Pular para o conteúdo principal

Censo 2022 em Domicílio Coletivo


Às 7h15 da manhã, os monges residentes no Mosteiro de São Bento, no Centro do Rio, começaram a entoar os cantos gregorianos que dão início à missa matinal. Encerrada a celebração de 45 minutos na capela-mor, retiraram-se para seus aposentos. A rotina de orações e trabalho daquele dia 6 de setembro só foi quebrada às 9 horas, com a chegada da recenseadora do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com seu dispositivo móvel de coleta à mão, veio pronta para fechar mais uma série de questionários.



Mas por que o IBGE faz recenseamento em um mosteiro? Porque o Censo também entrevista as pessoas que residem em estabelecimentos ou instituições onde a relação entre os habitantes é restrita a normas de subordinação administrativa. São os chamados domicílios coletivos com morador. Além de mosteiros e conventos, esta classificação inclui quartéis, asilos, orfanatos, pensões, hospitais, clínicas (com internação), presídios e até campings.

- No Censo de 2010, os domicílios coletivos representavam 0,1% de todos os domicílios ocupados no Brasil”, lembra Gustavo Junger, técnico da Coordenação de População e Indicadores Sociais (Copis) do IBGE. Passada mais de uma década, mudanças metodológicas, conceituais e tecnológicas refinaram a contagem, o que deve ser percebido no Censo 2022. “A própria tipologia dos domicílios coletivos foi alterada”, ressalta o técnico.

Em 2010, foram pesquisados cinco tipos de domicílios coletivos: asilo, orfanato e similares; hotel, pensão e similares; alojamento de trabalhadores; penitenciária, presídio ou casa de detenção; e outros. 

- Nessa categoria de ‘outros’, abrigava-se um grande grupo no qual não era possível distinguir esses tipos de domicílios”, explica Junger. 

Após revisão da equipe multidisciplinar do IBGE, chegou-se à melhor fórmula para a pesquisa que está em campo, com 11 categorias.

A classificação neste Censo 2022 passou a ser assim: abrigo, albergue ou casa de passagem para população em situação de rua; clínica psiquiátrica, comunidade terapêutica e similar; orfanato e similar; penitenciária, casa de detenção e similar; quartel ou outra organização militar; abrigo, casa de passagem ou república assistencial para vulneráveis; asilo ou outra instituição de longa permanência para idosos; unidade de internação de menores; hotel ou pensão; alojamento; e outros. 

- Com a distribuição dessa população de forma mais desagregada, é possível realizar estudos e pensar políticas de forma mais precisa, voltada para grupos específicos dentro desses domicílios”, completa Junger.

- Para se ter uma ideia da dimensão do trabalho, somente na categoria que inclui os presídios, o IBGE vai visitar cerca de 1.500 estabelecimentos penais em todo o país. Para cada tipo de domicílio, nós empregamos uma estratégia diferente”, explica José Francisco Teixeira Carvalho, superintendente estadual do IBGE no Rio. 

- No caso das penitenciárias, nós enviamos um ofício à Secretaria de Segurança e ela o encaminha aos diretores das unidades, para que nos deem acesso”, complementa. Durante a operação de recenseamento no local, não há necessidade de entrevistar individualmente cada detento, pois pode-se recorrer a registros administrativos de posse dos diretores de cada instituição.



Recenseadora Ana Cristina do Amaral levou menos de duas horas para concluir seu trabalho  



Igreja começou a ser construída em 1633, no alto do Morro de São Bento 



Equipe de reportagem do IBGE chegou cedo ao local e registrou momentos da missa matinal
 


Maior cargo na hierarquia beneditina, abade Dom Filipe da Silva celebra a missa das 7h15



Ambiente bucólico inspira à "oração e trabalho", o lema de São Bento 



Um a um, os monges compareciam à salinha reservada para o recenseamento  



Recenseadora Ana Cristina do Amaral levou menos de duas horas para concluir seu trabalho 



Igreja começou a ser construída em 1633, no alto do Morro de São Bento 

No Mosteiro de São Bento, o abade Dom Filipe da Silva – ocupante do cargo mais alto na ordem beneditina – preparou uma salinha no primeiro andar do prédio especialmente para o recenseamento de seus subordinados. Um por um, os monges se dirigiam ao local e eram entrevistados por Ana Cristina do Amaral. “Fui muito bem recebida aqui no mosteiro, todos ajudaram muito”, atesta a recenseadora, responsável por aquele setor no Centro da cidade.

Em menos de duas horas, o trabalho estava concluído. No total, residem ali 34 monges. Como quatro deles estavam na enfermaria, foi o próprio Dom Filipe quem passou as informações relativas aos que não puderam comparecer pessoalmente – procedimento normal em se tratando de domicílios coletivos.

- O Censo é superimportante pois revela a todos nós o rosto de uma nação: seu potencial, seus números, suas virtudes, suas necessidades”, afirma Dom Filipe, acrescentando que “todos devem cooperar, pois cada Censo vai revelando facetas de um país”.



Oração e trabalho, a rotina monástica - O Mosteiro de São Bento foi fundado em 1590, no alto do morro de mesmo nome. Foi a segunda ordem religiosa a estabelecer casa no Rio de Janeiro, sendo os beneditinos antecedidos apenas pelos jesuítas. A atual igreja começaria a ser construída em 1633 e o novo prédio do mosteiro, que substituiu o antigo, feito de taipa de mão, teve sua construção iniciada em 1652. Hoje, além do mosteiro e da igreja, o local também abriga um colégio e uma faculdade, todos ligados à ordem beneditina e dirigidos pelo abade Dom Filipe da Silva, de 60 anos.

Nascido no município alagoano de Rio Largo, o religioso ingressou no mosteiro em fevereiro de 1988 e, após um ano de postulantado e dois de noviciado, fez seus votos definitivos em 1993. Tornou-se abade em 2006. Graduado em filosofia e teologia, explica de memória a rotina monástica. “Acordamos todos os dias às 4h30 e iniciamos a vigília (de orações) às 5h. A missa conventual começa às 7h15. O almoço é servido a partir das 11h45 e as vésperas (como é chamada a missa da tarde) ocorrem às 18h. Às 20h, nos recolhemos às celas (aposentos)”. Eventualmente, em dias de solenidades, como Natal e Páscoa, os horários sofrem alterações. “Mas nossa vida é dedicada ao lema ‘Ora et Labora’, que em latim significa orar e trabalhar”, ressalta Dom Filipe.

Responder ao Censo, no entanto, não foi nem um pouco trabalhoso. O questionário básico foi preenchido em menos de cinco minutos. “O Censo oferece indicativos para as ações nos vários campos da vida: educação, saúde, saneamento básico. Isso dá base para o governo compreender suas ações e para o próprio povo se ver e ver o seu rosto... e olhando seu rosto, analisar o que pode melhorar, o que pode mudar, o que pode crescer”, conclui.

Com informações da Agência IBGE Notícias e fotos de Jéssica Cândido.

Comentários


Comentários

Para comentários públicos, favor utilizar campo ao final da notícia, logo acima da publicidade.

Notícias mais acessadas do mês

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).

Após 13 anos, polícia prende envolvido em assalto ao BC de Fortaleza

A Polícia Militar do Distrito Federal prendeu hoje (14) Adelilno Angelim de Sousa Neto, de 36 anos, que participou de um dos maiores assaltos do Brasil: o furto ao Banco Central em Fortaleza, em 2005. Na ocasião, a quadrilha levou aproximadamente R$ 164 milhões do caixa-forte – o equivalente a três toneladas e meia de notas de dinheiro. Após 13 anos, o homem que fugiu do Ceará foi preso a 17 quilômetros do Plano Piloto – área central de Brasília. Adelino foi preso em casa, no Paranoá, bairro a 17 quilômetros do centro de Brasília, onde vivia há 5 anos. O homem, que vinha sendo monitorado pela Secretaria de Segurança Pública do DF, foi levado para o Complexo Penitenciário da Papuda e aguardará audiência de custódia. Não é a primeira vez que o suspeito é preso. Ele chegou a ser detido em Fortaleza, foi solto e depois houve um novo pedido de prisão. O furto ao Banco Central de Fortaleza, ficou conhecido no país como um crime cinematográfico. Segundo as investigações, 11 pessoas p

Orgulho Lésbico

 

Ator José Dumont é preso

Informa o jornalista Cláudio Teran : POLÍCIA PRENDE ATOR JOSÉ DUMONT -Cadeia aos 72 anos. Preso em flagrante, nesta quinta-feira (15), ele é acusado de estupro de vulnerável e do grave crime de Pedofilia. Segundo informações da TV UOL, o artista é investigado por manter um relacionamento com um fã de 12 anos. 12 anos de idade! E de guardar vídeos pornôs com crianças em seu celular, fato que a polícia constatou. O FIM DE UMA CARREIRA - Paraibano de Bananeiras, Zé Dumont ganhou fama pelo talento para fazer tipos populares. Atuou em novelas importantes da Televisão, como, "Nos Tempos do Imperador". E foi do elenco da primeira versão de "Pantanal". No filme, "O Homem que Virou Suco", vive um nordestino cuja vida pobre e anônima na construção civil do Sul o torna alguém invisível, como se nem sequer existisse. GLOBO DEMITIU NA HORA -Tão logo o fato veio à público a TV Globo demitiu José Dumont do elenco da novela Todas as Flores, que passa na Globo Play. O FIM

Morre Rolando Boldrin

Informa o G1: O ator, cantor, compositor e apresentador da TV Cultura Rolando Boldrin morreu nesta quarta-feira aos 86 anos, em São Paulo. A causa da morte não foi informada. Ele estava internado no Hospital Albert Einstein havia 2 meses. O velório será realizado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Com mais de 60 anos de carreira na TV, Rolando Boldrin apresentou o programa musical "Sr. Brasil" por 17 anos. "Ele tirou o Brasil da Gaveta' e fez coro com os artistas mais representativos de todas as regiões do país. Em seu programa, o cenário privilegiava os artesãos brasileiros e era circundado por imagens dos artistas que fizeram a nossa história, escrita, falada e cantada, e que já viajaram, muitos deles 'fora do combinado', conforme costumava dizer Rolando", diz nota da TV Cultura. Boldrin também fez carreira na teledramaturgia. Como ator, Rolando atuou em mais de 30 novelas, como “O Direito de Nascer”; “As Pupilas do Senhor Reitor”; “Os D

Postagens mais visitadas deste blog

Acidente fatal

"Um acidente envolvendo quatro veículos, entre eles um ônibus que fazia o trajeto São Paulo/Ceará, deixou cinco pessoas mortas na BR-135, em Montes Claros, no norte de Minas Gerais, na noite de ontem. De acordo com agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município, o ônibus teria perdido o freio na descida e atingido um caminhão bitrem, uma carreta e uma moto, em um trevo da rodovia. Entre as vítimas fatais estão um bebê de nove meses, um passageiro e o motorista reserva, que estavam no ônibus, e o condutor da carreta. Uma pessoa chegou a ser socorrida, mas morreu na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros. A mãe do bebê está entre as vítimas feridas. No ônibus haviam 50 passageiros, e os feridos foram atendidos em hospitais da região. Segundo a PRF, o ônibus tinha autorização de viagem e lista de passageiros. ( Redação O POVO Online com informações do G1).

Após 13 anos, polícia prende envolvido em assalto ao BC de Fortaleza

A Polícia Militar do Distrito Federal prendeu hoje (14) Adelilno Angelim de Sousa Neto, de 36 anos, que participou de um dos maiores assaltos do Brasil: o furto ao Banco Central em Fortaleza, em 2005. Na ocasião, a quadrilha levou aproximadamente R$ 164 milhões do caixa-forte – o equivalente a três toneladas e meia de notas de dinheiro. Após 13 anos, o homem que fugiu do Ceará foi preso a 17 quilômetros do Plano Piloto – área central de Brasília. Adelino foi preso em casa, no Paranoá, bairro a 17 quilômetros do centro de Brasília, onde vivia há 5 anos. O homem, que vinha sendo monitorado pela Secretaria de Segurança Pública do DF, foi levado para o Complexo Penitenciário da Papuda e aguardará audiência de custódia. Não é a primeira vez que o suspeito é preso. Ele chegou a ser detido em Fortaleza, foi solto e depois houve um novo pedido de prisão. O furto ao Banco Central de Fortaleza, ficou conhecido no país como um crime cinematográfico. Segundo as investigações, 11 pessoas p

Orgulho Lésbico

 

Ator José Dumont é preso

Informa o jornalista Cláudio Teran : POLÍCIA PRENDE ATOR JOSÉ DUMONT -Cadeia aos 72 anos. Preso em flagrante, nesta quinta-feira (15), ele é acusado de estupro de vulnerável e do grave crime de Pedofilia. Segundo informações da TV UOL, o artista é investigado por manter um relacionamento com um fã de 12 anos. 12 anos de idade! E de guardar vídeos pornôs com crianças em seu celular, fato que a polícia constatou. O FIM DE UMA CARREIRA - Paraibano de Bananeiras, Zé Dumont ganhou fama pelo talento para fazer tipos populares. Atuou em novelas importantes da Televisão, como, "Nos Tempos do Imperador". E foi do elenco da primeira versão de "Pantanal". No filme, "O Homem que Virou Suco", vive um nordestino cuja vida pobre e anônima na construção civil do Sul o torna alguém invisível, como se nem sequer existisse. GLOBO DEMITIU NA HORA -Tão logo o fato veio à público a TV Globo demitiu José Dumont do elenco da novela Todas as Flores, que passa na Globo Play. O FIM

Morre Rolando Boldrin

Informa o G1: O ator, cantor, compositor e apresentador da TV Cultura Rolando Boldrin morreu nesta quarta-feira aos 86 anos, em São Paulo. A causa da morte não foi informada. Ele estava internado no Hospital Albert Einstein havia 2 meses. O velório será realizado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Com mais de 60 anos de carreira na TV, Rolando Boldrin apresentou o programa musical "Sr. Brasil" por 17 anos. "Ele tirou o Brasil da Gaveta' e fez coro com os artistas mais representativos de todas as regiões do país. Em seu programa, o cenário privilegiava os artesãos brasileiros e era circundado por imagens dos artistas que fizeram a nossa história, escrita, falada e cantada, e que já viajaram, muitos deles 'fora do combinado', conforme costumava dizer Rolando", diz nota da TV Cultura. Boldrin também fez carreira na teledramaturgia. Como ator, Rolando atuou em mais de 30 novelas, como “O Direito de Nascer”; “As Pupilas do Senhor Reitor”; “Os D