Pular para o conteúdo principal

Atletas MRV são destaques em todo Mundo

A Seleção MRV #ElasTransformam já está alcançando o pódio antes mesmo das Olimpíadas começarem. Nos últimos dias, a boxeadora Beatriz Ferreira foi campeã do Torneio de Strandja, na Bulgária, considerado um dos mais tradicionais do circuito europeu na modalidade. Essa é a segunda vez que a atleta conquista o primeiro lugar nessa competição, ela já havia sido campeã em 2019. Já a velejadora Kahena Kunze (foto Fernando Frazão-Agência Brasil) ganhou, com sua dupla Martine, o primeiro lugar na Lanzarote Winter Series, que aconteceu no litoral do arquipélago das Ilhas Canárias, na Espanha.

Outras esportistas da seleção estão prestes a participar de disputas internacionais de extrema relevância que, se conquistadas, serão grandes marcos em suas carreiras. Nos próximos dias, Ana Patrícia, do Vôlei de Praia, vai para Doha, no Circuito Mundial, com sua dupla Rebecca. Já Bruna Takahashi, do Tênis de Mesa, também estará na capital do Catar, em breve, no Aberto de Doha. Além de serem importantes, todos esses campeonatos servem como preparatório para as Olimpíadas – principal foco do programa #ElasTransformam.

Desde meados do primeiro semestre de 2020, a MRV, plataforma de soluções habitacionais, está patrocinando, por 24 meses, 12 atletas do sexo feminino que estão competindo por vagas nas Olimpíadas de Tóquio, que acontecem em julho de 2021, além da garota Lari Gol, de apenas 10 anos que sonha em ser jogadora de futebol. Mesmo com o foco principal na competição internacional, o patrocínio da empresa a essas atletas também as ampara para outros campeonatos e disputas de muita importância para suas carreiras e que acontecem nesse período de dois anos.

Com o objetivo de fomentar o esporte nacional e ajudar a transformar sonhos em realidade, a MRV, com a campanha #ElasTransformam busca enaltecer a importância da presença feminina no esporte. As atletas patrocinadas pela companhia nesse projeto são: Aline Silva (Wrestling Olímpico); Ana Patricia Ramos (Vôlei de Praia); Ana Sátila (Canoagem); Beatriz Iasmin Ferreira (Boxe); Bruna Takahashi (Tênis de Mesa); Flavia Saraiva (Ginástica Artística); Kahena Kunze (Vela); Lorrane Ferreira (Natação); Luísa Baptista (Modalidade: Triathlon); Luiza Guisso Fiorese (Vôlei sentado – paralímpico); Rayssa Leal (Skate Street); Silvana Lima (Surf) e Lari Gol.

ESG - Ao longo de 41 anos de atuação no Mercado Imobiliário, a MRV intensificou seus investimentos nos pilares ESG (Enviromental, Social and Governance) se tornando referência no setor quando se trata de sustentabilidade. Apesar da temática ter ganhado destaque no último ano entre as empresas, a Companhia já adota ESG como metas permanentes para sua alta gestão desde 2015. Exemplo disso está no investimento em urbanização, que se refere ao valor que é aplicado diretamente nas cidades de atuação da companhia. 

Somente no ano passado, a MRV, uma plataforma de soluções habitacionais, investiu cerca de R$ 230 milhões nos municípios onde atua com execução de obras de pavimentação, construção de estações de tratamento de água e esgoto, de parques, ciclovias, entre outras diversas melhorias em equipamentos públicos de forma espontânea ou por meio de parcerias público privadas acordadas com prefeituras em função de seus empreendimentos.

A MRV está presente em mais de 160 cidades em todo o Brasil. Se somada ao investimento dos últimos quatro anos, a quantia empregada para garantir mais qualidade de vida dos seus clientes e da vizinhança dos seus empreendimentos chega a R$ 1 bilhão. Segundo o presidente da companhia, Eduardo Fischer, este valor faz parte de uma estratégia de negócio da MRV. 

- É o conceito de entrega do nosso produto, por isso não somos apenas uma construtora, entregamos soluções em moradia. E a moradia não se resume ao apartamento de ótima qualidade. Toda a vizinhança de um empreendimento influencia o valor agregado do imóvel, como boas vias de acesso, iluminação pública, saneamento, espaços de lazer e integração com o Meio Ambiente. Isso traz benefício para toda comunidade ou mesmo um bairro inteiro”.

Também em 2020,  a MRV destinou mais de R$ 5 milhões para o plantio de árvores, o que representa 160 mil mudas espalhadas por todo o país. O plantio ocorre com finalidades diversas, desde paisagismo até a recomposição de áreas de preservação ambiental. Esta ação está prevista na “Visão 2030 MRV”, documento que relaciona as atividades da empresa ao alcance dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), sendo um importante norteador do investimento relacionado à sociedade e Meio Ambiente.

No ano passado, o presidente Eduardo Fischer, se tornou um Líder de ImPacto, programa do Pacto Global da ONU, que coloca presidentes de grandes marcas como porta-vozes da sustentabilidade para a evolução dos negócios inserindo os ODS nas estratégias de suas companhias. Fischer adotou o ODS11, Cidades e Comunidades Sustentáveis.

- A MRV entende que faz parte do desenvolvimento urbano e da manutenção do meio ambiente. Todo o setor privado está entendendo que precisa promover o bom uso dos recursos para que as populações tenham melhor qualidade de vida e é isso que vamos continuar fazendo”, explicou Fisher.


CDP
- A MRV foi reconhecida mais uma vez por sua atuação sustentável pelo CDP, uma organização sem fins lucrativos, que tem como objetivo coletar dados de companhias de capital aberto para divulgar suas informações sobre as ações de mudanças climáticas. 

A empresa teve sua nota de engajamento para mudanças climáticas junto a cadeia de fornecedores alterada de B- para A-, um salto de dois pontos em uma escala de vai de A+ a F-.

O CDP opera um sistema de divulgação global que permite que empresas, cidades, estados e regiões meçam e gerenciem seus riscos e oportunidades ligados aos temas de mudanças climáticas, recursos hídricos e uso de madeira, além de possuir a coleção mais abrangente de dados ambientais auto divulgados do mundo. Essas informações permitem que investidores, empresas e governos compreendam os impactos que causam ao meio ambiente, busquem formas de mitigação e identifiquem oportunidades para atuarem de forma mais responsável.

A construtora obteve o reconhecimento da entidade após o lançamento global da pontuação para 2020. As empresas que responderam à versão completa do questionário de Mudanças Climáticas do CDP também recebem uma Classificação de Engajamento de Fornecedores (SER, ou Supplier Engagement Rating, em inglês), além de sua pontuação sobre este questionário. O SER avalia o desempenho em governança, metas, emissões de escopo 3 e engajamento da cadeia de valor no questionário de Mudanças Climáticas. 

O diretor executivo de Sustentabilidade e Relações Institucionais da MRV, Raphael Lafeta (foto), destaca que o reconhecimento é resultado de uma política de mudanças climáticas presente nos compromissos prioritários que a companhia possui. “É uma prova de que nossas estratégias para aplicar ações relacionadas às mudanças no clima nos processos da companhia estão gerando valor, como por exemplo compromissos públicos como o SBTi e participação no CDP Supply Chain. Vamos continuar não medindo esforços para melhorar os processos neste sentido”.

Hoje a Companhia participa do Programa CDP Supply Chain, programa voltado para a sensibilização, desenvolvimento, riscos e compromissos dos nossos fornecedores com os temas dos questionários do CDP. Através deste programa conseguimos monitorar a evolução dos nossos fornecedores com os temas e oportunidade de desenvolvimento de trabalhos em conjunto em prol da Sustentabilidade.

Sobre a MRV - Fundada em outubro de 1979, em Belo Horizonte, a MRV Engenharia é a maior construtora residencial da América Latina e líder nacional no mercado de imóveis econômicos. Presente em mais de 160 cidades de 22 Estados e no Distrito Federal, a companhia tem como compromisso contribuir para o desenvolvimento e transformação social investindo nas comunidades onde atua, melhorando a qualidade de vida de seus habitantes. Somente nos últimos quatro anos, investiu R$ 1 bilhão em obras de infraestrutura, com a construção de Parques, Praças, Escolas, Creches, Unidades Básicas de Saúde, Estações de Tratamento de Esgoto e Obras Viárias.

Comentários

Entre em contato conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Notícias mais acessadas do mês

Morre radialista Will Nogueira

Morreu vítima de covid-19, na manhã desta segunda-feira (5), o radialista cearense Will Nogueira ( Francisco de Assis Nogueira Bastos), aos 60 anos . Will Nogueira estava internado, no Hospital São Carlos-Fortaleza, intubado há dez dias e nesta segunda-feira não resistiu as complicações da covid-19. O velório e sepultamento são restritos a familiares, na tarde desta segunda-feira no Cemitério Jardim Metropolitano (4º Anel Viário no Coaçu-Eusébio) Formado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Will Nogueira (foto) iniciou no Rádio na década de 1980 pela Rádio Iracema AM 1.300, no Programação Geração 80.  Trabalhou durante 36 anos no Sistema Verdes Mares SVM), dirigindo a Rádio FM 93. Também fez carreira na TV, atuando como apresentador dos programas Terral, na TV Ceará (ex-TV Educativa), e Sábado Alegre, na TV Diário.  Ultimamente depois da aposentadoria da FM 93, em 2015, era consultor em programação de Rádio e TV.   Por muitas vezes troquei ideias sobre Rádio

Familiares de Iraguassu Teixeira pedem doação para instituições de caridade no lugar de coroas de flores

Morreu no início da noite desta segunda-feira (22) aos 80 anos, o ex-vereador José Iraguassu Teixeira. Este estava internado há 15 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional Unimed Fortaleza com complicações da Covid-19. A família do Doutor Iraguassu informa que o velório acontece no Complexo Funerário Ethernus (Rua Padre Valdevino) com missa de corpo presente às dez da manhã e cremação às 11 da manhã desta terça-feira (23). O velório, missa e cremação são restritos aos familiares. A família solicita que ao invés de enviar coroas de flores façam um doação do valor a uma instituição de caridade de Fortaleza. Iraguassu Teixeira Filho - Hoje encerra-se a jornada do meu pai na terra. Façam uma oração por ele. Com profundo pesar informamos a partida do médico e ex-vereador de Fortaleza Doutor Iraguassú Teixeira, aos 80 anos, na noite desta segunda-feira (22), vítima de complicações causadas pela Covid-19. Iraguassu Teixeira estava internado na UTI do Hospital Regional

RioMar participa da Hora do Planeta 2021 neste sábado

Os Shoppings RioMar Fortaleza e Kennedy participam da Hora do Planeta neste sábado (26), às oito e meia da noite:

Morre radialista Flávio Moreira

- Tópico de número um. Assim começava seu noticiário, Flávio Moreira (foto). Radialista amigo, que nos deixou na madrugada deste domingo (14), aos 72 anos de idade. Flávio do Nascimento Moreira Júnior nasceu em 16 de agosto de 1948. Conheci Flávio Moreira no auge da Programação Esportiva da Rádio Iracema AM 1.300, na Equipe Verde Amarela comandada por Chico Carloto e Franco Vasconcelos. O Novo Coronavírus levou Flávio Moreira de tantas reportagens esportivas, políticas, econômicas e sociais. Ultimamente, Flávio estava com os noticiários de hora em hora na Rádio Cidade AM 860. Mas há dez dias pegou a tal Covid. Começou o tratamento. Precisou ser internado. Intubado..não resistiu. Estou muito abalado, porque tenho em Flávio um professor no Radiojornalismo Esportivo. Quantas lições ele passou para gerações e gerações de radialistas esportivos? Muitas, né Carlos Gomes, Ricardo Mota, Miguel Júnior, Paulo César Carioca (saudosa memória)... Flávio Moreira de tantas rádios locais e nacionais;

Orquestra São Gonçalo do Amarante apresenta Live com Waldonys e Bruna Ene

Nesta terça-feira (30), às 19 horas, através do Instagram ( @orquestramunicipalsga ), a Orquestra Municipal de São Gonçalo do Amarante (OMSGA) realiza a Live Bate-Papo com os artistas Waldonys e Bruna Ene, que falarão sobre carreira e sucesso para os alunos da Orquestra e também público em geral. A OMSGA é a primeira Orquestra da Região e, desde seu lançamento em 2015, tem despertado um novo olhar para o Cenário Cultural de São Gonçalo do Amarante, bem como a inclusão social através da Arte e da Cultura. E, durante a Pandemia do Novo Coronavírus-Covid-19, como Medida Preventiva e Protetiva, o Projeto adotou as Medidas Sanitárias necessárias de Distanciamento Social, adotando as aulas remotas e recursos online para que os estudantes pudessem acompanhar o ano letivo sem prejuízos de aprendizagem. De acordo com o idealizador do Projeto, o gestor e produtor cultural William Mendonça, essa programação de Lives surge de uma necessidade de reinvenção criativa.  - Nesse momento tão difícil de

Postagens mais visitadas deste blog

Morre radialista Will Nogueira

Morreu vítima de covid-19, na manhã desta segunda-feira (5), o radialista cearense Will Nogueira ( Francisco de Assis Nogueira Bastos), aos 60 anos . Will Nogueira estava internado, no Hospital São Carlos-Fortaleza, intubado há dez dias e nesta segunda-feira não resistiu as complicações da covid-19. O velório e sepultamento são restritos a familiares, na tarde desta segunda-feira no Cemitério Jardim Metropolitano (4º Anel Viário no Coaçu-Eusébio) Formado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Will Nogueira (foto) iniciou no Rádio na década de 1980 pela Rádio Iracema AM 1.300, no Programação Geração 80.  Trabalhou durante 36 anos no Sistema Verdes Mares SVM), dirigindo a Rádio FM 93. Também fez carreira na TV, atuando como apresentador dos programas Terral, na TV Ceará (ex-TV Educativa), e Sábado Alegre, na TV Diário.  Ultimamente depois da aposentadoria da FM 93, em 2015, era consultor em programação de Rádio e TV.   Por muitas vezes troquei ideias sobre Rádio

Familiares de Iraguassu Teixeira pedem doação para instituições de caridade no lugar de coroas de flores

Morreu no início da noite desta segunda-feira (22) aos 80 anos, o ex-vereador José Iraguassu Teixeira. Este estava internado há 15 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional Unimed Fortaleza com complicações da Covid-19. A família do Doutor Iraguassu informa que o velório acontece no Complexo Funerário Ethernus (Rua Padre Valdevino) com missa de corpo presente às dez da manhã e cremação às 11 da manhã desta terça-feira (23). O velório, missa e cremação são restritos aos familiares. A família solicita que ao invés de enviar coroas de flores façam um doação do valor a uma instituição de caridade de Fortaleza. Iraguassu Teixeira Filho - Hoje encerra-se a jornada do meu pai na terra. Façam uma oração por ele. Com profundo pesar informamos a partida do médico e ex-vereador de Fortaleza Doutor Iraguassú Teixeira, aos 80 anos, na noite desta segunda-feira (22), vítima de complicações causadas pela Covid-19. Iraguassu Teixeira estava internado na UTI do Hospital Regional

RioMar participa da Hora do Planeta 2021 neste sábado

Os Shoppings RioMar Fortaleza e Kennedy participam da Hora do Planeta neste sábado (26), às oito e meia da noite:

Morre radialista Flávio Moreira

- Tópico de número um. Assim começava seu noticiário, Flávio Moreira (foto). Radialista amigo, que nos deixou na madrugada deste domingo (14), aos 72 anos de idade. Flávio do Nascimento Moreira Júnior nasceu em 16 de agosto de 1948. Conheci Flávio Moreira no auge da Programação Esportiva da Rádio Iracema AM 1.300, na Equipe Verde Amarela comandada por Chico Carloto e Franco Vasconcelos. O Novo Coronavírus levou Flávio Moreira de tantas reportagens esportivas, políticas, econômicas e sociais. Ultimamente, Flávio estava com os noticiários de hora em hora na Rádio Cidade AM 860. Mas há dez dias pegou a tal Covid. Começou o tratamento. Precisou ser internado. Intubado..não resistiu. Estou muito abalado, porque tenho em Flávio um professor no Radiojornalismo Esportivo. Quantas lições ele passou para gerações e gerações de radialistas esportivos? Muitas, né Carlos Gomes, Ricardo Mota, Miguel Júnior, Paulo César Carioca (saudosa memória)... Flávio Moreira de tantas rádios locais e nacionais;

Orquestra São Gonçalo do Amarante apresenta Live com Waldonys e Bruna Ene

Nesta terça-feira (30), às 19 horas, através do Instagram ( @orquestramunicipalsga ), a Orquestra Municipal de São Gonçalo do Amarante (OMSGA) realiza a Live Bate-Papo com os artistas Waldonys e Bruna Ene, que falarão sobre carreira e sucesso para os alunos da Orquestra e também público em geral. A OMSGA é a primeira Orquestra da Região e, desde seu lançamento em 2015, tem despertado um novo olhar para o Cenário Cultural de São Gonçalo do Amarante, bem como a inclusão social através da Arte e da Cultura. E, durante a Pandemia do Novo Coronavírus-Covid-19, como Medida Preventiva e Protetiva, o Projeto adotou as Medidas Sanitárias necessárias de Distanciamento Social, adotando as aulas remotas e recursos online para que os estudantes pudessem acompanhar o ano letivo sem prejuízos de aprendizagem. De acordo com o idealizador do Projeto, o gestor e produtor cultural William Mendonça, essa programação de Lives surge de uma necessidade de reinvenção criativa.  - Nesse momento tão difícil de