 25 mil litros de água para vítimas das enchentes no RS

Em uma demonstração de solidariedade e compromisso social, o Instituto Atlântico, em parceria com a Naturágua, enviou doações para auxiliar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.  A indústria de água mineral cearense doou 1.250 garrafões de 20 litros de água, o que totaliza 25 mil litros, para levar água potável às pessoas que estão passando por esse momento de vulnerabilidade. O Atlântico custeou o transporte das doações. Uma carreta da RMTLog Transporte e Logística partiu em 5 de junho e chegou à capital gaúcha na última quinta-feira (13). O material foi entregue na Paróquia Santa Catarina, em Porto Alegre, que atua como ponto de coleta e distribuição de doações, além de servir como abrigo para pessoas necessitadas. O Instituto Atlântico também mobilizou sua sede, localizada no Shopping Salinas, em Fortaleza, como ponto de coleta, para que colaboradores e membros da comunidade contribuíssem com doações. Durante a campanha, foram arrecadados itens como roupas, calçados, água,

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).

Postagens mais visitadas deste blog

Juiza nega pedidos de DJ Ivis

O DJ Ivis através de nota de sua assessoria jurídica informa que 'aguarda o curso da investigação e cumpre a decisão de medida protetiva, além de permanecer à disposição da Justiça'. DJ Ivis é acusado de bater na ex-esposa a arquiteta Pamella Holanda. Nesta segunda-feira (12 de julho) a juiz Maria José Sousa Rosado de Alencar negou pedido de Ivis para que fosse removido da Internet o vídeo onde aparece ele batendo em Pamella. A juiz negou também a solicitação para que Pamella fosse proibida de comentar a agressão na imprensa, 'principalmente onde cite a filha menor'. - Ela (Pamella) comunicou a imprensa fatos mentirosos relativos à violência doméstica veiculada em sites de Internet prejudicial a minha reputação", alegava DJ Ivis. - Não verifico no conteúdo divulgado qualquer conduta que ultrapasse o direito de expressão. Em isso, ocorrendo, torna-se impossível analisar o pedido, além de quer a concessão de tal pretensão, nos moldes formulados representaria ao direi

Polícia Federal prende suspeitos de golpes via Aplicativos de Mensagens

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (17/7), a Operação Swindle (Fraude, em inglês), com objetivo de desarticular grupo que realizava clonagens de números telefônicos para aplicar golpes via Aplicativo de Trocas de Mensagens. Policiais Federais cumprem cinco Mandados de Busca e Apreensão e dois Mandados de Prisão Preventiva no Maranhão e Mato Grosso do Sul expedidos pela Justiça Federal, em Brasília. O grupo abria contas bancárias falsas e utilizava contas "emprestadas” por partícipes para receber valores provenientes das fraudes aplicadas em razão do desvio dos terminais telefônicos, em que os agentes criminosos se “apossavam” das contas de WhatsApp de autoridades públicas e, fazendo-se passar por estas, solicitavam transferências bancárias das pessoas constantes de suas listas de contato. Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de de invasão de dispositivo informático, estelionato e associação criminosa, previstos nos artigos 154-A, parágrafo

Morre jornalista JL Rosa

Morreu, aos 35 anos, nesta segunda-feira (8/7/2024), em Fortaleza, o jornalista João Lucas Arruda Rosa. O Velório do corpo de JL Rosa será a partir das 13 horas desta terça-feira (9/7), na Funerária Paz Eterna (Avenida Barão de Studart, 2780-Dionísio Torres-Fortaleza-Ceará). O Sepultamento será às 16h30 desta terça-feira (9), no Cemitério São João Batista (Rua Padre Mororó-Centro-Fortaleza-Ceará). JL Rosa nasceu em 28 de dezembro de 1988. Deixa órfã a filha Amanda, de 10 anos. Com 18 anos de Fotojornalismo, JL Rosa participou de projetos em veículos de Comunicação e venceu dois prêmios nacionais da área. No período de 2019 a 2021, JL Rosa integrou a equipe de Fotografia do Grupo O Povo de Comunicação, no cargo de editor-adjunto.  Dentre os registros favoritos de JL Rosa estavam os de Esportes, como Futebol e Kitesurf.  JL Rosa colecionava imagens de atividades ao ar livre e paisagens de Fortaleza.  JL Rosa trabalhou nos jornais O Povo, Diário do Nordeste e na Câmara Municipal de Fortal

Atlântico e Naturágua arrecadam 25 mil litros de água para vítimas das enchentes no RS

Em uma demonstração de solidariedade e compromisso social, o Instituto Atlântico, em parceria com a Naturágua, enviou doações para auxiliar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.  A indústria de água mineral cearense doou 1.250 garrafões de 20 litros de água, o que totaliza 25 mil litros, para levar água potável às pessoas que estão passando por esse momento de vulnerabilidade. O Atlântico custeou o transporte das doações. Uma carreta da RMTLog Transporte e Logística partiu em 5 de junho e chegou à capital gaúcha na última quinta-feira (13). O material foi entregue na Paróquia Santa Catarina, em Porto Alegre, que atua como ponto de coleta e distribuição de doações, além de servir como abrigo para pessoas necessitadas. O Instituto Atlântico também mobilizou sua sede, localizada no Shopping Salinas, em Fortaleza, como ponto de coleta, para que colaboradores e membros da comunidade contribuíssem com doações. Durante a campanha, foram arrecadados itens como roupas, calçados, água,

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).