Pular para o conteúdo principal

Futricas Catar'22

Fala Kempão-Diário de Bordo – Dia 01 – Cearense no Qatar

Esta publicação só é possível graças a todos aqueles que acreditaram neste projeto

Foram 24 horas intensas. Praticamente sem dormir, na madrugada, cheguei a Doha às 7h15. Logo na saída do avião, os catarianos já mostravam seu cartão de visitas: simpatia e atenção. Impressionante quando eles percebem a gente perdido, vão ao nosso encontro e tentam ajudar, sempre com sorriso e paciência.

Na imigração, fui atendido por uma mulher e pela primeira vez vi aquele turbante preto cobrindo todo o corpo. Somente os olhos dela eram visíveis. Ela foi muito muito simpática, pediu o passaporte, falou pra eu me posicionar pra foto e depois liberado.

Enfim, em Doha! Nossa! Demais! Logo depois do setor de imigração, corrida pra pegar um transporte para o hotel. Mas ao passar por dentro do aeroporto é possível perceber o qual grande, limpo, lindo e suntuoso é. Outro mundo!

No balcão de informação, fui saber valores de táxi e metrô. Táxi tava custando 150 catari (algo em torno de 180 reais) e de metrô precisava passar por 3 linhas. Achei melhor pegar o Uber (55 catari).

Os úbers ficam num setor específico, perto do estacionamento, há outros aplicativos também de transporte e por isso havia dezenas de carros já esperando os passageiros.

Meu Uber não demorou 3 minutos. Um Passat branco com o motorista Jahir. Conferi a placa, levantei a mão e ele viu. Com um largo sorriso, turbante branco e barba, desceu, abriu o porta-malas e falou: “good morning, sir! Mario?”.

No trajeto, que durou menos de 30 minutos, ele atendeu uma ligação, falou em árabe, um carro atravessou a gente, ele soltou um palavrão, mas de boa. Dei 5 estrelas.

No hotel, Le Park, que fica a cerca de 3km do hotel da Seleção e 5km do Estádio Grand Hamad, onde o Brasil treina, simpatia de todos. Reserva conferida, cartão-chave entregue e direto pro quarto. Fui logo fazer todas as necessidades possíveis. Barba feita, banho tomado, roupa trocada.

Tomei um rápido café. Achei o suco de laranja parecido com Tang de laranja, mas não fui argumentar. E voltei pro quarto pra pegar a mochila e correr para o centro de mídia para pegar a credencial.

O Metrô fica a 2 quarteirões. Praticamente do lado. Logo na entrada, 4 pessoas, todas uniformizadas ajudam a te orientar.

Quem tem o aplicativo Hayya (obrigatório para estrangeiros no Qatar) não paga passagem. Dentro da estação (Hamad Hospital) tudo limpo e lindo. O metrô nem se fala: magistral.

3 paradas depois, cheguei à estação da Biblioteca Nacional, que fica do lado do Centro de Convenções, que se transformou no Centro de Mídia da Copa do Mundo. Imagine o Centro de Convenções de Fortaleza? É do mesmo tamanho. Mas para atender a mídia do mundo todo, tinha de ser algo assim.

Depois de uma longa caminhada, enfim, a credencial no peito. Uma rápida olhada pelo complexo, depois, atualizar as redes sociais, me inteirar sobre os procedimentos, ônibus para os estádios e entrevistas coletivas, alimentação etc.

Após o almoço, peguei o metrô, depois o ônibus para ir ao treino da Seleção, no Estádio Grand Hamad. Reforçando outra vez, os catarianos são muito atenciosos e simpáticos e foi assim para pegar o transporte até a atividade do Brasil.

Na prática dos comandados do técnico Tite, reencontro com vários colegas de imprensa, depois uma boa espera para as entrevistas do Raphinha e Richarlison. Já eram 19h e o cansaço bateu forte, dormi apenas 1h no voo, ou seja, exaurido, exausto. Pedi para fazer pergunta ao atacante do Tottenham e abri a coletiva.

Depois, novamente ônibus para pegar o metrô. Só havia eu e outro passageiro. Aliás, os veículos de transporte muito limpos, com ar condicionado e tvs mostrando um mapa em tempo real e informando as próximas paradas. Mas a fome chegou com tudo e parei próximo à estação de metrô para buscar algo pra comer. Encontrei vários brasileiros nas proximidades, achei um centro de mídia da Fifa e jantei por lá. Aí, já sabe, com o bucho cheio, o cansaço me matou.

Peguei o Metrô, cheguei em casa, só deu tempo mandar mensagens aos familiares, falar com a esposa, filhas e dormi. Foi apenas o 1º Dia. Nesta terça-feira, tem mais… Muito mais!




Comentários


Comentários

Para comentários públicos, favor utilizar campo ao final da notícia, logo acima da publicidade.

Notícias mais acessadas do mês

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).

Ator José Dumont é preso

Informa o jornalista Cláudio Teran : POLÍCIA PRENDE ATOR JOSÉ DUMONT -Cadeia aos 72 anos. Preso em flagrante, nesta quinta-feira (15), ele é acusado de estupro de vulnerável e do grave crime de Pedofilia. Segundo informações da TV UOL, o artista é investigado por manter um relacionamento com um fã de 12 anos. 12 anos de idade! E de guardar vídeos pornôs com crianças em seu celular, fato que a polícia constatou. O FIM DE UMA CARREIRA - Paraibano de Bananeiras, Zé Dumont ganhou fama pelo talento para fazer tipos populares. Atuou em novelas importantes da Televisão, como, "Nos Tempos do Imperador". E foi do elenco da primeira versão de "Pantanal". No filme, "O Homem que Virou Suco", vive um nordestino cuja vida pobre e anônima na construção civil do Sul o torna alguém invisível, como se nem sequer existisse. GLOBO DEMITIU NA HORA -Tão logo o fato veio à público a TV Globo demitiu José Dumont do elenco da novela Todas as Flores, que passa na Globo Play. O FIM

Após 13 anos, polícia prende envolvido em assalto ao BC de Fortaleza

A Polícia Militar do Distrito Federal prendeu hoje (14) Adelilno Angelim de Sousa Neto, de 36 anos, que participou de um dos maiores assaltos do Brasil: o furto ao Banco Central em Fortaleza, em 2005. Na ocasião, a quadrilha levou aproximadamente R$ 164 milhões do caixa-forte – o equivalente a três toneladas e meia de notas de dinheiro. Após 13 anos, o homem que fugiu do Ceará foi preso a 17 quilômetros do Plano Piloto – área central de Brasília. Adelino foi preso em casa, no Paranoá, bairro a 17 quilômetros do centro de Brasília, onde vivia há 5 anos. O homem, que vinha sendo monitorado pela Secretaria de Segurança Pública do DF, foi levado para o Complexo Penitenciário da Papuda e aguardará audiência de custódia. Não é a primeira vez que o suspeito é preso. Ele chegou a ser detido em Fortaleza, foi solto e depois houve um novo pedido de prisão. O furto ao Banco Central de Fortaleza, ficou conhecido no país como um crime cinematográfico. Segundo as investigações, 11 pessoas p

Morre Rolando Boldrin

Informa o G1: O ator, cantor, compositor e apresentador da TV Cultura Rolando Boldrin morreu nesta quarta-feira aos 86 anos, em São Paulo. A causa da morte não foi informada. Ele estava internado no Hospital Albert Einstein havia 2 meses. O velório será realizado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Com mais de 60 anos de carreira na TV, Rolando Boldrin apresentou o programa musical "Sr. Brasil" por 17 anos. "Ele tirou o Brasil da Gaveta' e fez coro com os artistas mais representativos de todas as regiões do país. Em seu programa, o cenário privilegiava os artesãos brasileiros e era circundado por imagens dos artistas que fizeram a nossa história, escrita, falada e cantada, e que já viajaram, muitos deles 'fora do combinado', conforme costumava dizer Rolando", diz nota da TV Cultura. Boldrin também fez carreira na teledramaturgia. Como ator, Rolando atuou em mais de 30 novelas, como “O Direito de Nascer”; “As Pupilas do Senhor Reitor”; “Os D

Orgulho Lésbico

 

Postagens mais visitadas deste blog

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).

Ator José Dumont é preso

Informa o jornalista Cláudio Teran : POLÍCIA PRENDE ATOR JOSÉ DUMONT -Cadeia aos 72 anos. Preso em flagrante, nesta quinta-feira (15), ele é acusado de estupro de vulnerável e do grave crime de Pedofilia. Segundo informações da TV UOL, o artista é investigado por manter um relacionamento com um fã de 12 anos. 12 anos de idade! E de guardar vídeos pornôs com crianças em seu celular, fato que a polícia constatou. O FIM DE UMA CARREIRA - Paraibano de Bananeiras, Zé Dumont ganhou fama pelo talento para fazer tipos populares. Atuou em novelas importantes da Televisão, como, "Nos Tempos do Imperador". E foi do elenco da primeira versão de "Pantanal". No filme, "O Homem que Virou Suco", vive um nordestino cuja vida pobre e anônima na construção civil do Sul o torna alguém invisível, como se nem sequer existisse. GLOBO DEMITIU NA HORA -Tão logo o fato veio à público a TV Globo demitiu José Dumont do elenco da novela Todas as Flores, que passa na Globo Play. O FIM

Após 13 anos, polícia prende envolvido em assalto ao BC de Fortaleza

A Polícia Militar do Distrito Federal prendeu hoje (14) Adelilno Angelim de Sousa Neto, de 36 anos, que participou de um dos maiores assaltos do Brasil: o furto ao Banco Central em Fortaleza, em 2005. Na ocasião, a quadrilha levou aproximadamente R$ 164 milhões do caixa-forte – o equivalente a três toneladas e meia de notas de dinheiro. Após 13 anos, o homem que fugiu do Ceará foi preso a 17 quilômetros do Plano Piloto – área central de Brasília. Adelino foi preso em casa, no Paranoá, bairro a 17 quilômetros do centro de Brasília, onde vivia há 5 anos. O homem, que vinha sendo monitorado pela Secretaria de Segurança Pública do DF, foi levado para o Complexo Penitenciário da Papuda e aguardará audiência de custódia. Não é a primeira vez que o suspeito é preso. Ele chegou a ser detido em Fortaleza, foi solto e depois houve um novo pedido de prisão. O furto ao Banco Central de Fortaleza, ficou conhecido no país como um crime cinematográfico. Segundo as investigações, 11 pessoas p

Morre Rolando Boldrin

Informa o G1: O ator, cantor, compositor e apresentador da TV Cultura Rolando Boldrin morreu nesta quarta-feira aos 86 anos, em São Paulo. A causa da morte não foi informada. Ele estava internado no Hospital Albert Einstein havia 2 meses. O velório será realizado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Com mais de 60 anos de carreira na TV, Rolando Boldrin apresentou o programa musical "Sr. Brasil" por 17 anos. "Ele tirou o Brasil da Gaveta' e fez coro com os artistas mais representativos de todas as regiões do país. Em seu programa, o cenário privilegiava os artesãos brasileiros e era circundado por imagens dos artistas que fizeram a nossa história, escrita, falada e cantada, e que já viajaram, muitos deles 'fora do combinado', conforme costumava dizer Rolando", diz nota da TV Cultura. Boldrin também fez carreira na teledramaturgia. Como ator, Rolando atuou em mais de 30 novelas, como “O Direito de Nascer”; “As Pupilas do Senhor Reitor”; “Os D

Orgulho Lésbico