Pular para o conteúdo principal

Pesquisadores desenvolvem pia portátil

Lavar as mãos com água e sabão, uma recomendação simples e fundamental para prevenir-se contra o Novo Coronavírus, pode ser algo trivial no senso comum. Para a população em situação de rua, no entanto, essa ação pode se tornar um grande desafio. Em contexto de extrema vulnerabilidade social, com dificuldade para práticas de higiene pessoal e insegurança alimentar, esse grupo está constantemente exposto ao risco de contágio da Covid-19.


Pensando em mitigar esse quadro, pesquisadores da Universidade Federal do Ceará (UFC) e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), em parceria com integrantes de organizações sociais como o Coletivo ArRUaça e o Instituto Compartilha, desenvolveram uma pia portátil para ser usada por essas pessoas na higiene das mãos.

Nomeado Mó Limpeza, o dispositivo se constitui a partir de dois recipientes plásticos montados em uma estrutura de metalon – espécie de tubo de aço-carbono comum com costura – de 85 centímetros de altura por 75 centímetros de largura.

Independente de sistemas de água e esgoto, a pia possui um mecanismo de acionamento de água e sabão feito através de pedais. Com capacidade de armazenamento de 200 litros, os recipientes são abastecidos com um sistema de bomba artesanal e uma mangueira. O custo geral para a montagem da pia é de cerca de R$ 500,00.

“A tecnologia é muito simples; os principais destaques são a leveza da estrutura, o que facilita o transporte, e a facilidade de poder acionar água e sabão através de pedais para evitar a contaminação pelo toque. Além disso, traz dignidade e promove a equidade, levando o direito básico de lavar as mãos para essa parcela da população que já tem tantos direitos suprimidos”, comenta a professora Verônica Castelo Branco, uma das desenvolvedoras do projeto.


Até agora foram instaladas três pias na Capital: uma na calçada da sede de uma instituição religiosa que realiza doação de sopas para pessoas em situação de rua, localizada na rua Assunção, no Centro, e outra na frente do Liceu do Ceará, no bairro Jacarecanga.

A terceira pia foi montada em frente a uma loja de materiais de construção localizada na rua Tristão Gonçalves, no Centro, local que também recebe um grande número de pessoas em vulnerabilidade.

“As pias estão sendo idealizadas para, do ponto de vista de produto, poder ser usadas em vários ambientes, além de atender a população em situação de rua em diversos locais da cidade”, explica. Versátil, a invenção poderá ser adotada como estratégia de higiene até mesmo depois da pandemia. “No futuro, [as pias] podem ser utilizadas em estacionamentos, bancos, pontos de ônibus, campi de universidades e até em festas públicas”, projeta Verônica.

Segundo estimativas do Coletivo ArRUaça, os três primeiros protótipos em funcionamento já beneficiam cerca de 400 pessoas diariamente. A opinião do público-alvo do projeto também está sendo coletada, a fim de servir como base para aperfeiçoamento do dispositivo. “A receptividade tem sido excelente. Os usuários contribuem com opiniões sobre a vazão de água, a facilidade de usar os pedais, entre outras coisas. De forma geral, sentem-se felizes por ter acesso a esse direito básico”, revela a pesquisadora.


PARCERIAS – A cooperação entre áreas de saber e instituições marca o projeto das pias Mó Limpeza. A Profª Verônica Castelo Branco, do Departamento de Engenharia de Transportes da UFC, e o Prof. Pedro Medeiros, do Curso de Engenharia Sanitária e Ambiental do IFCE, atuaram na verificação dos conceitos de engenharia hidráulica da pia.

Já as docentes Camila Barros e Mariana Xavier, do Curso de Design da UFC, realizaram a identidade visual e o assessoramento de marketing do projeto e o desenvolvimento do produto, respectivamente.

Sobre o impacto do projeto para a formação dos alunos de Design, comenta a professora Mariana Xavier, coordenadora do Ponto, escritório-modelo do Curso de Design da UFC: “É de grande aprendizado não só do ponto de vista do desenvolvimento de projetos mas também da perspectiva pessoal e política. Quando a gente fala em design, sempre pensa com um olhar voltado para o outro, então é muito importante os estudantes irem para esse lugar que não é o deles, o que faz com que fiquem muito mais sensíveis diante do fazer projetual, objetiva e subjetivamente”.

Atuaram no projeto os estudantes da UFC Daniel Tardin, da Engenharia Civil, Beatriz Arraes e Mateus Brasileiro, do Design, e Ataslina de Paula, pós-graduanda em Engenharia de Transportes, além de André Foca, integrante do Coletivo ArRUaça.

Surgido a partir de um projeto de extensão da Faculdade de Educação da UFC, o Coletivo ArRUaça é uma organização da sociedade civil que promove ações de emancipação para as pessoas em situação de rua através da Arte, Educação e Cultura. Coordenado pelo arte-educador André Foca, que também faz parte do Instituto Compartilha, o coletivo tem atuado na doação de alimentos e no atendimento ambulatorial da população em situação de rua, numa parceria com a Rede Nacional de Médicos e Médicas Populares.

“As parcerias são muito importantes, pois como sociedade temos que aprender a trabalhar em rede e a desenvolver processos e projetos intersetoriais, fazendo um trabalho que consiga dialogar e atender melhor a população. Então as pias surgem disso, nesse processo de oferecer acesso e dignidade para uma população mais vulnerável”, destaca André Foca.

Atualmente o projeto conta com doações. Interessados em colaborar podem acessar as redes sociais do Coletivo ArRUaça (@arruacacoletivo) ou entrar em contato pelo e-mail projetos@institutocompartilha.ngo.

Fonte: Professora Verônica Castelo Branco, do Departamento de Engenharia de Transportes – e-mail: veronica@det.ufc.br

Comentários

Entre em contato conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Notícias mais acessadas do mês

Morre atleta cearense Bernadete Lins

O organizador de corridas, Fernando Elpídio informa a morte neste domingo (28) aos 43 anos de idade, da atleta cearense Bernadete Lins (foto):

- Uma notícia de partir o coração. Bernadete Lins, atleta cearense profissional, faleceu hoje. Tenho um carinho especial por essa batalhadora, pessoa simples, humana, que dedicou a vida ao esporte. Não lembro de quantas vezes entreguei troféus nas suas mãos no pódio. QUE PERDA! :(".
Antônia Bernadete Lins da Silva era ipuense e cursava Educação Física na Universidade Vale do Acaraú (Uva), em Sobral. Disputou as mais diversas corridas no Ceará, no Brasil e no Mundo. Era a cearense da elite do Atletismo Feminino Brasileiro. Morreu na manhã deste domingo (28), em Maranguape, quando estava treinado. Ainda foi levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Maranguape, mas chegou sem vida.
Confira a repercussão da morte de Bernadete Lins:
Marcos Prado - "Nota de pesar. Bernadete Lins nos deixa hoje, e o seu ultimo suspiro foi fazendo aquilo…

Morre radialista Evilásio Pires

Morreu nesta quarta-feira (8) aos 50 anos, o radialista Francisco Evilásio Pires Marques, da Rádio Metropolitana AM 930 e vice-presidente da Associação Social dos Profissionais de Imprensa Municipalista do Estado do Ceará (ASPIM).

Evilásio Pires tinha problemas renais o que agravou pegar o Novo Coronavírus. Foi internado por duas vezes e nesta última não resistiu. 

Evilásio Pires era identificado pelas cores do Ceará e comandava há 30 anos o Programa Radiofônico dedicado ao Alvinegro Cearense, 'A Voz do Mais Querido'.




"Amigos recebemos na emissora a triste notícia do falecimento do nosso colega  Evilásio Pires. Nossos votos de pesar e que Deus conforte a família", lamenta o radialista Alex Oliveira.

"Nosso pesar e condolências à família do amigo Evilásio Pires", escreveu o radialista Luciano Filho.

O presidente da Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (Apcdec), Alano Maia lançou uma nota de lamento:

- Nossos sentimentos. Quando o Ev…

Morre o sonoplasta Diocrim

Morreu neste domingo (14), o radialista Carlos Alberto de Oliveira, o Diocrim. Ele foi operador de áudio e divulgador de discos. Diocrim que iniciou sua carreira no Maranhão transferiu-se para o Rádio de Fortaleza no final da década de 1960.


Trabalhou nas rádios Dragão do Mar, Ceará Rádio Clube, Verdes Mares, Cidade AM e rádios no Maranhão; alem de ter sido membro da equipe de produção do show do também já falecido comunicador Bezerra de Menezes (Bezerrão). Diocrim foi divulgador da RGE e empresário de muito artistas cearenses. 
Durante muitos anos foi o operador do Clube dos Tetéus comandado pelo comunicador Colombo Sá, que fazia literalmente eco nos rádios espalhados pelos lares, bares e táxis de Fortaleza com o slogan "Não dorme ninguém, Diocrim", por causa do par de óculos (ocrim) que Carlos Alberto usava, enquanto cuidava do roteiro musical e da sonoplastia do programa, na mesa de áudio da Rádio Clube e depois na Verdes Mares.
Diocrim deixa viúva dona Nailde e órfão as fi…

Conquistas marcam primeiro ano da nova gestão da CDC

O alinhamento com o Governo Federal, além do estreitamento da relação com o Executivo estadual e municipal, fez com que o primeiro ano da nova gestão da Companhia Docas do Ceará fosse marcado por importantes avanços e conquistas. 

Escolhida pelo perfil técnico, a engenheira Mayhara Chaves assumiu a presidência da CDC no dia 24 de junho de 2019, tendo ao seu lado na tomada de decisões os diretores Humberto Castelo Branco (Administração e Finanças), Miguel Andrade (Infraestrutura e Gestão Portuária) e Mário Jorge Cavalcanti (Comercial), além do suporte de todos os colaboradores. Hoje, é possível afirmar que a companhia está saudável financeiramente com base no EBITDA, que apresentou crescimento superior a 180% no período de 12 meses.

Embora adiada temporariamente devido à Pandemia da Covid-19, a concessão do Terminal Marítimo de Passageiros foi considerada como prioridade pelo Governo Federal, o que possibilitará uma nova receita para investimentos no Porto de Fortaleza.
O arrendamento do …

Hoje é o Dia Mundial do Doador de Sangue

O vereador Michel Lins (Cidadania) e integrantes da sua assessoria estiveram no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), em Fortaleza, para doar sangue.

Segundo Michel Lins, a ação foi idealizada com objetivo de chamar atenção para a importância de doar e consequentemente salvar vidas.
- Neste domingo (14) é o Dia Mundial do Doador de Sangue", lembra o vereador.

“Um gesto simples! Um ato de amor que precisa ainda ser melhor desmistificado para que mais e mais pessoas possam ser encorajadas a doarem vida! Quem doa sangue, doa vida! Quem puder, procure um local de coleta e concretize esse ato de amor ao próximo. É rápido, fácil e não dói nada”, afirma Michel.

A campanha deste ano enaltece a doação de sangue como estratégia para contribuição na redução da mortalidade materna.

Em Fortaleza, o principal posto de coleta de sangue é o Hemoce, na Avenida José Bastos, 3390 (Rodolfo Teófilo), que funciona de segunda a sexta-feira, das 7 horas às 18h30; e aos sábados, de 7 horas às…

Postagens mais visitadas deste blog

Morre atleta cearense Bernadete Lins

O organizador de corridas, Fernando Elpídio informa a morte neste domingo (28) aos 43 anos de idade, da atleta cearense Bernadete Lins (foto):

- Uma notícia de partir o coração. Bernadete Lins, atleta cearense profissional, faleceu hoje. Tenho um carinho especial por essa batalhadora, pessoa simples, humana, que dedicou a vida ao esporte. Não lembro de quantas vezes entreguei troféus nas suas mãos no pódio. QUE PERDA! :(".
Antônia Bernadete Lins da Silva era ipuense e cursava Educação Física na Universidade Vale do Acaraú (Uva), em Sobral. Disputou as mais diversas corridas no Ceará, no Brasil e no Mundo. Era a cearense da elite do Atletismo Feminino Brasileiro. Morreu na manhã deste domingo (28), em Maranguape, quando estava treinado. Ainda foi levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Maranguape, mas chegou sem vida.
Confira a repercussão da morte de Bernadete Lins:
Marcos Prado - "Nota de pesar. Bernadete Lins nos deixa hoje, e o seu ultimo suspiro foi fazendo aquilo…

Morre radialista Evilásio Pires

Morreu nesta quarta-feira (8) aos 50 anos, o radialista Francisco Evilásio Pires Marques, da Rádio Metropolitana AM 930 e vice-presidente da Associação Social dos Profissionais de Imprensa Municipalista do Estado do Ceará (ASPIM).

Evilásio Pires tinha problemas renais o que agravou pegar o Novo Coronavírus. Foi internado por duas vezes e nesta última não resistiu. 

Evilásio Pires era identificado pelas cores do Ceará e comandava há 30 anos o Programa Radiofônico dedicado ao Alvinegro Cearense, 'A Voz do Mais Querido'.




"Amigos recebemos na emissora a triste notícia do falecimento do nosso colega  Evilásio Pires. Nossos votos de pesar e que Deus conforte a família", lamenta o radialista Alex Oliveira.

"Nosso pesar e condolências à família do amigo Evilásio Pires", escreveu o radialista Luciano Filho.

O presidente da Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (Apcdec), Alano Maia lançou uma nota de lamento:

- Nossos sentimentos. Quando o Ev…

Morre o sonoplasta Diocrim

Morreu neste domingo (14), o radialista Carlos Alberto de Oliveira, o Diocrim. Ele foi operador de áudio e divulgador de discos. Diocrim que iniciou sua carreira no Maranhão transferiu-se para o Rádio de Fortaleza no final da década de 1960.


Trabalhou nas rádios Dragão do Mar, Ceará Rádio Clube, Verdes Mares, Cidade AM e rádios no Maranhão; alem de ter sido membro da equipe de produção do show do também já falecido comunicador Bezerra de Menezes (Bezerrão). Diocrim foi divulgador da RGE e empresário de muito artistas cearenses. 
Durante muitos anos foi o operador do Clube dos Tetéus comandado pelo comunicador Colombo Sá, que fazia literalmente eco nos rádios espalhados pelos lares, bares e táxis de Fortaleza com o slogan "Não dorme ninguém, Diocrim", por causa do par de óculos (ocrim) que Carlos Alberto usava, enquanto cuidava do roteiro musical e da sonoplastia do programa, na mesa de áudio da Rádio Clube e depois na Verdes Mares.
Diocrim deixa viúva dona Nailde e órfão as fi…

Conquistas marcam primeiro ano da nova gestão da CDC

O alinhamento com o Governo Federal, além do estreitamento da relação com o Executivo estadual e municipal, fez com que o primeiro ano da nova gestão da Companhia Docas do Ceará fosse marcado por importantes avanços e conquistas. 

Escolhida pelo perfil técnico, a engenheira Mayhara Chaves assumiu a presidência da CDC no dia 24 de junho de 2019, tendo ao seu lado na tomada de decisões os diretores Humberto Castelo Branco (Administração e Finanças), Miguel Andrade (Infraestrutura e Gestão Portuária) e Mário Jorge Cavalcanti (Comercial), além do suporte de todos os colaboradores. Hoje, é possível afirmar que a companhia está saudável financeiramente com base no EBITDA, que apresentou crescimento superior a 180% no período de 12 meses.

Embora adiada temporariamente devido à Pandemia da Covid-19, a concessão do Terminal Marítimo de Passageiros foi considerada como prioridade pelo Governo Federal, o que possibilitará uma nova receita para investimentos no Porto de Fortaleza.
O arrendamento do …

Hoje é o Dia Mundial do Doador de Sangue

O vereador Michel Lins (Cidadania) e integrantes da sua assessoria estiveram no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), em Fortaleza, para doar sangue.

Segundo Michel Lins, a ação foi idealizada com objetivo de chamar atenção para a importância de doar e consequentemente salvar vidas.
- Neste domingo (14) é o Dia Mundial do Doador de Sangue", lembra o vereador.

“Um gesto simples! Um ato de amor que precisa ainda ser melhor desmistificado para que mais e mais pessoas possam ser encorajadas a doarem vida! Quem doa sangue, doa vida! Quem puder, procure um local de coleta e concretize esse ato de amor ao próximo. É rápido, fácil e não dói nada”, afirma Michel.

A campanha deste ano enaltece a doação de sangue como estratégia para contribuição na redução da mortalidade materna.

Em Fortaleza, o principal posto de coleta de sangue é o Hemoce, na Avenida José Bastos, 3390 (Rodolfo Teófilo), que funciona de segunda a sexta-feira, das 7 horas às 18h30; e aos sábados, de 7 horas às…