Pular para o conteúdo principal

Unifor Cenas de Quarentena recebe inscrições até 27 de maio

Com o objetivo de incentivar a produção e a expressão artística dos estudantes da Universidade de Fortaleza, da Fundação Edson Queiroz, durante o período de isolamento social, a TV Unifor e o curso de Cinema e Audiovisual lançam a "Mostra Unifor Cenas de Quarentena". 

Até 27 de maio, estudantes de qualquer curso de graduação e pós-graduação da instituição devem enviar curtas-metragens caseiros de até três minutos. As produções selecionadas serão exibidas pela TV Unifor e pelas mídias sociais da universidade, junto a entrevistas com os realizadores. Os três curtas-metragens mais votados pelo público serão agraciados com o prêmio de um tablet para cada obra.

As regras exigem que os realizadores elaborem um curta-metragem de até três minutos, captado por uma câmera de celular, dentro de suas casas. Com tema e tipologia (documentário, ficção ou animação) livres, pede-se aos diretores que filmem com o celular posicionado na horizontal e utilizem apenas a iluminação disponível em suas residências. Os curtas-metragens, produzidos durante o período de isolamento social, devem seguir as recomendações da Organização Mundial da Saúde.

As produções serão avaliadas por uma comissão, composta por três professores indicados pelo Curso de Cinema e Audiovisual e pela TV Unifor; além de mais dois profissionais do cinema cearense, bacharéis em Cinema e Audiovisual pela Universidade de Fortaleza. Após assistir aos filmes, a comissão deve selecionar, ao menos, 10% dos inscritos. Os critérios utilizados serão a originalidade da obra, o bom uso dos recursos disponíveis e a qualidade técnica da realização. A divulgação dos selecionados para concorrerem à premiação será realizada por meio das mídias sociais da universidade.

Cenas de Quarentena - A Mostra Unifor Cenas de Quarentena nasceu da necessidade de Leão Neto, estudante de Cinema e Audiovisual, de se expressar artisticamente num período tão intenso.

“A ideia surgiu a partir da vontade de produzir. A Quarentena nos impede de realizar nossas atividades externas, muitas das minhas produções foram suspensas. Aí eu pensei, eu vou fazer a minha, eu vou criar um roteiro dentro das minhas possibilidades. Mas por que não expandir isso? Por que não propor algo para a universidade e ver se é possível? As pessoas devem sentir que o ato de criar delas é importante”, conta o estudante.

A ideia, acolhida pela TV Unifor e pelo Curso de Cinema e Audiovisual da universidade, se transformou na mostra virtual. “Achamos a ideia do Leão muito boa e pensamos em torná-la imediata para o que estamos vivendo. A princípio, seriam apenas filmes dos estudantes de Cinema, mas resolvemos ampliar para todos os alunos da Unifor. A iniciativa tenta aproximar os afetos em meio à distância. Ela ganha essa potência quando a gente consegue levar para a TV Unifor e para as mídias sociais da universidade, ampliando o alcance das produções”, destaca Max Eluard, diretor da TV Unifor e professor da graduação em Cinema. Para ele, “a arte é uma grande tábua de salvação. Expressar e compartilhar os sentimentos pode não só fazer bem para quem está realizando a obra, mas também transmitir algo que gere uma relação de empatia e de reconhecimento”.

Segundo a professora Bete Jaguaribe, coordenadora do Curso de Cinema e Audiovisual da Unifor, “tradicionalmente, em todos os grandes momentos de crise da humanidade, as artes se transformam na esfera mais privilegiada de reflexão do mundo, criando um ambiente de questões que nos ajudam a compreender a experiência social”. De acordo com a professora, o objetivo da mostra é criar mobilização para o registro dessas experiências no âmbito da quarentena. “O cinema, tecnicamente, viabiliza a possibilidade de captar o movimento do mundo, as imagens em movimento. Com certeza, sairão da mostra imagens que vão formar um repertório muito instigante para ajudar nessa reflexão.”, enfatiza.

Premiação - Os curtas-metragens selecionados serão exibidos pela TV Unifor (canal 181 da NET; e 14 da Multiplay) e publicados pelo Canal da Unifor no YouTube, em uma programação especial de entrevistas com os realizadores. Os três filmes que obtiverem o maior número de likes nas duas primeiras semanas, a contar da data de postagem, serão premiados com um tablet cada.



Serviço

Mostra Unifor Cenas de Quarentena
TV Unifor e Curso de Cinema e Audiovisual da Universidade de Fortaleza
Inscrições até 27 de maio
Contato: mostracenas@gmail.com

Comentários

Entre em contato conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Notícias mais acessadas do mês

Morre atleta cearense Bernadete Lins

O organizador de corridas, Fernando Elpídio informa a morte neste domingo (28) aos 43 anos de idade, da atleta cearense Bernadete Lins (foto):

- Uma notícia de partir o coração. Bernadete Lins, atleta cearense profissional, faleceu hoje. Tenho um carinho especial por essa batalhadora, pessoa simples, humana, que dedicou a vida ao esporte. Não lembro de quantas vezes entreguei troféus nas suas mãos no pódio. QUE PERDA! :(".
Antônia Bernadete Lins da Silva era ipuense e cursava Educação Física na Universidade Vale do Acaraú (Uva), em Sobral. Disputou as mais diversas corridas no Ceará, no Brasil e no Mundo. Era a cearense da elite do Atletismo Feminino Brasileiro. Morreu na manhã deste domingo (28), em Maranguape, quando estava treinado. Ainda foi levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Maranguape, mas chegou sem vida.
Confira a repercussão da morte de Bernadete Lins:
Marcos Prado - "Nota de pesar. Bernadete Lins nos deixa hoje, e o seu ultimo suspiro foi fazendo aquilo…

Morre radialista Evilásio Pires

Morreu nesta quarta-feira (8) aos 50 anos, o radialista Francisco Evilásio Pires Marques, da Rádio Metropolitana AM 930 e vice-presidente da Associação Social dos Profissionais de Imprensa Municipalista do Estado do Ceará (ASPIM).

Evilásio Pires tinha problemas renais o que agravou pegar o Novo Coronavírus. Foi internado por duas vezes e nesta última não resistiu. 

Evilásio Pires era identificado pelas cores do Ceará e comandava há 30 anos o Programa Radiofônico dedicado ao Alvinegro Cearense, 'A Voz do Mais Querido'.




"Amigos recebemos na emissora a triste notícia do falecimento do nosso colega  Evilásio Pires. Nossos votos de pesar e que Deus conforte a família", lamenta o radialista Alex Oliveira.

"Nosso pesar e condolências à família do amigo Evilásio Pires", escreveu o radialista Luciano Filho.

O presidente da Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (Apcdec), Alano Maia lançou uma nota de lamento:

- Nossos sentimentos. Quando o Ev…

Desembargador Jucid Peixoto do Amaral morre aos 74 anos

Morreu na tarde desta quinta-feira (9), prestes a completar 74 anos de idade, o desembargador Jucid Peixoto do Amaral. A causa da morte foi devido a um câncer que o magistrado lutava há três anos.


Durante sessão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), o presidente da Corte, desembargador Washington Araújo, propôs voto de pesar, sendo acompanhado pelos representantes do Ministério Público do Ceará, da Defensoria Pública do Ceará e da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB-CE). O Judiciário cearense também determinou luto oficial de três dias.
O desembargador Jucid Peixoto do Amaral nasceu em 16 de julho de 1946, em Fortaleza. Era filho de Cid Peixoto do Amaral e de Júlia Costa do Amaral. Ingressou na Magistratura no cargo de juiz substituto, em 21 de janeiro de 1981, assumindo a Vara Única da Comarca de Ubajara e atingiu a vitaliciedade em 21 de fevereiro de 1983, ainda na mesma unidade judiciária.

Pelo critério de antiguidade, foi promovido para a Comarca de …

Morre o sonoplasta Diocrim

Morreu neste domingo (14), o radialista Carlos Alberto de Oliveira, o Diocrim. Ele foi operador de áudio e divulgador de discos. Diocrim que iniciou sua carreira no Maranhão transferiu-se para o Rádio de Fortaleza no final da década de 1960.


Trabalhou nas rádios Dragão do Mar, Ceará Rádio Clube, Verdes Mares, Cidade AM e rádios no Maranhão; alem de ter sido membro da equipe de produção do show do também já falecido comunicador Bezerra de Menezes (Bezerrão). Diocrim foi divulgador da RGE e empresário de muito artistas cearenses. 
Durante muitos anos foi o operador do Clube dos Tetéus comandado pelo comunicador Colombo Sá, que fazia literalmente eco nos rádios espalhados pelos lares, bares e táxis de Fortaleza com o slogan "Não dorme ninguém, Diocrim", por causa do par de óculos (ocrim) que Carlos Alberto usava, enquanto cuidava do roteiro musical e da sonoplastia do programa, na mesa de áudio da Rádio Clube e depois na Verdes Mares.
Diocrim deixa viúva dona Nailde e órfão as fi…

Morre advogado que matou a bailarina Renata Braga

Morreu nesta quinta-feira (9), em Brasília, de parada cardíaca, o advogado réu confesso, Wladimir Lopes de Magalhães Porto (foto), que matou a bailarina Renata Maria Braga, em plena Avenida Beira Mar, em Fortaleza, em 28 dezembro de 1993.


Ele estava solto em 2017. Condenado pela morte de Renata Braga, Wlademir Porto deve o direito dado pela Justiça Cearense que concedeu a extinção da pena de 12 anos e seis meses.

A defesa de Wladimir Porto pediu a redução da condenação, alegando que a sentença não estaria fundamentada e seria desproporcional. Ao julgar o caso, a 1ª Câmara Criminal definiu a sentença em nove anos e dois meses de prisão, em regime inicialmente fechado. A relatora explicou que fixação da sentença alcançou patamar desproporcional às peculiaridades do caso, homicídio simples, que tem pena-base de 11 anos de reclusão.

CRIME - O crime aconteceu na madrugada de 28 de dezembro de 1993, na Avenida Beira Mar, próximo ao Edifício Jaqueline.


Renata Braga e um grupo de amigos retornava…

Postagens mais visitadas deste blog

Morre atleta cearense Bernadete Lins

O organizador de corridas, Fernando Elpídio informa a morte neste domingo (28) aos 43 anos de idade, da atleta cearense Bernadete Lins (foto):

- Uma notícia de partir o coração. Bernadete Lins, atleta cearense profissional, faleceu hoje. Tenho um carinho especial por essa batalhadora, pessoa simples, humana, que dedicou a vida ao esporte. Não lembro de quantas vezes entreguei troféus nas suas mãos no pódio. QUE PERDA! :(".
Antônia Bernadete Lins da Silva era ipuense e cursava Educação Física na Universidade Vale do Acaraú (Uva), em Sobral. Disputou as mais diversas corridas no Ceará, no Brasil e no Mundo. Era a cearense da elite do Atletismo Feminino Brasileiro. Morreu na manhã deste domingo (28), em Maranguape, quando estava treinado. Ainda foi levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Maranguape, mas chegou sem vida.
Confira a repercussão da morte de Bernadete Lins:
Marcos Prado - "Nota de pesar. Bernadete Lins nos deixa hoje, e o seu ultimo suspiro foi fazendo aquilo…

Morre radialista Evilásio Pires

Morreu nesta quarta-feira (8) aos 50 anos, o radialista Francisco Evilásio Pires Marques, da Rádio Metropolitana AM 930 e vice-presidente da Associação Social dos Profissionais de Imprensa Municipalista do Estado do Ceará (ASPIM).

Evilásio Pires tinha problemas renais o que agravou pegar o Novo Coronavírus. Foi internado por duas vezes e nesta última não resistiu. 

Evilásio Pires era identificado pelas cores do Ceará e comandava há 30 anos o Programa Radiofônico dedicado ao Alvinegro Cearense, 'A Voz do Mais Querido'.




"Amigos recebemos na emissora a triste notícia do falecimento do nosso colega  Evilásio Pires. Nossos votos de pesar e que Deus conforte a família", lamenta o radialista Alex Oliveira.

"Nosso pesar e condolências à família do amigo Evilásio Pires", escreveu o radialista Luciano Filho.

O presidente da Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (Apcdec), Alano Maia lançou uma nota de lamento:

- Nossos sentimentos. Quando o Ev…

Desembargador Jucid Peixoto do Amaral morre aos 74 anos

Morreu na tarde desta quinta-feira (9), prestes a completar 74 anos de idade, o desembargador Jucid Peixoto do Amaral. A causa da morte foi devido a um câncer que o magistrado lutava há três anos.


Durante sessão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), o presidente da Corte, desembargador Washington Araújo, propôs voto de pesar, sendo acompanhado pelos representantes do Ministério Público do Ceará, da Defensoria Pública do Ceará e da Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB-CE). O Judiciário cearense também determinou luto oficial de três dias.
O desembargador Jucid Peixoto do Amaral nasceu em 16 de julho de 1946, em Fortaleza. Era filho de Cid Peixoto do Amaral e de Júlia Costa do Amaral. Ingressou na Magistratura no cargo de juiz substituto, em 21 de janeiro de 1981, assumindo a Vara Única da Comarca de Ubajara e atingiu a vitaliciedade em 21 de fevereiro de 1983, ainda na mesma unidade judiciária.

Pelo critério de antiguidade, foi promovido para a Comarca de …

Morre o sonoplasta Diocrim

Morreu neste domingo (14), o radialista Carlos Alberto de Oliveira, o Diocrim. Ele foi operador de áudio e divulgador de discos. Diocrim que iniciou sua carreira no Maranhão transferiu-se para o Rádio de Fortaleza no final da década de 1960.


Trabalhou nas rádios Dragão do Mar, Ceará Rádio Clube, Verdes Mares, Cidade AM e rádios no Maranhão; alem de ter sido membro da equipe de produção do show do também já falecido comunicador Bezerra de Menezes (Bezerrão). Diocrim foi divulgador da RGE e empresário de muito artistas cearenses. 
Durante muitos anos foi o operador do Clube dos Tetéus comandado pelo comunicador Colombo Sá, que fazia literalmente eco nos rádios espalhados pelos lares, bares e táxis de Fortaleza com o slogan "Não dorme ninguém, Diocrim", por causa do par de óculos (ocrim) que Carlos Alberto usava, enquanto cuidava do roteiro musical e da sonoplastia do programa, na mesa de áudio da Rádio Clube e depois na Verdes Mares.
Diocrim deixa viúva dona Nailde e órfão as fi…

Morre advogado que matou a bailarina Renata Braga

Morreu nesta quinta-feira (9), em Brasília, de parada cardíaca, o advogado réu confesso, Wladimir Lopes de Magalhães Porto (foto), que matou a bailarina Renata Maria Braga, em plena Avenida Beira Mar, em Fortaleza, em 28 dezembro de 1993.


Ele estava solto em 2017. Condenado pela morte de Renata Braga, Wlademir Porto deve o direito dado pela Justiça Cearense que concedeu a extinção da pena de 12 anos e seis meses.

A defesa de Wladimir Porto pediu a redução da condenação, alegando que a sentença não estaria fundamentada e seria desproporcional. Ao julgar o caso, a 1ª Câmara Criminal definiu a sentença em nove anos e dois meses de prisão, em regime inicialmente fechado. A relatora explicou que fixação da sentença alcançou patamar desproporcional às peculiaridades do caso, homicídio simples, que tem pena-base de 11 anos de reclusão.

CRIME - O crime aconteceu na madrugada de 28 de dezembro de 1993, na Avenida Beira Mar, próximo ao Edifício Jaqueline.


Renata Braga e um grupo de amigos retornava…