Pular para o conteúdo principal

Dragão lembra Dia do Orgulho LGBTQIA+

Para celebrar o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+ (28 de junho), a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), o Instituto Dragão do Mar (IDM) e a Rede de Equipamentos da Cultura do Ceará, realizam até quarta-feira (30 de junho), uma série de ações, ressaltando conquistas para este público no setor cultural. Uma programação temática especial, que já vem acontecendo, se amplia a partir desta semana e até o final do mês para dar visibilidade à data. 

Além das programações culturais, os equipamentos participam da campanha #cearáédetodes da Secretaria de Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos do Ceará (SPS), envolvendo ações nas redes sociais e nos próprios espaços dos equipamentos com hasteamento de bandeira e mensagens em letreiro. Os equipamentos também ganharão placas de aviso sobre a proibição de discriminação por orientação sexual ou identidade de gênero, conforme a Lei 17.480, sancionada pelo governador Camilo Santana em maio deste ano.

- Filmes, espetáculos, playlist. A Rede de Equipamentos Culturais da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará é iluminada com as cores e os brilhos do Orgulho LGBTQI+. O amor é diverso e toda maneira de amar e de fazer artes valem a pena. Juntamente com o Instituto Dragão do Mar preparamos uma programação não só para celebrar, mas também para jogar luzes, reflexões, posturas e posicionamentos em meio a este mundo que anda meio careta e covarde. A diversidade artística e de gêneros são dimensões vitais para o exercício da cidadania cultural, da liberdade de expressão e de transformação do mundo. É isso que fazemos na Secult Ceará. Viva a Semana do Orgulho LGBTQI+!”, ressalta o secretário da Cultura, Fabiano Piúba.

Entre os destaques da programação LGBTQIA+ estão a estreia a Sessão Circular #2 do Cinema do Dragão, no Youtube do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC), com a temática “Desejo e memória em movimento”, que exibirá, até 7 de julho, 5 curtas brasileiros que atravessam questões relacionadas ao universo LGBTQIA+: Quinze (Maurílio Martins), Aonde vão os pés (Débora Zanatta), Rebu – a egolombra de uma sapatão quase arrependida (Mayara Santana), Peixe (Yasmin Guimarães), À beira do planeta mainha soprou a gente (Bruna Barros e Bruna Castro). O MAC Dragão exibe “Via das Bonecas”, obra da artista multilinguagem travesti Isadora Ravena, também no canal de YouTube do Dragão.

O Dragão do Mar lança neste domingo (27), às 17 horas, uma playlist do YouTube com programações com temáticas LGBTQIA+ e protagonizadas por pessoas LGBTQIA+. Já na segunda (28), às 15 horas, acontece a live “FALA SAPATÃO – Orgulho e Amor como estratégias para existir”, com Marília Oliveira, Luana Caiubi e Renata Monte no Youtube do Dragão. Na live, o trio transita entre o orgulho de existir como sapatona, a alegria de celebrar o amor entre mulheres e pessoas não binárias, a afirmação da lesbianidade como política de existência e a ratificação de suas histórias, trajetórias profissionais, de seus espaços de ação e modos de ser.

A Biblioteca Pública do Estado do Ceará (BECE), por sua vez, mergulha no processo de escrita e na narrativa do livro “A Palavra que Resta”, de Stênio Gardel, dentro da sua nova faixa de programação “Travessias Literárias”. O primeiro romance do cearense, natural de Limoeiro do Norte, e promessa da literatura brasileira conta a trajetória de Raimundo Gaudêncio, homem analfabeto que na juventude teve seu amor secreto brutalmente interrompido e que guardou consigo uma carta que nunca pôde ler. Após cinquenta anos, Raimundo decide aprender a ler para finalmente descobrir o que está escrito na carta que recebeu do seu grande amor, Cícero. A atividade acontece no Youtube da BECE.

Enquanto isso, o Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ), entre outras ações, convida artistas da cidade para um “Bate papo com convidades sobre o dia do orgulho LGBTQIA+”, nesta segunda (28), às 19 horas, no YouTube do CCBJ, por meio do Núcleo de Articulação Técnica e Especializada do CCBJ (NARTE).

A Porto Iracema das Artes celebra a data com uma programação de cinco lives entre segunda (28) e quarta (30 de junho). No próprio Dia do Orgulho (28 de junho), às 16 horas, os artistas Bruno Gomes – Jaguar Oricci Valentino, Dandara Lima e Jhon7 Avalanx apresentam na MOPI8 o videodança da pesquisa “Soft-fúria – O vogue e a expansão da cena Ballroom no estado do Ceará – Um olhar Afro-brasileiro”, desenvolvida no Laboratório de Dança da Escola. Já às 19 horas, a Escola recebe também no Youtube as artistas Gal Cipreste, Rodrigo Pinheiro e Ton Zaranza para uma conversa sobre a existência de corpos dissidentes nas ruas e na fotografia. A partir de uma reflexão sobre os perigos que cercam a vida de pessoas LGBTQIA+, as artistas produziram as séries fotográficas “Não leve flores”, que leva o título de uma canção do compositor cearense Belchior, e “GH, Gal e Hiroshima”.

No Theatro José de Alencar (TJA), a data será lembrada em dose dupla no próprio dia 28 de junho. Às 19 horas, pelo canal do YouTube, haverá a reapresentação do “Cabaré Online” das Travestidas. O espetáculo, gravado previamente no equipamento (seguindo todos os protocolos em decorrência da covid-19), já havia sido exibido em 16 de maio, porém teve seu material reeditado para uma nova transmissão agora neste mês de junho. Às 20 horas, também pelo YouTube do TJA, o destaque será o segundo episódio do “Tomada LBT”. Agora em formato de podcast visual, com curadoria e apresentação de Honório Félix e Noá Bonoba, o projeto terá como convidada a artista Isadora Ravena para um bate-papo virtual sobre suas poéticas e pesquisas, bem como suas referências, num clima mais descontraído que flerta com o universo das revistas.

O Cineteatro São Luiz fará o lançamento, nesta segunda (28), de uma playlist com filmes e espetáculos sobre a pauta LGBTQIA+, incluindo o espetáculo “As Canalhas” lançado em 12 de junho. O experimento cênico-musical – montado no contexto da pandemia, entre outubro e dezembro de 2020 – é protagonizado por Davi Alenquer e Mizza Alves, dois potentes artistas da cena cearense LGBQIA+ que, através da linguagem artística, promovem reflexões sobre a censura e o fascismo e levantam questionamento sobre padrões pré-estabelecidos.

O Sobrado Doutor José Lourenço dedica as publicações nas redes sociais à pauta LGBTQIA+. Durante a semana abordará a história das Paradas LGBTQIA+ em Fortaleza; um perfil de Leonilson como Artista da Semana, o perfil da ativista LGBTQIA+ Janaína Dutra e a Dica Cultural do filme cearense As Cores do Divino, de Victor Costa Lopes.

Desde 21 de junho, o Centro Cultural Porto Dragão iniciou em suas redes sociais um convite ao público para indicar os artistes LGBTQIA+ que gostariam de ver em suas ações e no dia 28, divulgará essa onda de talentos em suas plataformas digitais, além de relembrar a série “Feminismos”, conteúdo já publicado no seu Youtube com a pesquisadora, transfeminista e escritora, Helena Vieira, que recentemente assumiu o cargo como Assessora para Cultura da Diversidade no Instituto Dragão do Mar.

Na terça (29), a programação dedicada à Semana do Orgulho LGBTQIA+ continua na Escola Porto Iracema das Artes, com a conversa “Mães pela Diversidade – Tire seu preconceito do caminho, que queremos passar com nosso amor”, no YouTube da Escola, a partir das 16 horas, com a participação de Yandra Lobo e Izabel Mesquita. Já às 19h, pelo Instagram, a live será com o professor Flávio da Conceição, um dos organizadores do livro “Teatro do Oprimido e Outros Babados – A diversidade sexual em cena”.

Às 17 horas do dia 30 de junho, a escola Porto Iracema das Artes recebe ainda a autora de “Vozes Transcendentes: os novos gêneros da música brasileira”, Larissa Ibúmi. O livro traz uma série de entrevistas com artistas LGBTQIA+ como Liniker, Linn da Quebrada, Johnny Hooker, Luana Hansen e Tiely. Além dos eventos, a campanha Embarcação das Artes, que indica trabalhos e artistes LGBTQIA+ das mais variadas linguagens, segue nas redes sociais do Porto Iracema das Artes.

A Vila da Música Monsenhor Ágio Augusto Moreira realiza na segunda (28), às 19 horas a Mostra Diversidade em Cena com exibição dos filmes “Aqueles Dois” de Emerson Maranhão e “Voar” e “Iracema Mon Amour” de César Teixeira no canal do YouTube da Vila Música. E na quarta (30) acontece às 19 horas no instagram da Vila, a live “Diversidade nas Redes: uma cultura para além dos gêneros.”tendo como convidado o cantor e apresentador Daniel Peixoto, a mediação é do dj e drag queen Malan Amaro.

A Casa de Saberes Cego Aderaldo, em parceria com o Núcleo de Pesquisa e Experimentos Audiovisuais – NAVI (IFCE Quixadá) e a Escola de Cinema do Sertão, celebra a diversidade na segunda (28), com uma programação voltada para as discussões da produção audiovisual no interior e de realizações de festivais de cinema LGBTQIA+. Na ocasião, será lançada a mostra “Sertão e Diversidade”, onde teremos um debate com os realizadores dos filmes, que compõem o acervo do festival “Sertão e Diversidade”, festival internacional de curtas, importante ação de cinema LGBTQIA+ da região Sertão Central. A curadoria foi feita pelo cineasta Geraldo Cavalcanti (in memorian). Os filmes estão disponíveis no canal do Youtube da Casa de Saberes. Na segunda (28), a atividade contará com a participação de uma bate papo com os diretores sobre suas respectivas obras. Após o debate, às 17 horas, haverá a mesa redonda “Das telas do interior para o streaming” com Alexandre Soares (PE), Keila Sena (RN), Hipólito Lucena (PB), Bertrand Lira (PB), Augustinho Azevedo (RN) e mediação de Rebeca Souza (PB). Às 19 horas é a vez do bate-papo “Desafio, celebração e visibilidade de janelas audiovisuais LGBTQIA”, com os produtores de festivais. Rosinha Assis (Recifest), Marcos Rocha (Curta o Gênero), Ismael Lima (Sertão Diverso) e Kamila Brito (Sertão e Diversidade) são recebidos com mediação de Belchior Torres.

A Política LGBTQIA+ no Setor Cultural - As ações que acontecem no mês do Orgulho LGBTQIA+ são um reflexo de políticas públicas estruturadas que não acontecem apenas no mês de junho, mas sim de forma contínua.

O Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura (Secult Ceará) estabeleceu uma política pioneira no Estado, quando lançou, em 2016, o Edital Cultura LGBT, dando início a uma política cultural voltada para a promoção à memória e à visibilidade das manifestações culturais de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros.

Os projetos selecionados no edital contemplaram os seguintes eixos: “Memória Cultural LGBT” e “Produção, circulação e difusão das manifestações artísticas de cultura LGBT”. Todo o edital e a política para a Cultura LGBT foi pensada em conjunto com representantes da sociedade civil. O valor total investido foi de R$ 400.000,00, para apoiar 24 projetos em todo o Ceará.

Além disso, a Secult possui uma coordenadoria de Artes e Diversidade, que desenvolve ações LGBTQIA+ transversais à política pública de cultura. Principalmente por meio de editais, como o Edital Mecenas do Ceará entre outros mais recentes por meio da Lei Aldir Blanc, a Secult anualmente vem apoiando eventos culturais como o For Rainbow e o Curta o Gênero, essenciais para a visibilidade, fomentar o debate e a produção LGBTQIA+ no Ceará. A diversidade inclusive passou a ser um critério a ser adotado em editais da Secult. Projetos que possuem pessoas da comunidade LGBTQIA+ como membro da equipe básica têm maior pontuação.

Complementando a política de Editais, a Secult fomenta a cultura LGBTQIA+ por meio da programação de seus equipamentos, seja através das linguagens artísticas, como no campo do conhecimento e formação. Do ano de 2020 até o presente, através dos equipamentos da Secretaria da Cultura sob gestão do Instituto Dragão do Mar, foram investidos mais de R$ 680 mil destinados à realização de programações distribuídas entre oito equipamentos, totalizando 160 atividades com temática LGBTQIA+. A partir dessas atividades – todas online, por conta da pandemia -, foram alcançadas mais de 88 mil pessoas.

O Instituto Dragão do Mar, Organização Social, atualmente, responsável pela gestão de 12 equipamentos do Governo do Ceará e parceiro estratégico da Secult Ceará, tem atuado de forma alinhada às políticas públicas para a comunidade LGBTQIA+. A partir deste mês o IDM dá mais um passo nessa direção, criando uma Assessoria para Cultura da Diversidade e convidando a pesquisadora, transfeminista e escritora Helena Vieira para assessorar o Instituto nesse tema.

- O Instituto Dragão do Mar está passando por um período de reestruturação de suas bases institucionais e reafirmação de seus valores, investindo no fortalecimento do que acreditamos ser inerente à nossa atuação. A diversidade é um desses valores essenciais. Acreditamos que a cultura se faz na e pela diversidade e que sempre deve haver lugar para todos. Trabalhamos para gerar e manter um ambiente onde respeito e compreensão sempre possam prevalecer”, afirma Rachel Gadelha, presidente do IDM.







Comentários

Alguma sugestão ou comentário particular?

Nome

E-mail *

Mensagem *

Notícias mais acessadas do mês

Ednardo está internado com uma infecção bacteriana

Soube, na manhã desta segunda-feira (31), que o cantor Ednardo (foto) está internado, numa Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional da Unimed Fortaleza. Ednardo tenta se curar de uma infecção bacteriana. O cantor de 75 anos está internado há uma semana. Filha de Ednardo, atriz e cantora J úlia Limaverde - " Nosso amado pai e querido artista Ednardo está agora no hospital se recuperando de complicações com uma infecção. Ele não está com Covid nem corre risco de vida. De todas as formas agradecemos de coração o envio de todas as energias positivas para sua pronta recuperação". Deputado estadual Renato Roseno (Psol) - " Recebemos a informação pelas redes sociais de que o poeta Ednardo está internado na UTI de um hospital em Fortaleza. Estamos na torcida por sua pronta recuperação. Ednardo é um Patrimônio Vivo da nossa Música". Vereador Evaldo Lima (PCdoB) - " Ednardo resiste como as suas mais lindas canções sobre as coisas do Ceará.

Reitora da Unifametro reforça a importância do Ensino Online e Presencial

 Com o anúncio da liberação de aulas presenciais em faculdades e universidades cearenses ainda no mês de junho, a importância do Ensino ganhou destaque, uma vez que as aulas virtuais foram presentes por mais de um ano. Para a reitora do Centro Universitário Fametro (UniFametro), professora Denise Ferreira Maciel (foto), o convívio social, mesmo com as restrições ainda necessárias, é importante, pois esse contato facilita o aprendizado.  - Estamos muito felizes com esse retorno autorizado e prontos, com toda segurança, para receber nossos alunos e professores”, destacou.  Para ela, somente a Educação pode transformar um País. - Com a pandemia, muitos adiaram a entrada no Ensino Superior e outros abandonaram seus estudos devido às dificuldades financeiras. Logo, para a retomada da Economia, é necessário mão-de-obra qualificada, e esse hiato na educação pode comprometer tal desenvolvimento a longo prazo”, pontuou Denise Maciel. Durante a interrupção das aulas presenciais, as faculdades se

Xand Avião demite DJ Ivis

 O cantor Xand Avião se posiciona e informa que DJ Ivis (Iverson de Souza Araújo) está fora da sua empresa (produtora Vybbe) e está dando apoio a Pamella Holanda e a filha de seis meses do casal. DJ Ivis bateu seguidas vezes na ex-mulher a arquiteta Pamella Holanda, de 27 anos. Vídeos que circularam na Internet mostram a violência, que foi denunciada na Delegacia de Eusébio neste domingo (11).  O DJ se defende, afirmando, que apenas revidou  ' as agressões de Pamella'. Prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT) - A violência contra a mulher é inadmissível e se torna ainda mais cruel e repugnante na presença de filhos. Minha solidariedade à Pamella Holanda e a todas as mulheres que lamentavelmente sofrem com a violência doméstica. A Prefeitura de Fortaleza atua para garantir o apoio necessário às vítimas em casos assim. O Centro de Referência e Atendimento à Mulher em Situação de Violência Francisca Clotilde oferece acolhimento, acompanha e encaminha para serviços da Rede de Atend

Morre Carlinhos Perdigão

Morreu nesta sexta-feira (2 de julho), aos 52 anos, depois de longa luta contra a covid-19 o músico e  professor Carlos Perdigão (fotos). Jornalista Alberto Perdigão -  Triste demais com a morte do primo e amigo @carlinhosperdigao. Professor, músico, poeta, ela era amado por todos. Sorriso sempre. Gentileza sempre. Mais um que não teve vacina a tempo... meus Deus. @danyandd quem ele tanto amava receba meu abraço solidário na dor. Tio Carlos, Lúcia, Haroldo, Jarbas... que perda precoce meus queridos". Jornalista Marina Valente - A gente não aguenta mais dar adeus. Estamos querendo o abraço do retorno dos que sobreviveram. Para chorar junto. Para se consolar junto. Para lembrar de quem perdemos e lutarmos contra quem os tirou de nós. Mais um amigo partiu. Um cara da música, da alegria, da comunicação e da fé no que há de bom nesse mundo. Estamos perdendo quem faz a diferença enquanto não fazemos perder os que estão nos matando. Que Deus te receba com música e muito carinho Calinhos

Juiza nega pedidos de DJ Ivis

O DJ Ivis através de nota de sua assessoria jurídica informa que 'aguarda o curso da investigação e cumpre a decisão de medida protetiva, além de permanecer à disposição da Justiça'. DJ Ivis é acusado de bater na ex-esposa a arquiteta Pamella Holanda. Nesta segunda-feira (12 de julho) a juiz Maria José Sousa Rosado de Alencar negou pedido de Ivis para que fosse removido da Internet o vídeo onde aparece ele batendo em Pamella. A juiz negou também a solicitação para que Pamella fosse proibida de comentar a agressão na imprensa, 'principalmente onde cite a filha menor'. - Ela (Pamella) comunicou a imprensa fatos mentirosos relativos à violência doméstica veiculada em sites de Internet prejudicial a minha reputação", alegava DJ Ivis. - Não verifico no conteúdo divulgado qualquer conduta que ultrapasse o direito de expressão. Em isso, ocorrendo, torna-se impossível analisar o pedido, além de quer a concessão de tal pretensão, nos moldes formulados representaria ao direi

Postagens mais visitadas deste blog

Ednardo está internado com uma infecção bacteriana

Soube, na manhã desta segunda-feira (31), que o cantor Ednardo (foto) está internado, numa Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional da Unimed Fortaleza. Ednardo tenta se curar de uma infecção bacteriana. O cantor de 75 anos está internado há uma semana. Filha de Ednardo, atriz e cantora J úlia Limaverde - " Nosso amado pai e querido artista Ednardo está agora no hospital se recuperando de complicações com uma infecção. Ele não está com Covid nem corre risco de vida. De todas as formas agradecemos de coração o envio de todas as energias positivas para sua pronta recuperação". Deputado estadual Renato Roseno (Psol) - " Recebemos a informação pelas redes sociais de que o poeta Ednardo está internado na UTI de um hospital em Fortaleza. Estamos na torcida por sua pronta recuperação. Ednardo é um Patrimônio Vivo da nossa Música". Vereador Evaldo Lima (PCdoB) - " Ednardo resiste como as suas mais lindas canções sobre as coisas do Ceará.

Reitora da Unifametro reforça a importância do Ensino Online e Presencial

 Com o anúncio da liberação de aulas presenciais em faculdades e universidades cearenses ainda no mês de junho, a importância do Ensino ganhou destaque, uma vez que as aulas virtuais foram presentes por mais de um ano. Para a reitora do Centro Universitário Fametro (UniFametro), professora Denise Ferreira Maciel (foto), o convívio social, mesmo com as restrições ainda necessárias, é importante, pois esse contato facilita o aprendizado.  - Estamos muito felizes com esse retorno autorizado e prontos, com toda segurança, para receber nossos alunos e professores”, destacou.  Para ela, somente a Educação pode transformar um País. - Com a pandemia, muitos adiaram a entrada no Ensino Superior e outros abandonaram seus estudos devido às dificuldades financeiras. Logo, para a retomada da Economia, é necessário mão-de-obra qualificada, e esse hiato na educação pode comprometer tal desenvolvimento a longo prazo”, pontuou Denise Maciel. Durante a interrupção das aulas presenciais, as faculdades se

Xand Avião demite DJ Ivis

 O cantor Xand Avião se posiciona e informa que DJ Ivis (Iverson de Souza Araújo) está fora da sua empresa (produtora Vybbe) e está dando apoio a Pamella Holanda e a filha de seis meses do casal. DJ Ivis bateu seguidas vezes na ex-mulher a arquiteta Pamella Holanda, de 27 anos. Vídeos que circularam na Internet mostram a violência, que foi denunciada na Delegacia de Eusébio neste domingo (11).  O DJ se defende, afirmando, que apenas revidou  ' as agressões de Pamella'. Prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT) - A violência contra a mulher é inadmissível e se torna ainda mais cruel e repugnante na presença de filhos. Minha solidariedade à Pamella Holanda e a todas as mulheres que lamentavelmente sofrem com a violência doméstica. A Prefeitura de Fortaleza atua para garantir o apoio necessário às vítimas em casos assim. O Centro de Referência e Atendimento à Mulher em Situação de Violência Francisca Clotilde oferece acolhimento, acompanha e encaminha para serviços da Rede de Atend

Morre Carlinhos Perdigão

Morreu nesta sexta-feira (2 de julho), aos 52 anos, depois de longa luta contra a covid-19 o músico e  professor Carlos Perdigão (fotos). Jornalista Alberto Perdigão -  Triste demais com a morte do primo e amigo @carlinhosperdigao. Professor, músico, poeta, ela era amado por todos. Sorriso sempre. Gentileza sempre. Mais um que não teve vacina a tempo... meus Deus. @danyandd quem ele tanto amava receba meu abraço solidário na dor. Tio Carlos, Lúcia, Haroldo, Jarbas... que perda precoce meus queridos". Jornalista Marina Valente - A gente não aguenta mais dar adeus. Estamos querendo o abraço do retorno dos que sobreviveram. Para chorar junto. Para se consolar junto. Para lembrar de quem perdemos e lutarmos contra quem os tirou de nós. Mais um amigo partiu. Um cara da música, da alegria, da comunicação e da fé no que há de bom nesse mundo. Estamos perdendo quem faz a diferença enquanto não fazemos perder os que estão nos matando. Que Deus te receba com música e muito carinho Calinhos

Juiza nega pedidos de DJ Ivis

O DJ Ivis através de nota de sua assessoria jurídica informa que 'aguarda o curso da investigação e cumpre a decisão de medida protetiva, além de permanecer à disposição da Justiça'. DJ Ivis é acusado de bater na ex-esposa a arquiteta Pamella Holanda. Nesta segunda-feira (12 de julho) a juiz Maria José Sousa Rosado de Alencar negou pedido de Ivis para que fosse removido da Internet o vídeo onde aparece ele batendo em Pamella. A juiz negou também a solicitação para que Pamella fosse proibida de comentar a agressão na imprensa, 'principalmente onde cite a filha menor'. - Ela (Pamella) comunicou a imprensa fatos mentirosos relativos à violência doméstica veiculada em sites de Internet prejudicial a minha reputação", alegava DJ Ivis. - Não verifico no conteúdo divulgado qualquer conduta que ultrapasse o direito de expressão. Em isso, ocorrendo, torna-se impossível analisar o pedido, além de quer a concessão de tal pretensão, nos moldes formulados representaria ao direi