Pular para o conteúdo principal

Hospital de Saúde Mental do Ceará é espaço de apoio para devolver o desejo de vida

 

Larissa Falcão - Ascom Casa Civil - Texto
Helene Santos - Ascom Casa Civil - Fotos
Yuri Leonardo - Ascom Casa Civil - Arte

HSM sensibiliza a sociedade sobre estigmas relacionados a pessoas com transtornos mentais


Hoje, quando se olha no espelho, Maria Iraci Queiroz, de 47 anos, enxerga mais alegria no sorriso e luz no olhar. “Eu me vejo diferente de antes. Estou mais alegre. É essa Iraci que eu quero ver”, afirma Iraci, que está em tratamento de depressão e ansiedade no Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto (HSM), unidade da Secretaria da Saúde do Ceará e integrante da rede hospitalar do Sistema Único de Saúde (SUS).

Referência em Saúde Mental no Ceará, o HSM, localizado em Fortaleza, conta com emergência psiquiátrica aberta 24 horas para receber pacientes com transtornos mentais graves e que estejam em crise. Para pessoas que precisam de internamento, o Hospital conta com 180 leitos de internação, sendo 160 para tratamento de pacientes com transtornos mentais gerais e 20 leitos para dependentes químicos.

Para pessoas que não precisam de internação, mas necessitam de acompanhamento especializado, o HSM oferece atendimento ambulatorial psiquiátrico, coordenado pela Residência em Psiquiatria do Hospital, atendendo crianças, jovens, adultos e idosos. A unidade dispõe, ainda, de dois Hospitais-Dia: Elo de Vida, que atende pacientes com dependência química, e o Lugar de Vida, voltado para o atendimento aos pacientes com transtornos mentais que apresentam quadro de saúde estável. O HSM completa 60 anos em 2023.


Humanização

É no Hospital-Dia Lugar de Vida que Iraci reencontra motivações para seguir em frente. Motivações apagadas pelo medo da solidão que, em 2020, foi acentuado por conta do distanciamento social necessário no enfrentamento à pandemia da covid-19. “Eu fiquei em pânico. Achava que a maior solução era morrer, porque não tinha mais sentido a minha vida. Eu só dormia, não me alimentava, e chorava. Tive muitas crises desde que cheguei aqui, mas fui muito bem acolhida pela equipe do Hospital-Dia”, conta.

A depressão é um transtorno mental caracterizado por sentimentos negativos e causado por uma combinação de fatores genéticos, biológicos, ambientais e psicológicos. Pessoas com depressão são afetadas na capacidade de trabalhar, dormir, estudar, comer e socializar.

O desejo de vida que hoje floresce em Iraci está enraizado em cada etapa do tratamento e nas bonitas miudezas que ela descobre no cotidiano ao lado dos colegas. “Aqui, mesmo quando estou muito ansiosa, eu saio cortando flores e plantas para fazer arranjos. As meninas me chamam de florista. Enfeito até as salas do Hospital. Mas nem todo dia é fácil. Cada degrau da escada que a gente sobe é uma conquista”, registra.
Além dos arranjos florais, Iraci participa de atividades com pinturas e música 

Para o psiquiatra e diretor clínico do HSM, Helder Gomes, cuidar da saúde mental é uma questão de saúde pública. A preocupação com o tema, inclusive, cresceu muito durante a pandemia. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, em 2020, foi registrado aumento de 25% em casos de depressão e ansiedade na população mundial. Ainda segundo a OMS, o Brasil é o país com maior prevalência de depressão na América Latina, além de ser o segundo país com maior prevalência nas Américas. A sensibilização sobre o tema ganha mais força com a campanha Janeiro Branco, que tem foco na prevenção de alguns transtornos psiquiátricos.

“A Organização Mundial da Saúde define que saúde mental significa não somente ausência de doença. Ou seja, não significa dizer que não tem depressão ou ansiedade. Ter saúde mental é um contexto mais amplo que vai envolver bem-estar, qualidade de vida, capacidade de interação social, prática do lazer e trabalho. Um contexto que compreende estar bem consigo mesmo e com a sociedade. Você estar bem não significa a ausência de doença, até porque problemas acontecem em nossas vidas o tempo todo, então é importante sabermos lidar com isso da melhor forma possível”, explica Helder.
Para Helder, a sociedade precisa conversar mais sobre saúde mental
 
Sobre a busca por atendimento, o psiquiatra ressalta que o HSM, por se caracterizar como uma unidade do nível terciário de Atenção à Saúde, ou seja, destinado a atender casos psiquiátricos de alta complexidade, tem na Rede de Saúde Mental o reforço necessário. “Temos 80% dos casos psiquiátricos resolvidos nos postos de saúde, que fazem parte da Atenção Primária à Saúde. Os casos mais graves são encaminhados para os Centros de Atenção Psicossocial (Caps). No Ceará, nós temos Caps gerais, para atendimento de adultos; Caps infantis, para atendimento de crianças e adolescentes; e Caps AD, destinados a pacientes com dependência química relacionada a álcool e outras drogas. O HSM, então, fica de retaguarda para casos graves que os outros locais não conseguem atender”, sublinha.
Conversar sobre saúde mental é fundamental para auxiliar no processo de diagnóstico precoce e tratamento especializado, mas também contribui para desconstruir o preconceito que ainda existe.  Preconceito que Reginaldo Bezerra, 56, também paciente do Hospital-Dia Lugar de Vida, aprendeu a lidar.

“Minha primeira crise foi em 1989. Chorei muito, meus dedos enrijeceram. De lá para cá, fiquei tendo crises de depressão, mas fazendo tratamento. Tenho F31 [transtorno afetivo bipolar], que está associado a um fator genético. Aqui, no Hospital-Dia, tem pessoas com F20 [esquizofrenia], outras com F33 [transtorno depressivo recorrente]. Mas esses Fs não maltratam tanto como o f da frescura do preconceito, que eu chamo de fresconceito”, define Reginaldo, que também é atendido mensalmente no Ambulatório de Transtornos do Humor do HSM.
Reginaldo destaca que o apoio do HSM e da família ajudam no tratamento

Nos ambulatórios do HSM são atendidos os pacientes com transtornos mentais com diferentes diagnósticos e graus de gravidade. Atualmente, a assistência ambulatorial é prestada pelos médicos que estão se especializando em Psiquiatria, residentes do Hospital, sob a supervisão de preceptores da Residência Médica e dispõe de 15 ambulatórios.
Reginaldo recebeu o diagnóstico de transtorno afetivo bipolar em 1989, mesmo ano em que foi apresentado o projeto de reforma psiquiátrica do Brasil. Após 12 anos, o texto foi aprovado e sancionado como Lei nº 10.216/2001, ficando conhecida como Lei da Reforma Psiquiátrica. Um marco histórico que garantiu a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais, com redirecionamento do modelo assistencial em saúde mental em território brasileiro.

Além da depressão e do transtorno afetivo bipolar, também estão entre os transtornos mentais a esquizofrenia e outras psicoses, demência, deficiência intelectual e transtornos de desenvolvimento.

O preconceito relacionado aos transtornos mentais, segundo Helder, ainda faz parte da lembrança desse passado no qual as pessoas eram internadas sem previsão de alta e destinadas ao isolamento. “Nas últimas décadas, principalmente após a reforma antimanicomial, a psiquiatria passou a incentivar o tratamento humanizado. O paciente do Hospital de Saúde Mental, por exemplo, é atendido por um psiquiatra e equipe multiprofissional, composta por psicólogo, enfermeiro, terapeuta ocupacional, farmacêutico, fisioterapeuta, nutricionista, assistente social e outros profissionais necessários para compreender o paciente como um todo. O paciente precisa de atenção, de escuta, de ser tratado como cidadão”, considera.

Para oportunizar o contínuo aprimoramento desses profissionais, o HSM também se destaca no campo de estudo, pesquisa e formação na área de saúde mental. É o que explica o psiquiatra e diretor-geral da unidade, Davi Queiroz de Carvalho Rocha. “Faz parte do HSM o compromisso com o ensino e a produção científica. Mas ainda temos muito o que caminhar na área da saúde mental. Não há saúde sem saúde mental”, conclui Davi.
Nos corredores do HSM, é possível admirar telas que foram pintadas por ex-pacientes
 
Gente que cuida

Nesse sentido, o atendimento humanizado no HSM dialoga com atividades de outras áreas, como a arte e a prática esportiva. “Uma pessoa com esquizofrenia não perde suas capacidades de viver. Diversas capacidades permanecem e, por meio do tratamento, podem ser estimulados. Sabemos que, até para esse talento aflorar, é preciso que o paciente siga o tratamento adequado”, avalia Helder.
A consciência corporal é uma grande aliada nos cuidados com a saúde mental

A música também compõe o tratamento no HSM, com destaque para a famosa Orquestra Vidros Mágicos, que já apareceu em vários programas da televisão brasileira. Instrumentos que iluminam a rotina de pacientes como Iraci e Reginaldo. Responsável pela Orquestra, a musicoterapeuta e psicóloga Ré Campos, que há 20 anos atua no HSM, fala sobre como a iniciativa auxilia no tratamento.

“Fazemos isso para que os pacientes se sintam autores de suas vidas. As pessoas em tratamento psíquico ficam, muitas vezes, em isolamento na família e na sociedade. Nós precisamos tirá-los desse isolamento e conduzi-los à socialização. Para isso, temos a arte, que não é privilégio somente de artistas. A arte tem o potencial de resgatar a nossa essência, que é de harmonia e saúde”, defende a psicóloga.
A psicóloga e musicoterapeuta Ré Campos desenvolve a Orquestra Vidros Mágicos no HSM há 10 anos
 
Com o propósito de criar mais conexões, o Tintas Terapêuticas, outro projeto conduzido por Ré Campos, incentivou a participação dos pacientes na revitalização dos espaços que eles frequentam no Hospital. Como resultado, paredes e pisos ganharam cores e mais vida. Além disso, os pacientes também participaram da construção de uma quadra terapêutica, um campinho e um canteiro terapêutico. A ação contou com a participação dos funcionários.

“Eu sinto como se eu ganhasse na Mega-Sena todo dia. É muito bom o retorno que eles dão para gente; eles aderem ao tratamento e recebem alta mais rapidamente. A gente procura oportunizar um ambiente mais acolhedor e mais humano”, observa.

A humanização também guia o trabalho diário da terapeuta ocupacional Silvia Jatahy, que há 42 anos faz parte da equipe do HSM. No setor de Terapia Ocupacional, nas unidades masculinas e femininas, são desenvolvidas para os pacientes internados atividades autoexpressivas, socioterápicas, de reciclagem, pinturas, costura, dentre outras.

“No dia a dia, nós tentamos dar o melhor de nós para eles, para que consigam sentir laços de afetividade. Nós vemos eles como pessoas que precisam do nosso apoio”, diz Silvia.
Dedicação e ternura também guiam o trabalho da terapeuta ocupacional Silvia Jatahy

É nesse acolhimento que Maria Iraci, paciente do Hospital-Dia, dá os primeiros passos de uma nova caminhada. “Se a gente pudesse não ia embora, mas acontece que temos que virar borboleta para voar. Eu pretendo, se Deus quiser, quando terminar meu tratamento, seguir minha vida em frente; voltar a trabalhar, cuidar da minha casa e do meu filho”, projeta.

Valorização da Vida

Caso você esteja precisando de apoio emocional, principalmente relacionado à prevenção do suicídio, procure o Caps (Centros de Atenção Psicossocial) do seu município ou ligue para o CVV (Centro de Valorização da Vida) pelo número 188.

Comentários


Comentários

Para comentários públicos, favor utilizar campo ao final da notícia, logo acima da publicidade.

Notícias mais acessadas do mês

Juiza nega pedidos de DJ Ivis

O DJ Ivis através de nota de sua assessoria jurídica informa que 'aguarda o curso da investigação e cumpre a decisão de medida protetiva, além de permanecer à disposição da Justiça'. DJ Ivis é acusado de bater na ex-esposa a arquiteta Pamella Holanda. Nesta segunda-feira (12 de julho) a juiz Maria José Sousa Rosado de Alencar negou pedido de Ivis para que fosse removido da Internet o vídeo onde aparece ele batendo em Pamella. A juiz negou também a solicitação para que Pamella fosse proibida de comentar a agressão na imprensa, 'principalmente onde cite a filha menor'. - Ela (Pamella) comunicou a imprensa fatos mentirosos relativos à violência doméstica veiculada em sites de Internet prejudicial a minha reputação", alegava DJ Ivis. - Não verifico no conteúdo divulgado qualquer conduta que ultrapasse o direito de expressão. Em isso, ocorrendo, torna-se impossível analisar o pedido, além de quer a concessão de tal pretensão, nos moldes formulados representaria ao direi

Polícia Federal prende suspeitos de golpes via Aplicativos de Mensagens

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (17/7), a Operação Swindle (Fraude, em inglês), com objetivo de desarticular grupo que realizava clonagens de números telefônicos para aplicar golpes via Aplicativo de Trocas de Mensagens. Policiais Federais cumprem cinco Mandados de Busca e Apreensão e dois Mandados de Prisão Preventiva no Maranhão e Mato Grosso do Sul expedidos pela Justiça Federal, em Brasília. O grupo abria contas bancárias falsas e utilizava contas "emprestadas” por partícipes para receber valores provenientes das fraudes aplicadas em razão do desvio dos terminais telefônicos, em que os agentes criminosos se “apossavam” das contas de WhatsApp de autoridades públicas e, fazendo-se passar por estas, solicitavam transferências bancárias das pessoas constantes de suas listas de contato. Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de de invasão de dispositivo informático, estelionato e associação criminosa, previstos nos artigos 154-A, parágrafo

Saiba quem é a atriz cearense que está fazendo sucesso na Netflix

Com apenas 21 anos de idade, Mariana Costa vem fazendo sucesso na plataforma internacional de streaming, Netflix, com todo o seu charme e talento. A atriz é a caçula do elenco da série escrita por Halder Gomes, "O Cangaceiro do Futuro", e é uma artista cearense nata que ganhou as telas do cinema atuando ao lado de Edmilson Filho, protagonista da comédia. Fotos: Divulgação/Mariana Costa O diretor ressaltou que Mariana Costa “expressa na alegria do seu sorriso e na sua beleza “Pocahontas” - a dimensão do seu talento, dedicação, profissionalismo, graça e carisma. Ela tem a magia de hipnotizar a câmera sem esforço e tornar cada cena um deleite que transcende o “ver” e nos leva ao verbo apreciar”. A atriz enxerga nesse projeto a oportunidade de "levar as raízes nordestinas" em diversos espaços, inclusive na música. Desde os 7 anos de idade, Mariana se apaixonou pelos palcos artísticos ganhando ainda mais destaque ao atuar no musical "Ceará Show", onde atuava e

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).

Morre Mister Babão

  Jornalista e advogado  César Espíndola :   Soube há pouco do falecimento do cantor Mr Babão, ícone das noites do inesquecível Mucuripe Club, no início dos anos 2000. Quem viveu aquelas noites animadas de axé music, no auge, sabe como Mr Babão era querido pelo público. Partiu precocemente, mas a sua alegria, simpatia, carisma e talento ficarão na memória de uma geração inteira que curtiu esse verdadeiro trio "elétrico humano", que era o Mr Babão. Apesar de se consagrar com o axé music, Mr Babão era cearense, mas morava há muitos anos em Salvador, onde foi enterrado. Meus sentimentos à família e a todos o amigos desse grande artista".

Postagens mais visitadas deste blog

Juiza nega pedidos de DJ Ivis

O DJ Ivis através de nota de sua assessoria jurídica informa que 'aguarda o curso da investigação e cumpre a decisão de medida protetiva, além de permanecer à disposição da Justiça'. DJ Ivis é acusado de bater na ex-esposa a arquiteta Pamella Holanda. Nesta segunda-feira (12 de julho) a juiz Maria José Sousa Rosado de Alencar negou pedido de Ivis para que fosse removido da Internet o vídeo onde aparece ele batendo em Pamella. A juiz negou também a solicitação para que Pamella fosse proibida de comentar a agressão na imprensa, 'principalmente onde cite a filha menor'. - Ela (Pamella) comunicou a imprensa fatos mentirosos relativos à violência doméstica veiculada em sites de Internet prejudicial a minha reputação", alegava DJ Ivis. - Não verifico no conteúdo divulgado qualquer conduta que ultrapasse o direito de expressão. Em isso, ocorrendo, torna-se impossível analisar o pedido, além de quer a concessão de tal pretensão, nos moldes formulados representaria ao direi

Polícia Federal prende suspeitos de golpes via Aplicativos de Mensagens

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (17/7), a Operação Swindle (Fraude, em inglês), com objetivo de desarticular grupo que realizava clonagens de números telefônicos para aplicar golpes via Aplicativo de Trocas de Mensagens. Policiais Federais cumprem cinco Mandados de Busca e Apreensão e dois Mandados de Prisão Preventiva no Maranhão e Mato Grosso do Sul expedidos pela Justiça Federal, em Brasília. O grupo abria contas bancárias falsas e utilizava contas "emprestadas” por partícipes para receber valores provenientes das fraudes aplicadas em razão do desvio dos terminais telefônicos, em que os agentes criminosos se “apossavam” das contas de WhatsApp de autoridades públicas e, fazendo-se passar por estas, solicitavam transferências bancárias das pessoas constantes de suas listas de contato. Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de de invasão de dispositivo informático, estelionato e associação criminosa, previstos nos artigos 154-A, parágrafo

Saiba quem é a atriz cearense que está fazendo sucesso na Netflix

Com apenas 21 anos de idade, Mariana Costa vem fazendo sucesso na plataforma internacional de streaming, Netflix, com todo o seu charme e talento. A atriz é a caçula do elenco da série escrita por Halder Gomes, "O Cangaceiro do Futuro", e é uma artista cearense nata que ganhou as telas do cinema atuando ao lado de Edmilson Filho, protagonista da comédia. Fotos: Divulgação/Mariana Costa O diretor ressaltou que Mariana Costa “expressa na alegria do seu sorriso e na sua beleza “Pocahontas” - a dimensão do seu talento, dedicação, profissionalismo, graça e carisma. Ela tem a magia de hipnotizar a câmera sem esforço e tornar cada cena um deleite que transcende o “ver” e nos leva ao verbo apreciar”. A atriz enxerga nesse projeto a oportunidade de "levar as raízes nordestinas" em diversos espaços, inclusive na música. Desde os 7 anos de idade, Mariana se apaixonou pelos palcos artísticos ganhando ainda mais destaque ao atuar no musical "Ceará Show", onde atuava e

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).

Morre Mister Babão

  Jornalista e advogado  César Espíndola :   Soube há pouco do falecimento do cantor Mr Babão, ícone das noites do inesquecível Mucuripe Club, no início dos anos 2000. Quem viveu aquelas noites animadas de axé music, no auge, sabe como Mr Babão era querido pelo público. Partiu precocemente, mas a sua alegria, simpatia, carisma e talento ficarão na memória de uma geração inteira que curtiu esse verdadeiro trio "elétrico humano", que era o Mr Babão. Apesar de se consagrar com o axé music, Mr Babão era cearense, mas morava há muitos anos em Salvador, onde foi enterrado. Meus sentimentos à família e a todos o amigos desse grande artista".