Pular para o conteúdo principal

Defensoria Pública Cearense em Ação II


A Liberdade de Expressão e o Pluralismo Político são direitos assegurados pela Constituição Brasileira de 1988, porém, muitas violações à livre manifestação de pensamento ainda são praticadas. 

Segundo Estudo divulgado no início de outubro de 2022 pelas organizações não governamentais de Direitos Humanos Justiça Global e Terra de Direitos, os dois meses que antecederam o primeiro turno das eleições no Brasil neste ano foram marcados por um clima crescente de violência política, que resultou em um total de 121 ataques, uma média de dois casos por dia.

No geral, o Estudo analisou o período entre 2 de setembro de 2020 e 2 de outubro de 2022, quando foram mapeados 523 casos de Violência Política, que envolveram 482 vítimas entre representantes de cargos eletivos, candidatos, pré-candidatos e agentes políticos em todo o País. 

No Ceará, o Observatório da Intolerância Política e Ideológica do Ceará foi ampliado e recebe denúncias de casos de intolerância política, que é a ausência de disposição para aceitar pessoas com pontos de vista diferentes. 

Desde sua criação em 2018, o Observatório reuniu no total 35 denúncias. As denúncias de casos de intolerância podem ser realizadas, inclusive de forma anônima, no endereço eletrônico https://bit.ly/2VEz3UB

Os casos registrados pelo Observatório vão desde denúncias de funcionários coagidos a votar em candidatos específicos até registros de violência física e perseguição nas Redes Sociais. O sigilo das informações do formulário é resguardado.

O defensor público e assessor de Planejamento e Controle da DPCE, Leandro Bessa, reforça a importância da disseminação da existência da ferramenta para que pessoas vítimas de Intolerância Política saibam a quem recorrer. 

- Como estamos diante de um segundo turno, é essencial reforçar esse serviço. Pelo número de casos divulgados na Imprensa sobre a violência política, acreditamos que realmente as pessoas não sabem da existência desse trabalho de proteção à vítima. Por isso, é tão importante a divulgação dessa nossa atuação para que as pessoas adquiram conhecimento e saibam o que fazer ou a quem recorrer em uma situação de Violência e Intolerância Política”, destaca Leandro Bessa.

O acolhimento às vítimas é uma das missões da ferramenta, complementa o defensor. 

- O Observatório tem a missão precípua de funcionar como receptáculo de denúncias de intolerância política e ideológica em nosso Estado e posterior encaminhamento para as instâncias competentes para a apuração de responsabilidades criminal e cível, além de servir também de acolhimento às vítimas desse tipo de violência”, lembra Leandro Bessa.

Coordenado pela DPCE, o Observatório é composto pela:
  • Defensoria Regional de Direitos Humanos da Defensoria Pública da União no Ceará (DPU-CE).
  • Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos (CEDDH).
  • Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB-CE). 
Integram também:
  • Associação dos Amigos da Casa Frei Tito.
  • Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD).
  • Comitê Estadual de Memória, Verdade e Justiça.
  • Associação de Juízes para a Democracia (AJD).
- A partir da convergência de atuação de várias entidades, o Observatório pretende difundir um discurso que favoreça a construção de um ambiente de Tolerância Política e Ideológica, assim como contribuir com a formulação de Políticas Públicas com essa finalidade”, ressalta Leandro Bessa.



Serviço
  • Para fazer denúncia de Intolerância Política, a pessoa deve formalizar no link https://bit.ly/2VEz3UB
  • Os casos de outros tipos de intolerância, como crimes de Homofobia, Xenofobia, Transfobia, Racismo, Intolerância Religiosa, devem ser levados ao Núcleo de Direitos Humanos e Ações Coletivas da Defensoria Pública.
  • Núcleo de Direitos Humanos e Ações Coletivas–Ndhac–Fortaleza
  • Avenida Senador Virgílio Távora, 2184, Dionísio Torres, Fortaleza-Ceará.
  • Com informações da Defensoria Pública do Ceará.

Leia também:


Telefone(s): (85) 3194-5049

Comentários


Comentários

Para comentários públicos, favor utilizar campo ao final da notícia, logo acima da publicidade.

Notícias mais acessadas do mês

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).

Ator José Dumont é preso

Informa o jornalista Cláudio Teran : POLÍCIA PRENDE ATOR JOSÉ DUMONT -Cadeia aos 72 anos. Preso em flagrante, nesta quinta-feira (15), ele é acusado de estupro de vulnerável e do grave crime de Pedofilia. Segundo informações da TV UOL, o artista é investigado por manter um relacionamento com um fã de 12 anos. 12 anos de idade! E de guardar vídeos pornôs com crianças em seu celular, fato que a polícia constatou. O FIM DE UMA CARREIRA - Paraibano de Bananeiras, Zé Dumont ganhou fama pelo talento para fazer tipos populares. Atuou em novelas importantes da Televisão, como, "Nos Tempos do Imperador". E foi do elenco da primeira versão de "Pantanal". No filme, "O Homem que Virou Suco", vive um nordestino cuja vida pobre e anônima na construção civil do Sul o torna alguém invisível, como se nem sequer existisse. GLOBO DEMITIU NA HORA -Tão logo o fato veio à público a TV Globo demitiu José Dumont do elenco da novela Todas as Flores, que passa na Globo Play. O FIM

Após 13 anos, polícia prende envolvido em assalto ao BC de Fortaleza

A Polícia Militar do Distrito Federal prendeu hoje (14) Adelilno Angelim de Sousa Neto, de 36 anos, que participou de um dos maiores assaltos do Brasil: o furto ao Banco Central em Fortaleza, em 2005. Na ocasião, a quadrilha levou aproximadamente R$ 164 milhões do caixa-forte – o equivalente a três toneladas e meia de notas de dinheiro. Após 13 anos, o homem que fugiu do Ceará foi preso a 17 quilômetros do Plano Piloto – área central de Brasília. Adelino foi preso em casa, no Paranoá, bairro a 17 quilômetros do centro de Brasília, onde vivia há 5 anos. O homem, que vinha sendo monitorado pela Secretaria de Segurança Pública do DF, foi levado para o Complexo Penitenciário da Papuda e aguardará audiência de custódia. Não é a primeira vez que o suspeito é preso. Ele chegou a ser detido em Fortaleza, foi solto e depois houve um novo pedido de prisão. O furto ao Banco Central de Fortaleza, ficou conhecido no país como um crime cinematográfico. Segundo as investigações, 11 pessoas p

Morre Rolando Boldrin

Informa o G1: O ator, cantor, compositor e apresentador da TV Cultura Rolando Boldrin morreu nesta quarta-feira aos 86 anos, em São Paulo. A causa da morte não foi informada. Ele estava internado no Hospital Albert Einstein havia 2 meses. O velório será realizado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Com mais de 60 anos de carreira na TV, Rolando Boldrin apresentou o programa musical "Sr. Brasil" por 17 anos. "Ele tirou o Brasil da Gaveta' e fez coro com os artistas mais representativos de todas as regiões do país. Em seu programa, o cenário privilegiava os artesãos brasileiros e era circundado por imagens dos artistas que fizeram a nossa história, escrita, falada e cantada, e que já viajaram, muitos deles 'fora do combinado', conforme costumava dizer Rolando", diz nota da TV Cultura. Boldrin também fez carreira na teledramaturgia. Como ator, Rolando atuou em mais de 30 novelas, como “O Direito de Nascer”; “As Pupilas do Senhor Reitor”; “Os D

Orgulho Lésbico

 

Postagens mais visitadas deste blog

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).

Ator José Dumont é preso

Informa o jornalista Cláudio Teran : POLÍCIA PRENDE ATOR JOSÉ DUMONT -Cadeia aos 72 anos. Preso em flagrante, nesta quinta-feira (15), ele é acusado de estupro de vulnerável e do grave crime de Pedofilia. Segundo informações da TV UOL, o artista é investigado por manter um relacionamento com um fã de 12 anos. 12 anos de idade! E de guardar vídeos pornôs com crianças em seu celular, fato que a polícia constatou. O FIM DE UMA CARREIRA - Paraibano de Bananeiras, Zé Dumont ganhou fama pelo talento para fazer tipos populares. Atuou em novelas importantes da Televisão, como, "Nos Tempos do Imperador". E foi do elenco da primeira versão de "Pantanal". No filme, "O Homem que Virou Suco", vive um nordestino cuja vida pobre e anônima na construção civil do Sul o torna alguém invisível, como se nem sequer existisse. GLOBO DEMITIU NA HORA -Tão logo o fato veio à público a TV Globo demitiu José Dumont do elenco da novela Todas as Flores, que passa na Globo Play. O FIM

Após 13 anos, polícia prende envolvido em assalto ao BC de Fortaleza

A Polícia Militar do Distrito Federal prendeu hoje (14) Adelilno Angelim de Sousa Neto, de 36 anos, que participou de um dos maiores assaltos do Brasil: o furto ao Banco Central em Fortaleza, em 2005. Na ocasião, a quadrilha levou aproximadamente R$ 164 milhões do caixa-forte – o equivalente a três toneladas e meia de notas de dinheiro. Após 13 anos, o homem que fugiu do Ceará foi preso a 17 quilômetros do Plano Piloto – área central de Brasília. Adelino foi preso em casa, no Paranoá, bairro a 17 quilômetros do centro de Brasília, onde vivia há 5 anos. O homem, que vinha sendo monitorado pela Secretaria de Segurança Pública do DF, foi levado para o Complexo Penitenciário da Papuda e aguardará audiência de custódia. Não é a primeira vez que o suspeito é preso. Ele chegou a ser detido em Fortaleza, foi solto e depois houve um novo pedido de prisão. O furto ao Banco Central de Fortaleza, ficou conhecido no país como um crime cinematográfico. Segundo as investigações, 11 pessoas p

Morre Rolando Boldrin

Informa o G1: O ator, cantor, compositor e apresentador da TV Cultura Rolando Boldrin morreu nesta quarta-feira aos 86 anos, em São Paulo. A causa da morte não foi informada. Ele estava internado no Hospital Albert Einstein havia 2 meses. O velório será realizado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Com mais de 60 anos de carreira na TV, Rolando Boldrin apresentou o programa musical "Sr. Brasil" por 17 anos. "Ele tirou o Brasil da Gaveta' e fez coro com os artistas mais representativos de todas as regiões do país. Em seu programa, o cenário privilegiava os artesãos brasileiros e era circundado por imagens dos artistas que fizeram a nossa história, escrita, falada e cantada, e que já viajaram, muitos deles 'fora do combinado', conforme costumava dizer Rolando", diz nota da TV Cultura. Boldrin também fez carreira na teledramaturgia. Como ator, Rolando atuou em mais de 30 novelas, como “O Direito de Nascer”; “As Pupilas do Senhor Reitor”; “Os D

Orgulho Lésbico